2016: A maior transferência LEGAL de riqueza da história do Brasil

Invista na dívida das empresas e dobre seu patrimônio em menos de 3 anos

 

Caro leitor,

A quebradeira global que vem por aí será a maior de todas.

Enquanto você lê esta mensagem, as pessoas mais afortunadas já estão no aquecimento para tirar proveito do movimento que se aproxima.

Pois, ironicamente, é na crise que despontam oportunidades raras de construir riqueza.

O DINHEIRO ESTÁ PRESTES A TROCAR DE MÃOS.

Quem estiver no papel de devedor ficará mais pobre.

Muitos até quebrarão.

No entanto, quem estiver no papel de credor se tornará mais rico.

Com tantas empresas brasileiras afetadas pela recessão, a troca de riqueza entre devedores e credores será a maior da nossa história.

Era de se imaginar.

Quando meu amigo e sócio-fundador da Empiricus, Felipe Miranda, publicou o texto intitulado O Fim do Brasil, em 2014, antecipou a realidade de hoje – degradação da Petrobras, falência da indústria, instabilidade econômica, escassez de empregos…

Não bastassem os problemas locais, Felipe voltou a nos alertar, em 10 anos de Recessão, sobre o resultado do intervencionismo dos Bancos Centrais mundo afora para resgatar a economia da ruína pós-2008.

A adoção dessas medidas apresenta agora sua conta: são dívidas e mais dívidas a caminho da inadimplência, num montante nunca antes visto.

Guardadas as devidas proporções, você sabe como funciona.

Se já comprou bens de quem está se divorciando ou desesperado para quitar uma dívida… entende o que falo.

As pessoas jogam o preço lá para baixo, porque precisam se capitalizar.

Na hora do aperto, dá para levar lebre por gato.

Eu disse LEBRE por gato, e não o contrário.

Dá para negociar passe de Romário a valor de Júnior Baiano…

Ou para pilotar BMW a preço de Fiat 147…

Foi assim que muitos americanos ficaram milionários em tempos difíceis. E agora, no Brasil, você também terá acesso à mesma estratégia, negociando com empresas daqui.

Coisa até então inviável para um investidor comum.

Um investidor igual a você, a quem vale lembrar: Renda Fixa são títulos de uma dívida.

Investir em Renda Fixa é emprestar dinheiro e ser remunerado com juros durante o período do empréstimo.

O governo, por exemplo, é um grande emissor de títulos para financiar sua dívida. São os chamados títulos públicos.

Empresas privadas também fazem isso. Emitem títulos de sua dívida e oferecem aos interessados, que passam a ser credores delas. O nome desses títulos é debênture.

Se uma companhia emissora de debêntures sinaliza dificuldades financeiras, o mercado entende como risco de não pagamento de dívidas.

E o que acontece?

O preço da debênture cai.

É neste ponto que se inicia o negócio que você precisa conhecer imediatamente.

Com tantas empresas em dificuldades no atual cenário brasileiro, há chances enormes de comprar debêntures descontadas, a preços muito mais baixos. São os chamados junk bonds.

Hoje, é como se estivéssemos no meio de um grande saldão de junk bonds.

E você está convidado a participar da maior transferência legal de riqueza da história do Brasil, dobrando seu patrimônio em menos de 3 anos.

Do mesmo jeito que os mais sagazes investidores americanos. E falo de figurões, tipo Warren Buffett.

Veja como o mercado se comporta nos Estados Unidos.

Nos últimos três anos, as companhias americanas emitiram cerca de 1 trilhão de dólares em junk bonds.

Desse montante, 500 bilhões de dólares são só de dívidas de companhias de petróleo em dificuldade para pagar seus credores devido à queda internacional de preço do barril.

Nunca na história da humanidade se emprestou tanto dinheiro com risco de crédito.

Então, por que alguém recomendaria junk bonds numa situação dessas?

Há uma razão muito boa.

Junk bonds representam uma obrigação oficial de pagamento. Por força da lei.

Mesmo com o valor descontado em função do risco, esses títulos representam um direito de crédito contra a companhia devedora.

