Caro leitor,

Você já sentiu medo?

Imagino que sim. Talvez inúmeras vezes.

Ter medo não é algo ruim.

Só estamos aqui hoje porque ele tornou nossos antepassados precavidos.

O que importa mesmo é como lidamos com o medo.

Por exemplo, podemos ter uma dessas três reações frente a um desafio:

1) A “confiança irracional”, que faz agir no impulso, sem medir as consequências.

2) A “desconfiança total”, que gera um medo paralisante.

3) A “confiança inteligente”, que nos leva a analisar, refletir, tomar a melhor decisão e seguir em frente.

Qual postura você costuma adotar?

Esses conceitos estão em um livro chamado A Confiança Inteligente, e têm tudo a ver com uma conversa que tivemos recentemente com uma leitora.

Ela está muito insatisfeita com os rendimentos do fundo de investimento onde está parte de seu dinheiro.

Mas resiste em buscar alternativas bem mais lucrativas, como a Bolsa.

Ela nunca investiu em ações.

Paralisada pela desconfiança.

Pelo medo.

Esperamos que isso não ocorra com você.

Mas se você também evita o mercado acionário e fica preso aos baixos rendimentos oferecido pelos bancos, gostaríamos de lhe perguntar:

Você já perdeu dinheiro na Bolsa?

Parou de investir por receio de perder de novo?

Ou simplesmente nunca investiu em ações por temer prejuízos?

Se respondeu “sim” para qualquer uma das questões, não se preocupe.

Deixe-nos lhe contar uma coisa.

Todos nós aqui já perdemos dinheiro com ações.

Warren Buffett, considerado o maior investidor de todos os tempos, também já perdeu.

Milhares de investidores comuns, idem.

Já construí uma casa com o que ganhei em Bolsa. Mas também já vendi até os móveis por causa do que perdi.”
Jaime P.

Até mesmo Isaac Newton, um dos grandes gênios da humanidade, perdeu.

Após ter prejuízo com uma bolha especulativa, o famoso cientista imortalizou a frase:

“Consigo calcular o movimento das estrelas, mas não a loucura dos homens.”

Na verdade, todo investidor da Bolsa já perdeu.

O que diferencia os melhores investidores não é acertar sempre, e sim a capacidade de errar pequeno e acertar grande.

Existe apenas uma maneira GARANTIDA de NUNCA errar e perder algum dinheiro com ações.

Jamais investir…

 … e ABRIR MÃO de PODER ter ganhos extraordinários…

… GANHOS QUE SÓ A BOLSA É CAPAZ DE OFERECER.

Todos os investidores bem-sucedidos têm algo em comum:

Eles entraram na Bolsa.

Deram o primeiro passo e começaram.

Para isso, é preciso eliminar o receio injustificado.

O medo que paralisa e impede de agir.

Vamos lhe mostrar que você não deve temer o mercado de ações.

A chave é perder pouco e lucrar muito.

É exatamente como fazer isso o que vamos demonstrar hoje.

Se você nem tentar, nunca terá a possibilidade de surfar valorizações como:

+44.122%, +28.390% e +16.567%.

Esses números fabulosos são o quanto algumas ações subiram no último grande ciclo de valorização da Bolsa.

Um lucro de +44.122% significa transformar R$10.000 em R$4.422.200,00.

Quatro milhões, quatrocentos e vinte e dois mil e duzentos reais.

Dê uma olhada na tabela a seguir:

São as 20 ações que mais subiram durante o bull market de 2002 a 2008.

R$10.000 colocados em cada uma das cinco primeiras ações da lista se transformariam em R$10.498.700,00.

10,5 milhões de reais.

Uma multiplicação de 210 vezes o capital investido em um período de seis anos.

Essas valorizações aconteceram durante altas históricas da Bolsa brasileira.

Nelas, empresas multiplicaram seu valor dezenas de vezes …

Condições favoráveis para que isso se repita estão acontecendo exatamente agora.

Um dos principais fatores é a queda da taxa Selic.

Quando a taxa de juros da economia (Selic) cai, os investimentos baseados no CDI migram para a renda variável.

CDI caindo significa Bolsa subindo.

