Caro leitor,

Sei que minha proposta foge ao senso comum e pode provocar controvérsias.

Para compartilhá-la, precisei discutir cada um de seus pontos com os sócios e analistas da Empiricus.

Nem todos concordaram comigo num primeiro momento.

Mas expliquei a ideia em detalhes para deixar claro que não se tratava de nenhuma irresponsabilidade.

Pelo contrário.

A tese faz todo o sentido e tem o respaldo de pensadores renomados e investidores de primeiro escalão, muito bem-sucedidos.

Mais do que isso, trata-se de uma chance rara de ajudar os nossos clientes a ganharem muito dinheiro num período relativamente curto.

Peço sua atenção para as linhas abaixo.

Você está diante de uma rara oportunidade de multiplicar seu capital por até 15x em apenas 3 anos.

Quem sabe em menos tempo.

Esta proposta obviamente apresenta riscos, é preciso deixar isso bem claro.

Mas você não ficará de forma alguma desprotegido, já que apenas um percentual irrelevante de seu patrimônio será destinado à recomendação.

O objetivo é arriscar pouco para ganhar muito – NUNCA o contrário.

Para isso, escolhi a dedo 5 ações ultra-arriscadas.

Trata-se de empresas ruins, com resultados ruins.

E que, ao mesmo tempo, apresentam expressivo potencial de valorização.

Mas por que comprar porcaria quando podemos escolher as boas empresas brasileiras?

Porque é justamente esse tipo de companhia que mais se destaca nos chamados bull markets.

Quando o mercado está em alta, quem andava mal das pernas ganha fôlego novo.

A empresa podre, praticamente quebrada, agora não quebrará mais.

Essa mudança de perspectiva faz com que o preço de suas ações se multiplique exponencialmente, como veremos adiante.

Foi o que aconteceu no grande ciclo de valorização de 2002 a 2008.

Também aconteceu em 2009, ano seguinte à quebra do Lehman Brothers.

Aconteceu no ano passado e pode acontecer novamente em 2017.

Você ainda pode lucrar muito com a disparada no preço de ativos ruins. 

Pode, sim, multiplicar seu capital em até 15 vezes. Essa é nossa aposta.

Faço questão de reforçar esse ponto. São apostas.

Como tal, você deve estar ciente da possibilidade material de perdas.

Se não estiver confortável com isso, peço que não leia as linhas abaixo.

Já se você aceita correr um risco maior para se expor a um elevado potencial de valorização, minhas recomendações poderão lhe cair muito bem.

Portanto:

1) Esteja ciente de que você provavelmente vai perder dinheiro em ao menos uma das minhas 5 ações sugeridas;

2) Não aloque uma grande quantidade de capital nestas ações;

3) Utilize somente um capital que você topa perder, pois há chance de prejuízo material;

4) Tente diversificar entre as sugestões propostas. Seguindo a lógica, apenas um acerto compensará várias perdas. A chance de capturar um grande acerto aumenta conforme você amplia o número de ações da carteira.

5) Foque no longo prazo. Se você não topa esperar três anos sem mexer numa ação, isso não é para você. Ações de empresas menores e com muito risco não admitem horizontes temporais menores.

Temos um acordo?

Ótimo, então pode prosseguir esta leitura.

A possibilidade de multiplicar seu capital por 15x apresenta riscos, mas é absolutamente real.

Aconteceu no passado, como vou lhe demonstrar.

Está acontecendo de novo.

Com a diferença que desta vez você também multiplicará o seu capital.

 

Por que devo comprar o quanto antes AS PIORES AÇÕES DO MERCADO?

Quem acompanha a Bolsa percebeu que, desde o início de 2016, ela engatou uma forte alta.

Saiu de um piso a 37 mil pontos e chegou aos cerca de 65 mil pontos, trazendo força à tese de bull market, ou seja mercado em alta.

Esse cenário passa necessariamente por correções, por testes, barreiras, momentos de incredulidade, cisnes das mais variadas matizes, incertezas, sustos e volatilidade.

Tipicamente, você ouviria de analistas politicamente corretos que, ao investir em renda variável, devemos procurar ações baratas e de boas empresas.

Isto é, empresas com bom retorno, baixo endividamento, alta barreira à entrada, bom canal de distribuição, bons administradores, crescimento e fluxo de caixa previsíveis, marcas sólidas etc.

Normalmente, é assim mesmo.

A rigor, a maior parte do seu dinheiro em Bolsa deve estar alocado em boas empresas. Sempre.

Há no entanto um porém.

As ações que mais sobem no bull market são justamente aquelas com características opostas a essas.