Em outras palavras, ser detentor de junk bonds significa ter direito ao patrimônio da empresa, por exemplo, terrenos, galpões, edifícios.

Caso a empresa não honre seus pagamentos e tenha de se desfazer de seus bens para pagar os credores, você é ressarcido.

Analisando detalhadamente as garantias dos junk bonds, podemos controlar seus riscos. E montar excelentes estratégias a preços convidativos.

É como se fosse um grande saldão.

O saldão acontece sempre que aumenta o risco de insolvência (falência).

Só que, não necessariamente, risco aumentado significa a empresa quebrar de qualquer jeito. O risco simplesmente reflete as expectativas do mercado no preço dos junk bonds.

Se você conversasse com qualquer bilionário gringo, ele diria que crise é oportunidade de ganhar dinheiro. Neste momento, inclusive, estão todos levantando capital e se preparando.

Pois se baseiam em experiências anteriores.

Por exemplo, na bolha das pontocom, ao fim dos anos 1990, que teve grande sorte de fusões e aquisições de empresas de internet.

A fusão da Time Warner com a AOL foi toda financiada à base de junk bonds.

Na época, as companhias de internet usaram junk bonds como um cartão de crédito enquanto tentavam emplacar alguma fonte de receita.

A questão é que não se pagava dívida apenas com cliques e visualizações.

A Nasdaq, bolsa de ações de empresas de tecnologia, despencou 80% entre 2000 e 2002. E nunca mais foi a mesma.

Mas, adivinhe só… Novamente a riqueza trocou de mãos.

Enquanto milhões de investidores em ações perderam quantias faraônicas de dinheiro…

Os compradores daqueles junk bonds levaram uma bolada.

Sam Zell foi um deles. E declarou o seguinte:

 

“Em 1990, eu achava que controlar uma companhia era o que importava. Hoje, cheguei à conclusão de que possuir suas debêntures é o caminho para ganhar dinheiro.” 

 

OK para os exemplos americanos, mas e aqui no Brasil, como é que fica?

Bem, não precisa ser um milionário para investir nos junk bonds brasileiros.

Junk bonds no Brasil, inclusive, eram praticamente restritos a investidores institucionais.

Mas a Empiricus passa a viabilizar essa oportunidade a você.

Os junk bonds permitem investir nas melhores companhias do País a preços descontados.

E, por ser Renda Fixa, você sabe quando e quanto receberá em pagamento.

Lidamos com empresas percebidas pelo mercado como incapazes de honrar compromissos com seus credores, por um ou outro motivo.

E se as empresas quebrarem mesmo? O que acontece?

A ideia não é comprar junk bonds de uma empresa que vai quebrar, e sim que tenha potencial de recuperação. Essas são as verdadeiras oportunidades.

Agora, caso a empresa não se recupere, os credores são ressarcidos antes mesmo dos acionistas.

Chegar a esse ponto não é nosso objetivo.

Vamos analisar criteriosamente as empresas e ninguém vai recomendar qualquer papel só porque está barato.

Aliás, fique tranquilo, você não precisa fazer essa análise, temos uma equipe especializada para isso.

Voltando aos Estados Unidos…

Repare no caso de sucesso dos junk bonds da Rite Aid, em junho de 2009.

Rite Aid é a 3a.maior rede de farmácias dos EUA, com 5 mil lojas e 26 bilhões de dólares em receitas anuais de vendas.

Havia ampla margem de segurança para seus junk bonds.

Mesmo que o negócio falisse – e não era o caso –, estimava-se conservadoramente que o conglomerado possuía ativos e dinheiro mais que suficientes para compensar os credores (debenturistas).

Na época, só em merchandising e medicamentos, a Rite Aid detinha um valor estimado em 3 bilhões de dólares, mais 1 bilhão de bens imobiliários, sem falar no valor de seu mailing de consumidores… acrescente aí mais 1 bilhão de verdinhas.

Veja como foi estruturado o negócio:

1. Preço da debênture: 332,70 dólares

2. Juros anuais: 27%

(pagamentos realizados 2 vezes por ano de 2009-2014)

Claro, a Rite Aid continuou no mercado. E foi obrigada a realizar os pagamentos acordados.