Ou seja, quando o governo indica uma redução de juros, é hora de comprar ações.

Observe o gráfico abaixo.

Ele mostra o que aconteceu quando os juros caíram no passado recente.

Em amarelo, temos a variação da Bolsa.

Em azul, a taxa de juros da economia.

Juros caem, Bolsa sobe.

É isso o que vai acontecer daqui para a frente.

Não é por acaso que grandes investidores estão direcionando agora mesmo suas baterias para a Bolsa.

No caso de investidores comuns, um ciclo de valorização de +3.415% significa R$10.000 se tornar R$351.938,00.

Ou transformar R$100.000 em R$3,5 milhões

“Esses são casos fora da curva”, você pode pensar.

Então, precisamos dizer. Não é preciso esperar e torcer por resultados extremos assim para conseguir altos ganhos na Bolsa.

Preste muita atenção nos números abaixo:

                       + 531,40%   + 528,18%   + 445,63%

+ 324,75% + 309,15% + 296,83% 

                       + 279,86% + 257,90% + 240,45%   

+ 233,02%  + 225,35%  + 207,57%

São valorizações recentes de algumas ações negociadas na Bovespa.

Capazes de transformar pessoas comuns em milionárias.

Veja o caso do Magazine Luiza.

Em dezembro de 2015, sua ação (MGLU3) estava cotada a R$8.

Agora, enquanto escrevemos estas linhas, o preço é R$256,00.

Sim, duzentos e cinquenta e seis reais.

Valorização de +3.125% em um único papel.

Lucro capaz de transformar cada 1 real investido em 32 reais.

Quem colocou R$25.000 em MGLU3 há 16 meses transformou seu dinheiro em R$800.000.

Para se obter tal valor na Renda Fixa, seriam necessários 40 anos
.

Visualize o que você faria com esse dinheiro extra na sua conta.

Compraria um belo imóvel?

Pensaria em se aposentar mais cedo?

Teria o carro dos seus sonhos?

Estudaria no exterior?

Curtiria as melhores férias da sua vida?

A quantia seria suficiente, por exemplo, para você ter uma renda extra mensal de R$6.666,67

Durante 10 anos.

Imagine ter todas as suas principais despesas pagas por uma década com a  valorização de apenas uma ação?

E até mesmo valorizações mais “modestas” podem gerar lucros espetaculares.

Por exemplo, cada R$1 investido em ações da holding Bradespar (que tem participação em empresas como a mineradora Vale e a companhia de eletricidade Cesp) viraram R$6,28. Valorização de +528,18%.

Investir nos papéis da metalúrgica Gerdau transformou cada R$1 em R$5,59. Valorização de +459,22%.

Vejamos agora os resultados de um investidor que dividiu R$30.000 entre as duas ações.

R$15.000 aplicados em Bradespar viraram R$94.227.

A outra metade, colocada em Gerdau, se transformou em R$83.883.

Um lucro de R$148.110 em cerca de um ano, com apenas duas operações.

Valorizações na casa dos 3 dígitos não são incomuns.

Uma alta de +100% em apenas uma ação da sua carteira já significa um rendimento cerca de 10 vezes superior a um ano de Renda Fixa
.

Qual outro investimento você conhece capaz de gerar resultados tão expressivos?

Certamente, não os que seu banco oferece…

Agora responda. O que você prefere:

Ter a oportunidade de colher proventos como esses…

… ou manter a desconfiança e o medo de investir em ações e ficar de fora da Bolsa?

E Para investir com sucesso em ações, você:

Não precisa ser um gênio. A Bolsa não é uma disputa de QI.

Não precisa ser um expert, nem entender tudo de finanças.

Não precisa abandonar seu trabalho atual.

Não precisa dispor de muito tempo livre.

Não precisa ter altas somas disponíveis.

Não precisa de fórmulas mirabolantes.

Não precisa perder noites de sono preocupado com o mercado.

Mas tão prejudicial quanto a desconfiança total é a confiança irracional.

O potencial de ganhos é alto, mas as chances de perder e ameaçar seu patrimônio não podem ser desprezadas.

Por isso, não basta sair comprando ações.