No momento de euforia, o lixo anda na frente. Ele sobe mais rápido e com mais intensidade.

Duvida?

Então dê uma olhada na tabela abaixo:

CICLO DE VALORIZAÇÃO 2002-2007

Essas são as 20 ações que mais subiram de 2002 a 2007, o 1º Ciclo de Valorização da Bolsa durante o século 21.

Está vendo Itaú na lista? Bradesco? BM&F Bovespa? Ambev?

Não. Essas empresas não constam na lista.

É possível que você conheça algumas das companhias que mais se valorizaram, mas a maioria delas certamente não é familiar ao grande público.

Tirando raras exceções, como Raia Drogasil, as demais não representam negócios rentáveis e consolidados, em que você pode investir e descansar tranquilo a cabeça no travesseiro.

Pelo contrário. São negócios de empresas problemáticas, mas que ganharam uma nova perspectiva com o ciclo favorável de alta.

Repare na 15a empresa da lista, a Randon.

Somente ela se valorizou +2.638% no período, ou seja, um crescimento superior a 27x.

E repito: essa é apenas a 15a ação da lista. Nem se compara às valorizações das três primeiras, de +44.122%, +28.390% e +16.567%.

Quem investiu apenas R$ 1.000 em Vulcabras durante o período teve a chance de juntar R$ 442.220, dinheiro suficiente para comprar um apartamento.

Quem investiu R$ 10.000 na mesma ação juntou R$ 4,4 milhões.

Investiu em sapatos e conquistou sua independência financeira.

Por isso, quando afirmo que selecionei 5 ações com potencial para multiplicar seu patrimônio por 15x num prazo de até 3 anos, pode apostar que não há exagero algum nessa possibilidade.

É justamente assim que determinadas ações de empresas ruins se comportam em mercados de alta.

Veja o que aconteceu em 2009, ano do 2º Ciclo de valorização da Bolsa.

Naquele período pós-quebra do Lehman Brothers, o Ibovespa se valorizou +83%.

Algumas ações menos conhecidas se valorizaram ainda mais.

 

CICLO DE VALORIZAÇÃO 2009

Note que estamos falando de um período menor – apenas 1 ano – e de um ciclo que não teve continuidade nos anos seguintes.

Ainda assim, houve empresa que subiu extraordinários +1.195%, proporcionando um crescimento de praticamente 13x no capital investido.

Quem investiu apenas R$ 1.000 na Agrenco juntou R$ 12.950 pra gastar no réveillon daquele ano.

Quem comprou R$ 10.000 em ações da empresa terminou 2009 com R$ 129.500 e pôde comprar um carrão.

Essa obviamente não foi a regra. Natural, não estamos atrás da regra.

Selecionei empresas específicas, de alto risco e chances ainda maiores de valorização.

Como a companhia de infraestrutura Triunfo Participações e Investimentos

Ou as construtoras MRV e Rossi

Trata-se de ações que em 2009 multiplicaram o capital do investidor por 5,7x, 4,3x e 4,1x em apenas 1 ano.

Imagine um investidor que tenha colocado R$ 10.000 em cada uma dessas empresas.

Apenas 12 meses depois, ele estava com R$ 140.800 na conta, rindo à toa.

Note que, assim como no ciclo anterior, poucas companhias da lista são conhecidas do grande público. Hering, por exemplo, é uma exceção.

Mas a grande maioria segue o padrão de empresas em condições financeiras ruins, que se valorizam expressivamente quando a maré do mercado muda.

Quanto mais problemática for a companhia, mais ela sobe.

Diante do choque positivo – ou ao menos percebido como positivo –, cria-se a sensação de retomada. Aquilo que ia quebrar agora não vai mais.

E daí surge a grande explosão no preço das ações.

Foi assim no Ciclo de 2002 a 2007.

Foi assim em 2009.

Se repetiu em 2016. Já está acontecendo em 2017.

Para que você multiplique seu capital em 15x com as 5 ações ultra-arriscadas que selecionamos a dedo.

Mas é preciso agir rápido, antes que esta oportunidade rara fique para trás.

Os fundamentos estão a favor da Bolsa brasileira

Desde o início do ano passado chamo a atenção para a formação de um mercado em alta, o bull market.

Quem acompanha as recomendações da Empiricus vem lucrando com toda essa alta dos últimos 12 meses.

E, assim como alertei para o início dela, acredito fortemente na continuidade dessa tendência de alta.

O que antes era apenas uma tese “absurda” bancada pela Empiricus já começa a ganhar materialidade nas últimas semanas.

Os fundamentos econômicos estão melhores para a nossa Bolsa.

Quer ver?