Em resumo, o retorno final sobre esse investimento foi de 153%.

1) Se você tivesse investido R$ 35 mil em junk bonds de Rite Aid, teria mais que dobrado seu capital a um risco controlado; e sairia com R$ 88.550. Lucro de R$ 53.550.

2) Se você tivesse investido R$ 50 mil em junk bonds de Rite Aid, sairia com R$ 126.500. Lucro de R$ 76.500.

3) Se você tivesse investido R$ 100 mil em junk bonds de Rite Aid, sairia com R$ 253 mil. Lucro de R$ 153 mil.

Muito bem.

Isso é possível no Brasil?

Vamos examinar a nossa realidade.

As empresas nacionais estão severamente endividadas.

Segundo levantamento da Serasa, já são 4,3 milhões de empresas nessa situação, mais da metade dos cerca de 8 milhões em operação no País.

Por conta da recessão, essas empresas viram suas receitas encolherem e as despesas aumentarem.

O montante da dívida chega a R$ 104 bilhões, recorde histórico.

A notícia da Bloomberg, abaixo, refletia a percepção de risco do mercado já no começo de 2016.

E abaixo, a tabela da consultoria Economatica traz as empresas que mais apresentaram prejuízo no 1o trimestre de 2016, um mau desempenho também decorrente da recessão.

Eletrobras e Petrobras são estatais e tiveram prejuízo relacionado aos desmandos do antigo governo. Mas o que dizer de JBS, segunda do ranking, representando o ramo de alimentos?

Veja que este ano sobrou até para o Banco do Brasil.

Tudo bem que é outra estatal, mas quando você viu um grande banco não dar lucro?

Diante de crises dessa magnitude, sem precedentes, grandes fortunas se perderão enquanto novas emergirão – no ciclo da transferência legal de riqueza.

De olho no furacão, a Empiricus desenvolveu para o Brasil uma estratégia de investimento antes restrita a investidores institucionais, agora de fácil entendimento e acesso para você.

Comprar debêntures altamente descontadas é uma das melhores maneiras de fazer fortuna no mercado, e é isto que os mais bem-sucedidos investidores do mundo fazem.

Mas é importante tomar a dianteira agora, pois os preços dos junk bonds brasileiros não ficarão convidativos para sempre.

O momento de comprar é a preço de queima.

Temos um investimento inovador sob medida para quem deseja lucro muito acima da média, com risco perfeitamente administrável.

Mas também não é o tipo de negócio que se entra hoje para sair amanhã.

É preciso seguir a estratégia.

Se você gosta da ideia de ganhar na crise, junte-se ao Empiricus Renda Fixa agora mesmo e obtenha recomendações de junk bonds escolhidos a dedo.

 

Empiricus Renda Fixa

 

O montante da dívida corporativa no Brasil nunca foi tão alto.

Definitivamente não é todo dia que se acorda em um cenário assim.

Por isso nossa equipe está focada na captura dos junk bonds mais vantajosos, filtrando as melhores oportunidades para este momento único.

Investigamos situações particulares, em que os papéis estejam bem descontados em relação ao que as empresas mereceriam de fato.

É aí que se esconde a oportunidade.

E então geramos a carteira de junk bonds, que será acompanhada de perto e atualizada quando necessário.

É claro que em nossa carteira não vamos recomendar as debêntures do “Quilo da Esquina”.

Nosso objetivo são raridades em títulos descontados, o que não significa topar qualquer pechincha só pelo preço.

Você viu no caso da americana Rite Aid, com 5 mil pontos de venda espalhados pelos Estados Unidos.

Se já esteve numa dessas drugstores notou que o negócio extrapola o segmento farmacêutico.

Elas vendem de loção para calvície a sanduíches frescos e chocolate premium.

Não é o tipo de rede que simplesmente fecha as portas da noite para o dia. Por isso o pessoal de lá comprou papéis descontados da Rite Aid de olhos fechados.

E você pode fazer a mesma coisa aqui no Brasil AGORA, aproveitando:

– o recorde de endividamento das empresas nacionais; e

– o serviço de análise independente da Empiricus.