Não basta acompanhar a manada.

Não basta seguir o que você vê na mídia.

 

Você precisa da estratégia certa.

Aquela que irá permitir perder pouco nos erros

… e ganhar muito nos acertos.

Falo de uma estratégia comprovada que já está trazendo retornos elevados para pessoas comuns do Brasil inteiro, com riscos controlados.

A estratégia que você irá colocar em prática a seguir.

Você acredita que, apesar dos riscos existentes, você não deve ignorar o potencial de ganho da Bolsa?

Que é possível superar a desconfiança e o medo de investir tendo a orientação e o suporte adequados?

Que a Bolsa oferece as melhores oportunidades para multiplicar o seu dinheiro?

Se suas respostas forem negativas, você pode sair desta página agora …

Pedimos desculpas por gastar seu tempo.

Esta mensagem não é para você.

Mas se pensou “sim”, você está pronto para buscar os melhores lucros do mercado.

Os lucros que podem mudar sua vida, como você sempre sonhou.

Investir em ações é comprar empresas

Você já reparou que dificilmente os bancos e outras instituições que lucram com seu dinheiro falam para você aplicar em ações?

Parece que fazem questão de esconder essa alternativa dos clientes.

A grande mídia também costuma mostrar a Bolsa como algo complexo demais.

Inacessível para as pessoas comuns.

As ações são retratadas apenas como números e gráficos, que se movem numa tela lotada de informações.

Frios, distantes, complicados.

Mas é possível ver as coisas de outro jeito.

De uma maneira mais realista.

Vou lhe demonstrar agora que investir na Bolsa pode ser tão seguro como lucrativo.

O primeiro passo é encarar as ações como elas realmente são: fatias de empresas.

Você não será dono de apenas uma sigla.

Um mero título eletrônico.

Você será proprietário de parcelas de negócios reais.

Lojas, fábricas, usinas, fazendas, laboratórios, minas, bancos.

Se você ainda não investe na Bolsa com receio do “sobe e desce” das ações, está abrindo mão de turbinar suas finanças lucrando com as melhores empresas do País.

Imagine o seguinte cenário: você é dono de uma rede de lojas.

O negócio é sólido.

Tem um histórico de lucros consistente.

Bom relacionamento com os fornecedores, crédito na praça.

Uma marca consolidada na mente dos consumidores.

Agora, uma pergunta.

Você correria desesperado para vender esta empresa por bem menos do que ela vale no caso de algum problema pontual do mercado?

Vamos continuar o exercício de imaginação…

Você possui uma grande fazenda.

Com solo fértil, maquinário moderno.

Todo ano ela tem boas safras, que geram lucros muito interessantes.

Então, você fica sabendo que a Grécia está com problemas econômicos.

Ou que uma Bolsa asiática qualquer despencou.

Você venderia sua fazenda por uma fração do seu valor por conta disso?

A resposta só pode ser um sonoro “não” nos dois cenários.

Pois é justamente isso o que muitas pessoas fazem na Bolsa.

Acreditam que precisam reagir a qualquer oscilação do mercado.

E acabam fazendo maus negócios.

Se desfazendo de boas ações de forma precipitada.

Perdendo dinheiro.

O que estamos dizendo é que sim, a Bolsa vai subir, descer, andar lateralmente.

Vai operar dias no vermelho.

Isso é normal.

Os investidores que perdem baixo e ganham alto, como você aprenderá a fazer, não se preocupam com as movimentações das ações no curtíssimo prazo.

O que importa mesmo são os resultados reais das empresas.

Eles sabem que retornos passados não são garantia de retornos futuros.

Mas também sabem que se a empresa continuar gerando lucros, cedo ou tarde suas ações subirão.

Isso é histórico.

E se o preço das ações cai, mas a empresa continua com bons resultados, é a oportunidade perfeita para comprar mais ações por preços mais baixos.

A estratégia é a mais simples possível:

Investir em boas empresas

comprando as ações no preço mais barato possível.

Lembra do Warren Buffett, o maior investidor do mundo?

Essa é sua tática preferida.

Ele tem 86 anos.