Lembra da inflação acima dos 10% ao ano em 2015?

Já caiu para 6,29% em 2016 e está caminhando para o centro da meta em 2017, abaixo dos 4,5%.

Qual a consequência prática disso?

O Banco Central pode finalmente derrubar a taxa de juros da economia.

O que até recentemente era 14,25%, já está em 10,25% e deve cair para apenas um dígito já em 2017.

Pelo lado político, embora o risco de instabilidade esteja presente a cada nova delação, ainda há chances do governo aprovar as reformas necessárias à retomada do crescimento.

Com PEC do teto de gastos, reforma da Previdência, reforma trabalhista, avanços microeconômicos e Selic a 8,5%, teremos um novo paradigma para a Bolsa brasileira.

Sem contar o cenário externo mais favorável a mercados emergentes, mesmo com a eleição de Donald Trump.

Afinal, os juros internacionais seguem baixos, a liquidez global continua interessante, as commodities estão mais valorizadas e a China mantém o crescimento.

Para reforçar a tese favorável ao bull market, os investidores institucionais locais e também internacionais começam a retornar à Bolsa brasileira.

Como o fluxo de recursos para mercados emergentes está atualmente em apenas 4%, temos um bom espaço para ao menos triplicar esse percentual, como nos 11,7% do ciclo de 2009.

Não à toa a Bolsa brasileira, que até pouco tempo se encontrava no menor patamar histórico em dólares dos últimos 13 anos, já começou a reverter essa tendência.

A linha de baixa foi rompida.

É o bull market ganhando cada vez mais força e permitindo que a mesma dinâmica dos ciclos anteriores de valorização se repita agora.

Veja as ações que mais se valorizaram em 2016:

CICLO DE VALORIZAÇÃO 2016

Mais uma vez estamos falando basicamente de empresas com problemas financeiros, que num curto espaço de tempo ganharam uma perspectiva melhor.

Aquilo que ia quebrar, mas que agora não vai mais.

Como Usiminas, que está surfando a possibilidade de recuperação do mercado de commodities.

Ou então empresas que enfrentavam grave crise, mas finalmente têm uma chance de sair da UTI, como Petrobras e até Magazine Luiza.

O desempenho desta última, aliás, foi o melhor do período.

Antes de engatar essa alta espetacular, Magazine Luiza havia amargado uma queda de mais de 80% de seu valor de mercado.

A companhia estava completamente perdida, navegando em águas agitadas e sem mapa ou bússola.

Sua receita havia despencado, e o balanço amargava prejuízo líquido de R$ 19 milhões no 3º trimestre de 2015.

O setor de consumo estava sofrendo as consequências da crise econômica.

Foi então que a confiança do mercado voltou, e a Luiza viu seu magazine se valorizar +502% em 2016.

Quem tinha R$ 10.000 investidos em suas ações fechou o ano com R$ 60.200, dinheiro suficiente para pagar cerca de 3 anos de escola do filho.

E quem gosta das tradicionais Vale, Gerdau, Usiminas e Petrobras?

Bastaria ter R$ 10.000 em cada para valorizar o capital em +914% e terminar 2016 com um apartamento quitado de quase R$ 1 milhão.

Mas e 2017? O ciclo de valorização continua?

As empresas ruins também irão se valorizar?

Quer ver o que aconteceu já no primeiro mês deste ano?

MAIORES VALORIZAÇÕES DE 2017

Como pode verificar, empresas com problemas financeiros, em setores problemáticos como construção, já começam a liderar o ranking.

Houve quem triplicasse ou quadruplicasse de valor em apenas um mês.

Mas não serão necessariamente elas as campeãs de 2017, não serão necessariamente elas as campeãs dos próximos anos.

Por isso selecionei 5 ações ruins, mas com potencial para multiplicar seu capital por 15x em até 3 anos.

Repito: você não vai alocar um percentual relevante de seu patrimônio nessas companhias.

Aquilo que você tem de mais valioso financeiramente deve estar protegido, investido em aplicações seguras.

Eu mesmo vou lhe indicar essas aplicações seguras para a parte relevante de seu patrimônio.

Já o que você vai fazer com as ações ruins é uma “aposta”. Dinheiro de pinga, algo que não lhe fará falta.

Se perder, perderá pouco. Se ganhar, ganhará muito.

Estudei cada uma das 5 empresas selecionadas para aumentar ainda mais o seu potencial de retorno.

Tenho o apoio dos sócios e analistas da Empiricus para essas indicações.

E o respaldo teórico de três pensadores renomados, investidores de primeiro escalão, muito bem-sucedidos.

O primeiro é o investidor húngaro-americano George Soros.