Já foi possível encontrar no mercado debêntures de 3 anos pagando IPCA + 10% com rating AA+ pela agência Fitch, isto é, com baixo risco de crédito.

Analisamos em detalhes cada caso para distinguir o que é grande oportunidade do que é risco desnecessário.

Trabalhamos para emergir as pérolas ocultas que representem bons lucros, a exemplo do que aconteceu com Restoque, dona das marcas Dudalina e Le Lis Blanc, entre outras.

No gráfico abaixo, você confere o desempenho do junk bond da empresa Restoque.

Ele chegou a negociar a 225% do CDI, e os assinantes da série Empiricus Renda Fixa haviam recebido a indicação de comprá-lo.

Quem comprou R$ 10 mil em Restoque terá, no vencimento da dívida, R$ 14.152.

Outra debênture interessante que negocia como junk bond é a Intercement Brasil.

Embora pertença à Camargo Corrêa, fortemente prejudicada pelo envolvimento na Lava Jato, ela seria o “braço forte” do grupo, rentável e confiável, tornando-se a primeira candidata à venda se os controladores precisarem se desfazer de ativos para melhorar sua liquidez.

A Camargo já anunciou intenções de vender um pedaço da companhia e, posto esse interesse, ela teria todo o incentivo possível para não prejudicar o debenturista.

Intercement é negociada próximo a 173% do CDI no mercado secundário com vencimento em 2022. O seu rating é A- (baixo risco de crédito), devido à agência de risco S&P considerar Intercement e Camargo Corrêa uma só empresa.

Vale ressaltar que, embora seja administrável, sempre vai haver o risco de a empresa emissora dos junk bonds entrar em liquidação judicial e daí você, enquanto credor, ser ressarcido na forma de outros recursos que não os pagamentos regulares que citei anteriormente.

De maneira que você nunca sairá de mãos abanando de um investimento desses.

Mas asseguro que os nossos estudos obedecem a rigorosos critérios que visam diluir ao máximo qualquer tipo de risco.

E ainda tem o monitoramento semanal realizado pela nossa equipe de analistas, para que você não se sinta desamparado nem por um minuto em relação aos junk bonds.

Pois sabemos que você, provavelmente, não passa os dias acompanhando o noticiário financeiro ou falando com investidores mundo afora.

E também não dispõe de uma equipe especializada para separar o joio do trigo.

Não à toa a estratégia com junk bonds esteve sempre restrita a investidores institucionais.

O segmento private dos bancos de vez em quando lhe oferece acesso a esse investimento quando ganha alguma coisa em cima.

É totalmente diferente do que apresento aqui.

Os bancos não farão para você o trabalho de garimpo da Empiricus, visto que somos uma empresa independente de análise e pesquisa com foco no investidor individual.

E de fato, se fosse partir para um consultoria individual, custaria uma fortuna. Adicionalmente, teria de torcer para que fizessem um trabalho tão criterioso quanto nossa equipe.

Você já sabe que não somos corretora, não abrimos conta, não aplicamos o seu dinheiro nem nada do gênero. E também não somos remunerados por nenhuma instituição para recomendar este ou aquele investimento.

Fornecemos estudos, análise, pesquisa, recomendações certeiras.

E temos de ser duplamente criteriosos, primeiro pela imensa responsabilidade perante os assinantes e segundo porque somos impactados pela qualidade do que indicamos.

Todos os analistas da Empiricus têm parte relevante de sua remuneração atrelada à performance de suas recomendações.

Então, especificamos os junk bonds que você deve comprar agora para obter lucros que farão diferença importante no seu patrimônio.

E indicamos as corretoras de valores que consideramos aptas a atendê-lo nesse quesito.

Como ganhar na maior transferência
legal de riqueza da história

1- O montante da dívida corporativa brasileira está em R$ 104 bi, originando junk bonds a preços descontados.

2- Fornecemos recomendações diretas sobre quais papéis comprar e quando vender.

3- Você recebe pagamentos semestrais.

4- O investimento tem risco controlado.

 

Identificou-se com os junk bonds?

Antes de dar o próximo passo, esteja ciente destes pontos:

✓ O investimento em junk bonds envolve risco;

✓ Retorno passado não é garantia de retorno futuro;

✓ Siga as recomendações da série para minimizar qualquer tipo de risco.