Atualmente, é o 4º homem mais rico do mundo.

Sua fortuna de 74,5 bilhões de dólares foi toda construída com ações.

De maneira consistente.

Comprando ações de boas empresas na baixa e nunca vendendo seus papéis de acordo apenas com os humores momentâneos do mercado.

Buffett nunca foi movido pela confiança irracional.

Muito menos ficou paralisado pela desconfiança. Pelo medo de perder.

Ele busca os ganhos impossíveis de obter com outros tipos de investimento.

Mas nem por isso se expõe a riscos elevados.

Mais do que ninguém, ele sabe que ao contrário do que muitos dizem, ações podem ser não apenas muito rentáveis, como também seguras.

Explicamos.

Mesmo na baixa, as ações que menos caem são aquelas das empresas mais lucrativas e bem geridas.

São também as que sobem primeiro na recuperação.

Ou seja, é preciso buscar as ações que mais sobem nas altas e que menos caem nas baixas.

Um ótimo exemplo prático é ITSA4 (holding que controla o banco Itaú).

O gráfico abaixo mostra o comportamento desta ação durante uma década, em meio à pior crise internacional e brasileira em cem anos.

Enquanto o Ibovespa, índice que mede o desempenho médio das ações mais negociadas da Bolsa nacional, subiu 5% no período…

… ITSA4 subiu mais de 80%.

Um investimento sólido e rentável, mesmo com o mercado em crise e a Bolsa em baixa.

O motivo: a empresa nunca deixou de aumentar o faturamento e lucrar durante esse período.

Você não precisa fazer nada de COMPLICADO para conseguir resultados extraordinários na Bolsa.

Com essa estratégia simples, Buffett construiu seu império multibilionário.

Passou por guerras, bolhas e crises mundiais.

Mas simples não quer dizer “simplória”.

Buffett começou a investir aos 11 anos de idade.

São 75 anos de conhecimentos e prática.

Tem um sócio competente e ainda mais experiente que ele – Charlie Munger, de 93 anos.

Eles investem em ações de companhias como American Express, Coca-Cola, Johnson & Johnson, Kraft Foods, Procter & Gamble, Walmart, General Electric e Goldman Sachs.

Seu trabalho é justamente identificar as empresas em que vale a pena colocar o dinheiro.

Para que uma ação entre em sua carteira, são necessários meses de estudos.

Muita análise de mercado, avaliação de balanços, muitas projeções.

Entre as centenas e centenas de companhias disponíveis na Bolsa, eles investem apenas nas que consideram as melhores, dos setores mais sólidos.

Assim, acabam perdendo alguma altas.

Mas também se livram das grandes quedas.

Pode ter certeza de que este não é o trabalho mais fácil do mundo.

“Ok, mas como EU, um investidor comum, reconheço e escolho essas empresas?”

Pergunta muito pertinente, mas fique tranquilo.

Nós fazemos isso por você.

Também avisamos o momento ideal para comprar e para vender as ações.

Sua tarefa é apenas seguir as recomendações.

Desde que a Empiricus foi fundada, em 2009, a missão da empresa é mudar a cultura de investimentos no Brasil.

Oferecer para as pessoas comuns a chance de terem retornos tão bons (senão melhores) do que os investidores profissionais.

Não somos uma corretora.

Não investimos seu dinheiro, e não ganhamos nada quando você aplica no investimento A ou B.

A receita da Empiricus vem exclusivamente da venda de assinaturas.

Nosso trabalho é estudar o mercado para identificar as melhores oportunidades de investimento.

Investimentos que unam rentabilidade e segurança…

para que o receio de investir não impeça você de conquistar sua independência financeira.

O objetivo é que você toque a vida, ganhe seu dinheiro e possa aplicá-lo de forma muito lucrativa.

Sem atrapalhar seu trabalho.

Sem sacrificar suas horas de lazer.

Sem que você perca seu sono.

Hoje, nossa equipe conta com mais de 200 colaboradores.

Incluindo um time de 20 analistas líderes em performance, 100% dedicados a mostrar as melhores alternativas e ideias para que nossos leitores realmente façam seu dinheiro render mais.

A confiança dos assinantes é nosso maior ativo.