Sabe o que ele faz quando antevê um grande movimento em algum mercado específico?

Toma duas atitudes.

Primeiro, compra a melhor ação daquele ramo, “porque é impossível que ela não seja beneficiada pelo choque”.

E além dela… Soros compra A PIOR.

Ele tem consciência de que corre mais risco nesse segundo ativo, mas também sabe que há nele um gigantesco potencial de valorização.

“Surpresas positivas resultam em maior apreciação das ações piores enquanto acarretam um efeito mínimo nas favoritas”, ele diz.

Por isso, ele compra a melhor e a pior, sem cometer nenhuma imprudência.

“Não há nada de errado em correr riscos; desde que não se arrisque tudo.”

Jamais incentivo meus leitores a correrem riscos desnecessários. Essa não é minha proposta.

Você vai fazer justamente o contrário disso. Arriscar pouco para ganhar muito.

Como faz George Soros e também um certo prêmio Nobel…

Robert Merton.

Famoso por sua contribuição ao modelo Black & Scholes, Merton nos oferece a possibilidade de enxergar ações como opções.

Pode parecer complicado, mas a ideia final é razoavelmente simples.

Funciona assim.

Em processos de falência, só sobra algo para o acionista depois que a empresa paga todos os seus credores.

Isso, é claro, se ainda restar algum ativo a ser distribuído.

Dessa forma, uma empresa endividada, com mais passivos do que ativos, tende a responder com muito mais intensidade a um choque positivo.

É o que chamamos de “opção fora do dinheiro”.

As ações mais sensíveis a um choque positivo seriam justamente aquelas de patrimônio líquido negativo – empresas quebradas –, pois seriam equivalentes as tais opções fora do dinheiro.

Com a devida cautela, faz todo o sentido se expor a essas empresas ultra-arriscadas.

Apostar centavos em busca de milhares – quem sabe milhões.

Como também recomenda esse terceiro investidor bem-sucedido…

Nassim Taleb.

Com sua estratégia de antifragilidade, Taleb é peça fundamental para montarmos investimentos seguros e rentáveis.

A antifragilidade aumenta a robustez e a resiliência dos ativos, aproveitando possíveis volatilidades em favor dos rendimentos.

Volatilidades como a de um possível bull market.

Você compra uma ação e pode no máximo perder 100% do dinheiro investido nela.

Por outro lado, pode lucrar +200%, +500%, +1.000%…

Pode multiplicar seu capital por 15x ou até mais.

Imagine que você invista em 5 ações ultra-arriscadas, R$ 10.000 em cada.

Mesmo que quatro delas virem pó, o que dificilmente irá acontecer, basta que apenas uma se multiplique por 15 para compensar de longe a perda das demais.

Você perderia R$ 40 mil, mas sairia da operação com R$ 150 mil.

É a antifragilidade jogando no seu time.

E o cenário atual está perfeito para que você compre ações ruins, de empresas em dificuldades.

Mas veja bem, isso não quer dizer que você pode comprar qualquer porcaria.

Também não é para investir uma quantia alta em ativos de risco.

Reitero firmemente cada uma das ponderações que fiz no começo desta mensagem.

Não aloque uma grande quantidade de capital nessas ações. Utilize somente um capital que não lhe fará falta.

Você vai apostar centavos para ganhar milhares – e não o contrário.

Tenho o apoio dos sócios e analistas da Empiricus para essas indicações, assim como o respaldo teórico – e prático – de George Soros, Robert Merton e Nassim Taleb, todos investidores bem-sucedidos.

A história e os fundamentos estão do nosso lado.

Aconteceu nos ciclos anteriores de valorização…

… tem tudo para acontecer novamente.

Já está acontecendo.

O momento é oportuno.

E, para que você multiplique seu capital por 15x em 3 anos, preparamos…

As 5 PIORES AÇÕES para você investir AGORA

Meu nome é Felipe Miranda. Sou analista-chefe da Empiricus Research, maior publicadora de informações financeiras do Brasil.

Sou remunerado para identificar os grandes movimentos financeiros e permitir que meus leitores ganhem dinheiro com eles.

Esse é o meu trabalho, a minha vocação – e os dados sugerem que tenho cumprido bem a tarefa.

Quando falei anteriormente que o dólar chegaria a R$ 4,00 (com a moeda ainda cotada a R$ 1,90), também fui chamado de louco.

O mesmo aconteceu quando alertei para a destruição da Petrobras antes do estouro do escândalo de corrupção na estatal.

Da mesma forma, quando divulguei incialmente a tese “O Fim do Brasil”, alertando antes de todos para a possibilidade de o País enfrentar a maior recessão de sua história, fui acusado de terrorista e processado pelo governo.