Junk bonds é um dos investimentos que mais valoriza quando bem administrado.

E você ainda fica com a parte mais conservadora da Renda Fixa.

A série Empiricus Renda Fixa é hoje o programa mais completo do mercado para que você proteja e rentabilize seus recursos.

Estamos adicionando à série uma carteira dedicada aos junk bonds, que será constantemente revisada e atualizada para que você possa investir também em títulos da dívida corporativa brasileira.

O momento atual não poderia ser melhor para isso.

Mas não se esqueça de que diversificar é sempre uma opção inteligente.

E para isso, você conta com a parte mais conservadora da série Empiricus Renda Fixa, que inclui:

1– Relatório mensal, contendo a carteira de Renda Fixa COMPLETA, com a alocação ideal para títulos públicos, CDBs, LCI/LCAs, CRI/CRAs e o que de melhor estiver disponível no mercado.

Tudo devidamente explicado para que você siga as recomendações sem qualquer dificuldade, no princípio da gestão ativa da Renda Fixa: cenários conturbados, postura conservadora; cenários de euforia, postura agressiva.

E, como mencionei, o relatório mensal agora também contempla a carteira de junk bonds.

 

2– Videoaulas Empiricus Renda Fixa – Fundamentos e Empiricus Renda Fixa – Como Operar. Antes de começar a investir, assista aos vídeos e aprenda tudo sobre os títulos negociados, além do passo a passo para a compra e venda dos ativos das carteiras.

3– Atualização semanal, o monitoramento permanente das suas aplicações.

4– Webinar ao vivo, a sessão de perguntas e respostas on-line para tirar suas dúvidas.

Toda sexta-feira seguinte à publicação do relatório mensal, às 10h30. Caso não possa acompanhar ao vivo, a gravação ficará disponível em sua página de assinante.

5– Relatório especial Guia do Tesouro Direto, uma abordagem prática para começar a investir imediatamente.

6– Relatório especial Guia de Corretoras, contendo indicação das melhores corretoras.

7– Guia de Corporate Bonds, explicando como comprar esses títulos de dívida em dólar estando no Brasil.

 

Como enriquecer de verdade com
Renda Fixa?

 

Você viu que adotando a estratégia correta, podemos extrair excelentes rentabilidades de movimentos com maior ou menor grau de risco.

O importante mesmo é contar com uma gestão profissional para executar suas decisões de investimento de próprio punho, sempre seguindo as orientações corretas.

Tê-las a seu alcance custa pouco pelo que valem.

Para que você tenha acesso ao universo de vantagens da Renda Fixa agora mesmo, negociamos uma condição especial:

Desconto somente para esta proposta,
válido por tempo limitado

 

Garanto que não terá nada a perder.

 

Durante os primeiros 20 dias da assinatura, caso você conclua que o material não o atende, a Cláusula de Confiança Empiricus registrada em cartório assegura o direito de cancelamento e reembolso integral.

É isso mesmo, 100% de reembolso caso entenda que este serviço não atende ao seu perfil.

Mas, atenção, as condições de preço diferenciadas que citei são válidas APENAS para você que recebeu esta mensagem.

Se preferir pagar o total à vista, ganha mais 15% de desconto.

 

 

Um abraço.

Marília Fontes

Compromisso Empiricus registrado em cartório

CLÁUSULA DE CONFIANÇA 100%

Apesar de todas as vantagens já implícitas no material, a oferta em questão não perde a prerrogativa da Cláusula de Confiança Empiricus registrada em cartório: caso você não goste do conteúdo, pode cancelar a assinatura nos primeiros 20 dias com reembolso de 100% do valor pago.

Isso mesmo: você terá acesso imediato a todo o material do plano e ainda garantirá a possibilidade de cancelar posteriormente, recebendo o seu dinheiro de volta.

Para exercer seu direito, basta enviar um e-mail para cancelamentos@empiricus.com.br e o processo é executado automaticamente. Limitado a 3 cancelamentos por assinante em um prazo de 12 meses.