Por isso, gostaríamos de compartilhar com você os resultados de uma pesquisa que contratamos recentemente.

Ela foi feita pela Kyra Pesquisa de Mercado & Consultoria, empresa que há 25 anos faz pesquisas para gigantes como Carrefour e Johnson&Johnson.

Em apenas seis horas, a amostra de 2.121 entrevistados estabelecida pela Kyra foi alcançada.

Os resultados:

95% afirmam que a Empiricus contribui para o trabalho de educação financeira da pessoa física.

94% indicam que o conhecimento sobre investimentos aumentou.

91% dizem que a Empiricus faz um bom trabalho de educação financeira.

E a informação que mais nos deixa contentes:

92% dos nossos leitores estão mais confiantes para investir.

Esperamos sinceramente que você também faça parte dessa estatística.

Que não tenha receio de investir em renda variável e passe a obter excelentes lucros com ações.

Vamos aproveitar para apresentar melhor um dos nossos analistas, o Bruce Barbosa.

Formado em Engenharia de Produção Mecânica pela USP e com MBA pela New York University, ele possui mais de uma década de experiência no mercado financeiro brasileiro e internacional.

Ele é o responsável pela série As Melhores Ações da Bolsa.

O nome diz exatamente o que ele faz.

Juntamente com a equipe, ele estuda e acompanha cerca de 300 empresas da Bolsa.

Para escolher entre elas apenas as melhores.

As ações que você precisa ter em sua carteira.

Somos muito seletivos.

Agimos baseados nos mesmos fundamentos que fizeram a fortuna de Buffett.

E que têm feito milhares de investidores comuns turbinarem seus rendimentos, sem correr riscos elevados.

Para você investir sem medo, cismas ou apreensão, recomendamos hoje um portfólio concentrado de 12 boas empresas.

Não tem nada de mística ou superstição no número, claro.

Reduzindo o número de empresas, conseguimos acompanhar com foco total o

que acontece com cada uma delas.

Veja agora os resultados da nossa carteira atual:

Essas são as valorizações das 4 ações mais bem colocadas do nosso track record atual: +156%   +135%    +110%     +86%

Caso você tivesse aplicado R$10.000 em cada uma delas, você teria, respectivamente:

R$25.600,00

R$23.500,00 

R$21.000,00

R$18.600,00

Isso significa mais do que dobrar o valor investido, com apenas 4 ações.

Um lucro de +121%.

Em 2017, estamos com quase 30% de rentabilidade contra 11% do Ibovespa.

Nos últimos 12 meses, estamos 42% a 26%.

Lembrando que a projeção para os ganhos da Renda Fixa não ultrapassa os 9%.

Mas não nos limitamos a recomendar as ações.

Temos um acompanhamento semanal com análises sobre a carteira e indicações de novas oportunidades.

E se você nunca investiu na Bolsa, fique tranquilo.

Nós ensinaremos tudinho, de abrir uma conta na corretora a comprar sua primeira ação.

Talvez você esteja imaginando que uma oportunidade como esta seja muito cara.

Não, não é mesmo.

Você também pode ter acesso à série As Melhores Ações da Bolsa por um preço simbólico.

Sim, perto do potencial de ganhos que você terá, a assinatura sai praticamente de graça.

Estamos falando de ter acesso constante a oportunidades de mudar sua vida financeira para sempre.

E você pagará apenas R$12,90 por mês.

Só R$12,90 por mês para assinar As Melhores Ações da Bolsa e ter acesso às ações mais quentes do momento.

Repetimos, o cenário é extremamente favorável para investir em ações.

Mas é preciso que você se mobilize agora.

A Bolsa já iniciou o movimento de alta, mas o potencial é ilimitado…

Não corra o risco de chegar tarde demais.

 

Não víamos uma janela de oportunidade como esta desde a última década.

Asseguramos que você não tem nada a perder em dar o próximo passo.

Você vai saber como limitar as perdas e maximizar os ganhos

… e, na média dos seus investimentos, sair lucrando alto.

Propomos um trato:

Se ao menos 5 ações recomendadas não subirem em 1 ano, lhe daremos a assinatura do relatório de graça pelo resto da vida.