Você não encontra esse tipo de informação nos veículos convencionais.

Somente aqui.

Contamos atualmente com 170 mil assinantes, que recebem minhas recomendações, protegendo e aumentando seu patrimônio diante da crise.

Não podemos prever o futuro, ninguém pode.

E os números em si não importam muito.

São apenas situações que podem acontecer caso meu cenário se confirme.

É natural o ser humano subestimar movimentos futuros. Como a realidade é material, o sujeito sempre acha que o presente vai ser extrapolado para o período seguinte.

Por isso, projeções anteriores como dólar a R$ 4 ou O Fim do Brasil soaram absurdas em primeiro momento.

Tão absurdas quanto sugerir 5 ações ultra-arriscadas para você multiplicar seu capital por 15x.

Mas são possibilidades reais, que você DEVE levar em consideração.

O último bull market

Como nos grandes episódios anteriores de valorização do mercado, algumas pessoas farão fortuna com o movimento atual.

Reforço: trata-se, sem nenhum exagero, do movimento mais relevante (e com impactos financeiros mais profundos) que a minha empresa já identificou.

Nossa economia e o mercado de capitais brasileiro estão renascendo, após anos de deterioração.

Há, no entanto, uma ressalva importante.

Não é qualquer ação ultra-arriscada que irá se beneficiar.

Você precisa estar nos ativos certos.

Nas 5 ações ultra-arriscadas, para multiplicar seu patrimônio por 15x.

É possível que nem todas as 5 serão bem-sucedidas.

Mas a supervalorização de apenas uma delas já será mais do que suficiente para a multiplicação de seu capital.

Minhas apostas são rigorosamente essas 5 ações.

Uma delas inclusive já está na lista das 20 maiores valorizações de 2017.

Quem comprou essa ação logo após a virada do ano lucrou mais de 50% em menos de 30 dias.

Dinheiro suficiente para pagar IPVA, IPTU e até o material escolar das crianças.

Mas não pense que você já perdeu o bonde.

Isso é só o começo.

O ativo em questão tem muito espaço para se valorizar, e as outras quatro ações indicadas ainda nem entraram no grupo das 20+.

Há banco em minha seleção de ações ultra-arriscadas com enorme potencial de valorização?

Sim, mas pode ter certeza de que NÃO é Itaú, nem Bradesco ou Banco do Brasil.

Ao contrário dos lucrativos grandes bancos do País, nossa escolha vem de um período de prejuízos.

Mas analisamos a fundo os fundamentos da instituição financeira e identificamos um potencial incrível de valorização nas suas ações.

Preparamos um relatório especial que lhe dirá exatamente do que se trata.

Assim como lhe dará todos os detalhes de nossas outras quatros escolhas:

São ações sofridas, de empresas e setores castigados pela crise econômica, que pagaram um alto preço na Bolsa brasileira.

Mas o bull market está aí, e essas companhias têm todo o potencial para dar a volta por cima.

Como um jogador contundido, que ficou muito tempo parado e agora está “zero-bala”, pronto para dar muito retorno a quem apostar nele.

É o que essas 5 ações farão por você.

Você só precisa apostar nelas.

Como faço para ter acesso ao relatório com as ações ultra-arriscadas com potencial para multiplicar meu capital por 15x?

Basta ser um assinante do Palavra do Estrategista®, principal série da maior publicadora de informações financeiras do Brasil.

Na série, além das 5 ações ultra-arriscadas, não faltam oportunidades de lucro para que você mude definitivamente de patamar financeiro.

Lembra quando eu disse que também daria recomendações para a parte mais relevante de seu patrimônio?

Títulos públicos, boas ações, dólar… você encontrará tudo isso na série.

Para que possa ao mesmo tempo proteger seu patrimônio e fazê-lo crescer com segurança, enquanto aposta o “dinheiro de pinga” nas ações ultra-arriscadas.

Aquelas mesmas, com capacidade para multiplicar seu capital por 15x – ou mais.

Ao ter acesso ao Palavra do Estrategista®, você poderá mudar definitivamente de patamar financeiro.

Afinal, nossos alertas são consistentemente precisos, tanto para lucrar quanto para evitar perdas.

Quem nos acompanha sabe bem o que estou falando.

O Marco, por exemplo, ganhou mais de +30% com Guararapes.

Sou assinante do Palavra do Estrategista. Vocês indicaram as ações da Guararapes (GUAR4), achei os argumentos coerentes e comprei alguns lotes. Estou superfeliz!
Marco A. – Assinante do Palavra do Estrategista

Já o Alberto lucrou +79% em menos de um mês com uma indicação pontual – compra de opções da Vale a R$ 0,38 com venda a R$ 0,68.