 

Perguntas Frequentes:

– Não tenho certeza se a série Empiricus Renda Fixa é adequada para o meu perfil. Como posso sanar minhas dúvidas antes de assinar?
Entre em contato com o departamento comercial pelo telefone 4003-5120 (custo de ligação local) e converse com um de nossos consultores.

– Qual é o valor mínimo para eu começar a investir seguindo as recomendações da série Empiricus Renda Fixa?
A série não se limita a um tipo de investimento. São abordados os diversos instrumentos de Renda Fixa e questões de macroeconomia. Sendo assim, o valor inicial vai depender da estratégia de cada investidor.

– A estratégia envolve títulos com risco de crédito. E se a empresa emissora falir?
A estratégia não visa comprar junk bonds de uma companhia prestes a quebrar, e sim que tenha potencial de recuperação. Embora controlado, existe risco. No entanto, vale lembrar que debenturistas detêm direito de crédito contra a emissora, ou seja, possuem direito ao patrimônio da empresa e serão ressarcidos antes mesmo que os acionistas.

– Há risco de eu perder dinheiro investindo em junk bonds?
Toda operação com junk bonds envolve risco. O que os analistas da Empiricus fazem é estudar profundamente uma empresa ou ativo antes de recomendar a compra. Mas ninguém pode garantir que um investimento em junk bonds não envolva risco.

– Se eu me arrepender da compra, posso cancelar o serviço?
Sim. Para cancelamentos em até 20 dias da data da assinatura, o cliente recebe 100% de reembolso.

– Como posso fazer o pagamento?
O pagamento pode ser feito com cartão de crédito (parcelado em até 12 vezes) ou boleto bancário.

– Como a Empiricus devolve o valor pago em caso de cancelamento?
Se o pagamento foi feito no boleto, a Empiricus deposita o valor na conta informada pelo cliente. Se o pagamento foi feito por cartão de crédito, o valor é estornado na fatura seguinte.

 

Informações Importantes:

Os conteúdos da Empiricus visam informar o seu destinatário sobre matérias relacionadas a economia, finanças e investimentos. A Empiricus se exime de qualquer responsabilidade sobre eventuais prejuízos que o destinatário de seus conteúdos tiver em decorrência da sua tomada de decisão. Embora a Empiricus forneça informações sobre investimentos, fundamentadas sob avaliação criteriosa, não se pode antecipar comportamentos. Padrões, histórico e análise de retornos passados não garantem rentabilidade futura. Todo investimento financeiro, em maior ou menor grau, embute riscos que podem ser mitigados mas não eliminados. A Empiricus alerta para que nunca sejam alocados em renda variável aqueles recursos destinados a despesas imediatas ou de emergência, bem como valores que comprometam o patrimônio do assinante. A Empiricus é uma publicadora de conteúdos, totalmente dissociada do sistema de distribuição de valores mobiliários, e, por conseguinte, não obtém nenhum tipo de receita advinda de comissões, corretagens ou emolumentos sobre montantes eventualmente aplicados. A Empiricus zela pelo direito de privacidade dos seus leitores.


A Empiricus foi fundada em 2009 com um objetivo: levar conteúdos financeiros independentes
e de qualidade para a pessoa física.

Hoje, nossa equipe conta com mais de 200 colaboradores.
Afinal, somos uma empresa de pessoas e produzir conteúdo relevante para a sua vida financeira não é tarefa fácil.

Mas a Empiricus não é apenas a sua equipe, somos os mais de 180 mil assinantes das publicações.
Para conhecer algumas dessas histórias, acesse https://www.empiricus.com.br/depoimentos

Se quiser saber mais sobre a Empiricus, acesse nosso site em www.empiricus.com.br ou envie um email para relacionamento@empiricus.com.br.

A Empiricus apoia

 

Uma empresa associada à Agora Companies


Maior grupo de publicações financeiras do mundo, com mais de 2.700.000 assinantes

Empiricus
CNPJ 11.431.155/0001-07
Copyright © 2009 – 2019

Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477
Torre B - 10º Andar
CEP 04538-133 - Itaim Bibi - São Paulo

Relacionamento com o assinante
Telefone(s): 4003-3117 | 4003-3118
(ligação local)