Assumimos esse compromisso.

E você ainda pode contar com a Cláusula de Confiança Empiricus.

Você tem até 20 dias após a assinatura para solicitar o cancelamento com reembolso de 100% do valor pago.

Não há inconveniência alguma em ao menos conhecer a série.

Caso você ainda tenha receio da Bolsa, chegou o momento de deixá-lo de lado.

Temos certeza de que você está pronto para agir baseado na confiança inteligente

… e temos certeza também de que você não quer perder mais tempo, nem deixar de ganhar dinheiro, não é mesmo?

Por isso, clique abaixo para acessar agora As Melhores Ações da Bolsa.

Esperamos sinceramente que você se junte a nós hoje.

São apenas R$12,90 por mês.

E acessar é tão simples como usar o Netflix, Spotify ou Facebook.

Basta criar seu login e senha no site da Empiricus para ter acesso a todo o conteúdo.

Clique abaixo para ter acesso imediato às Melhores Ações da Bolsa.

 

ASSINE AGORA
APENAS R$12,90 POR MÊS

 

Obrigado pela leitura.

Estamos ansiosos para recebê-lo nos próximos minutos.

 

Atenciosamente,

Equipe Empiricus

 

CLÁUSULA DE CONFIANÇA 100%

Apesar de todas as vantagens já implícitas no material, a oferta em questão não perde a prerrogativa da Cláusula de Confiança Empiricus registrada em cartório: caso você não goste do conteúdo, pode cancelar a assinatura nos primeiros 20 dias com reembolso de 100% do valor pago.

Isso mesmo: você terá acesso imediato a todo o material do plano e ainda permite a possibilidade de cancelar posteriormente, recebendo o seu dinheiro de volta.

Limitado a 3 cancelamentos por assinante em um prazo de 12 meses.

 

 

Informações Importantes:

Os conteúdos da Empiricus visam informar o seu destinatário sobre matérias relacionadas a economia, finanças e investimentos. A Empiricus se exime de qualquer responsabilidade sobre eventuais prejuízos que o destinatário de seus conteúdos tiver em decorrência da sua tomada de decisão. Embora a Empiricus forneça informações sobre investimentos, fundamentadas sob avaliação criteriosa, não se pode antecipar comportamentos. Padrões, histórico e análise de retornos passados não garantem rentabilidade futura. Todo investimento financeiro, em maior ou menor grau, embute riscos que podem ser mitigados mas não eliminados. A Empiricus alerta para que nunca sejam alocados em renda variável aqueles recursos destinados a despesas imediatas ou de emergência, bem como valores que comprometam o patrimônio do assinante. A Empiricus é uma publicadora de conteúdos, totalmente dissociada do sistema de distribuição de valores mobiliários, e, por conseguinte, não obtém nenhum tipo de receita advinda de comissões, corretagens ou emolumentos sobre montantes eventualmente aplicados. A Empiricus zela pelo direito de privacidade dos seus leitores.


A Empiricus foi fundada em 2009 com um objetivo: levar conteúdos financeiros independentes
e de qualidade para a pessoa física.

Hoje, nossa equipe conta com mais de 200 colaboradores.
Afinal, somos uma empresa de pessoas e produzir conteúdo relevante para a sua vida financeira não é tarefa fácil.

Mas a Empiricus não é apenas a sua equipe, somos os mais de 180 mil assinantes das publicações.
Para conhecer algumas dessas histórias, acesse https://www.empiricus.com.br/depoimentos

Se quiser saber mais sobre a Empiricus, acesse nosso site em www.empiricus.com.br ou envie um email para relacionamento@empiricus.com.br.

A Empiricus apoia

 

Uma empresa associada à Agora Companies


Maior grupo de publicações financeiras do mundo, com mais de 2.700.000 assinantes

Empiricus
CNPJ 11.431.155/0001-07
Copyright © 2009 – 2019

Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477
Torre B - 10º Andar
CEP 04538-133 - Itaim Bibi - São Paulo

Relacionamento com o assinante
Telefone(s): 4003-3117 | 4003-3118
(ligação local)