“Felipe, obrigado. A operação deu certo. Fiz uma pequena fortuna (dentro das minhas possibilidades, é claro…rsrs) com a estratégia de opções da Vale.”
Alberto C. – Assinante do Palavra do Estrategista

O Carlos lucrou +15% em duas semanas com Cemig – ganho aproximado de +1% AO DIA.

“Gostaria de dizer que iniciei minha vida na BM&F Bovespa há 15 dias comprando CMIG4 e estou satisfeito com o resultado que vem apresentando, muito obrigado por compartilharem seus conhecimentos!”
Carlos E. – Assinante do Palavra do Estrategista

Os acertos da série são realmente recorrentes, por isso temos tanta aprovação dos leitores.

Pergunta de 1 milhão de dólares: como vocês conseguem ser tão bons?
Acertaram antes de todos: Fim do Brasil, Derrocada da Petrobras, Alta do dólar, Virada de mão… E agora, enquanto todos mudavam de opinião a cada nova notícia, vocês sempre acreditaram na valorização da Bolsa com o impeachment!
Se não quiserem me dar as dicas, tudo bem, seguirei as recomendações de vocês e ganharei de todo jeito. Rssss
Robson Q. – Assinante do Palavra do Estrategista

Você está a um passo da decisão financeira mais importante da sua vida

Você pode ficar parado assistindo às coisas acontecerem.

Enquanto isso, outras pessoas estão ganhando dinheiro de uma forma consciente com a janela de oportunidade atual do mercado.

É uma opção sua.

Ou você pode tomar as rédeas para si e, com uma atitude simples, mudar de uma vez por todas o padrão financeiro da sua família.

Por favor, ao menos passe os olhos no trabalho seríssimo que eu desenvolvi.

Tenho convicção de que você terá toda a informação necessária à sua disposição para ganhar muito dinheiro – e de forma consistente.

O mais interessante é que você pode olhar minha pesquisa e receber tudo o que foi mencionado aqui, sem nenhum tipo de risco ou de obrigação.

Simplesmente deixe-me saber se você gostaria de experimentar a assinatura de meus relatórios quinzenais, através da série Palavra do Estrategista®.

 

Em caso positivo, você terá acesso imediato a:

1) Relatório quinzenal Palavra do Estrategista®, que o ajudará a blindar e multiplicar seu patrimônio, com inúmeras oportunidades que se apresentarão para quem estiver devidamente preparado;

2) Relatório especial Só – e somente só – àqueles que querem surfar o bull market em Teahupoo, com as 5 ações ultra-arriscadas com potencial para multiplicar seu capital por 15x;

3) Relatório especial A Oportunidade da Década na Renda Fixa, para você proteger a parte mais relevante de seu patrimônio;

4) Relatório especial As ações que você deve comprar agora para surfar o rali dos próximos meses, com as BOAS EMPRESAS do mercado de capitais brasileiro;

5) Guia com o passo a passo para comprar sua primeira ação e operacionalizar as oportunidades apresentadas;

 

Bônus especial:

– Newsletter DailyPRO, com tudo o que precisa saber diariamente, nas primeiras horas da manhã, direto em seu e-mail. O Daily conta com a participação de todos os analistas da Empiricus e traz uma visão dos impactos para o seu bolso dos eventos mais relevantes do dia.

Como receberei tudo isso?

Assim como um acesso no Netflix, no Spotify ou na rede social, você terá um login e uma senha no site da Empiricus.

É nessa “área logada” que você encontrará todo o conteúdo disponível. Vídeos, relatórios e o conteúdo com as 5 ações ultra-arriscadas para multiplicar seu capital por 15x.

Cada novo alerta, cada relatório quinzenal, cada recomendação sobre investimento está na sua área do assinante.

Ao se tornar cliente da maior casa de análises do Brasil, você tem uma série de benefícios.

A Empiricus é independente. Não cobramos taxas quando você compra ou vende uma ação, não temos patrocínios e não recebemos o dinheiro de ninguém para investir.

O assinante é o responsável por fazer as operações. Damos o passo a passo.

Não recebemos nada a mais se um assinante comprar R$ 1.000 enquanto outro comprar R$ 1 milhão.

Nossa receita é exclusiva da venda de assinaturas.

Ganhamos mais quando nossos clientes ficam satisfeitos e, assim, recomendam o serviço para amigos ou fazem novas assinaturas.

Há pouco tempo vi no site de um jornal uma matéria elogiando a Petrobras e recomendando compra.

Lá no topo da página estava o anúncio: Chegou o Premmia, o programa de fidelidade dos Postos Petrobras.

Será que dá pra confiar na análise da imprensa?

Quem é o rosto por trás dessa recomendação?

Vão dar suporte para você? E qual a hora de vender a ação?

Cuidado com aquilo que parece que você não está pagando.

Não existe almoço grátis.

Você paga por tudo que lê. Seja por anúncios, número de cliques, dando seu e-mail para receber ofertas…

A diferença na Empiricus é que isso está claro.

Escolhi as 5 ações ultra-arriscadas com potencial para multiplicar seu capital por 15x baseado apenas nas minhas análises.

Quem me paga são meus assinantes.

Por sinal, a Empiricus possui 170 mil assinantes pagos.

Temos total liberdade para falar bem ou mal de qualquer empresa ou do governo. Já fui inclusive processado pela ex-presidente por causa disso.

Não me importo.

Meu interesse é que você ganhe dinheiro.

E você ganhará muito em 2017.

Vou explicar exatamente o que você precisa fazer agora…

A Empiricus tem duas principais modalidades de assinatura. As anuais e as vitalícias.

Como os nomes sugerem, uma delas tem validade de 12 meses e a outra é para sempre.

A historicamente mais vendida para quem nunca investiu é a anual. Porém, a maioria dos assinantes faz a migração para vitalício ao longo do ano.

Aí depende do perfil de cada pessoa.

O fato é que o valor é quase simbólico.

 

Um ano da assinatura Palavra do Estrategista®, que lhe dará direito ao relatório especial com as 5 piores ações para multiplicar seu patrimônio, custa apenas 12 vezes de R$ 12,90.

Para pagamento à vista no cartão, você ainda recebe 5% de desconto adicional.

Pelo equivalente a 3 anos de assinatura você pode garantir seu acesso aos relatórios para sempre.

Por que tão barato?

Por esse preço eu não estaria depreciando o meu produto?

Em termos práticos, desenhamos um valor que permita a você simplesmente experimentar a série, para ver se ela realmente se enquadra na sua pretensão.

Além disso, desde a concepção do Palavra do Estrategista®, pensamos em um produto cujo conteúdo fosse acessível a qualquer pessoa, de modo a potencializar seu poder econômico.

E estou convicto de que, em conjunto, os leitores que acompanharem a série e aplicarem as ideias protegerão milhares de reais em patrimônio e ganharão outros milhões. Muito mais do que eu faria sozinho.

 

Apenas 12 parcelas de R$ 12,90 na assinatura anual somente nesta oferta.

 

Note que, em nossa loja on-line, o preço convencional da assinatura é R$ 16,00.

Fique à vontade para ponderar esta oferta, e você verá que não há risco algum.

Isso porque, durante os primeiros 20 dias, caso você leia meu material e, por alguma razão, entenda que ele não atende a seu perfil, basta solicitar a interrupção da assinatura e terá o seu dinheiro reembolsado.

Isso mesmo, você receberá 100% do seu dinheiro de volta, mesmo após ver as 5 ações ultra-arriscadas com potencial para multiplicar seu capital por 15x.

Ao concordar com os termos aqui apresentados, você estará apenas aceitando experimentar meu trabalho para ver se gosta — mas com acesso na íntegra às oportunidades de multiplicação de valor.

Para que você comece a lucrar a partir de hoje mesmo.

“A cada dia que passa entendo que foi a melhor coisa que fiz quando decidi segui-los para aprender sobre investimentos. Att.”
Bruno B.

Eu espero que você considere minha oferta seriamente.

Do fundo do coração, tenho certeza de que esta será uma das melhores decisões financeiras que você tomará em toda a sua vida.

Para começar, simplesmente clique em um dos botões abaixo, que irá levá-lo a uma página segura para confirmar a sua assinatura.

Sua ordem será processada imediatamente, e você terá acesso a todo esse nosso trabalho na mesma hora.

Há chances de vivermos um novo bull market.

Quanto antes você entrar, maior será o seu retorno.

E, com as 5 ações ultra-arriscadas, sua chance de multiplicar o capital por 15x ganha ainda mais força.

Assine por 1 ano – 12x de R$ 12,90
Assine por 3 anos – 12x de R$ 38,70
MELHOR OFERTA
Assine pelo RESTO DA VIDA – 12x de R$ 38,70

Três anos para você lucrar o máximo

Temos 20 analistas líderes em performance, 100% dedicados a levar até o leitor as principais ideias de investimento.
Mas essas ideias só funcionam integralmente se você consegue casar com elas – ou seja, carregá-las durante prazos relevantes.
Pensando nisso, fizemos uma pesquisa amostral junto à nossa base de leitores, formada desde a fundação da Empiricus, em 2009.
Os resultados dessa pesquisa podem ser resumidos em uma importante conclusão:
Os maiores ganhos são obtidos por leitores que carregam as posições recomendadas por três anos ou mais.
Nada impede que você faça trades de um mês ou de um ano; essa decisão cabe exclusivamente a você, de forma autônoma.
Estamos apenas informando, com base na pesquisa, que a persistência costuma ser muito bem recompensada pelo mercado.
Quanto mais você sustenta suas convicções de investimento, menores os custos, menores os riscos e maior o retorno final.
De forma a incentivar o alinhamento temporal mais lucrativo para nossos leitores, os analistas da Empiricus atropelaram o departamento de marketing e criaram um plano promocional.
Convencidos do ganha-ganha, os sócios Caio, Felipe e Rodolfo assinaram embaixo.
Decidimos por garantir o Acesso Vitalício a esta e outras séries da Empiricus pelo preço equivalente a apenas três anos de assinatura.
Não estamos fazendo caridade.
Como somos analistas independentes, o seu melhor interesse é também nosso melhor interesse.
Lucramos na exata medida em que nossos leitores lucram.

Assine por 1 ano – 12x de R$ 12,90
Assine por 3 anos – 12x de R$ 38,70
MELHOR OFERTA
Assine pelo RESTO DA VIDA – 12x de R$ 38,70

 

Compromisso Empiricus registrado em cartório

CLÁUSULA DE CONFIANÇA 100%

Apesar de todas as vantagens já implícitas no material, a oferta em questão não perde a prerrogativa da Cláusula de Confiança Empiricus registrada em cartório: caso você não goste do conteúdo, pode cancelar a assinatura nos primeiros 20 dias com reembolso de 100% do valor pago.

Isso mesmo: você terá acesso imediato a todo o material do plano e ainda garantirá a possibilidade de cancelar posteriormente, recebendo o seu dinheiro de volta.

Para exercer seu direito, basta enviar um email para cancelamentos@empiricus.com.br e o processo é executado automaticamente. Limitado a 3 cancelamentos por assinante em um prazo de 12 meses.

Um abraço,
Felipe Miranda

Número de visitantes:

 

 

Informações Importantes:

Os conteúdos da Empiricus visam informar o seu destinatário sobre matérias relacionadas a economia, finanças e investimentos. A Empiricus se exime de qualquer responsabilidade sobre eventuais prejuízos que o destinatário de seus conteúdos tiver em decorrência da sua tomada de decisão. Embora a Empiricus forneça informações sobre investimentos, fundamentadas sob avaliação criteriosa, não se pode antecipar comportamentos. Padrões, histórico e análise de retornos passados não garantem rentabilidade futura. Todo investimento financeiro, em maior ou menor grau, embute riscos que podem ser mitigados mas não eliminados. A Empiricus alerta para que nunca sejam alocados em renda variável aqueles recursos destinados a despesas imediatas ou de emergência, bem como valores que comprometam o patrimônio do assinante. A Empiricus é uma publicadora de conteúdos, totalmente dissociada do sistema de distribuição de valores mobiliários, e, por conseguinte, não obtém nenhum tipo de receita advinda de comissões, corretagens ou emolumentos sobre montantes eventualmente aplicados. A Empiricus zela pelo direito de privacidade dos seus leitores.


A Empiricus foi fundada em 2009 com um objetivo: levar conteúdos financeiros independentes
e de qualidade para a pessoa física.

Hoje, nossa equipe conta com mais de 200 colaboradores.
Afinal, somos uma empresa de pessoas e produzir conteúdo relevante para a sua vida financeira não é tarefa fácil.

Mas a Empiricus não é apenas a sua equipe, somos os mais de 180 mil assinantes das publicações.
Para conhecer algumas dessas histórias, acesse https://www.empiricus.com.br/depoimentos

Se quiser saber mais sobre a Empiricus, acesse nosso site em www.empiricus.com.br ou envie um email para relacionamento@empiricus.com.br.

A Empiricus apoia

 

Uma empresa associada à Agora Companies


Maior grupo de publicações financeiras do mundo, com mais de 2.700.000 assinantes

Empiricus
CNPJ 11.431.155/0001-07
Copyright © 2009 – 2019

Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477
Torre B - 10º Andar
CEP 04538-133 - Itaim Bibi - São Paulo

Relacionamento com o assinante
Telefone(s): 4003-3117 | 4003-3118
(ligação local)