Caro leitor,

Existe uma fórmula para você ganhar dinheiro na Bolsa.

Isso mesmo… Você não está lendo errado.

É possível lucrar três dígitos com base apenas em uma equação.

Falo de ganhos de pelo menos +100% sobre o capital investido em até um ano.

E partindo de um mesmo princípio, uma mesma fórmula, AGORA.

Na prática, se você alocasse R$ 1.000, teria de volta ao menos R$ 2.000. Investindo R$ 10.000, o retorno seria de R$ 20.000 ou mais.

Um milhão? Ganharia dois milhões. E reforço: pelo menos isso.

Porque essas estimativas são conservadoras para médio e longo prazos. 

Ganhos de +7.445%, +5.982%, +3.796%, +3.288% já aconteceram na Bolsa brasileira.

E vão acontecer de novo.

Tudo dependerá da aplicação desta fórmula nos papéis certos, aqueles com maior potencial de valorização neste momento.

Já consegue imaginar a aposentadoria ainda jovem, aquela casa na praia, o carro do ano, a tranquilidade do churrasco em família todo fim de mês?

Garanto que as suas segundas-feiras jamais serão as mesmas…

E veja bem: não estou falando de uma fórmula hipotética, que não se comprova na prática.

Usando esta fórmula, uma das ações da nossa carteira, por exemplo, acaba de atingir três dígitos de valorização.

E apenas sete meses depois de nossa recomendação de compra.

Não faltariam outros exemplos bem-sucedidos neste momento… Eu poderia listar uma a uma as fortes valorizações em nossa carteira nos últimos meses.

Mas não podemos perder mais tempo.

O importante mesmo aqui é ter em mente que aqueles que seguiram essa e outras recomendações já descobriram a eficácia desta fórmula.

E estão ganhando muito dinheiro em meio à maior onda de liquidez da Bolsa em pelo menos uma década.

Você também poderá se tornar um deles a partir de agora.

Estamos só no início de todo esse
movimento de alta no mercado.

Sabe aqueles +7.445% citados anteriormente? Foram obtidos pela ação da Usiminas.

Agora imagine se quando a valorização atingiu +100% o investidor já achasse que a máxima havia sido atingida?

Teria deixado de multiplicar seu patrimônio em nada menos que 75 vezes.

Veja bem: ele não teria culpa de pensar assim. Nossa mente está condicionada para ter certeza de uma coisa apenas quando ela se materializa.

A derrota para a Alemanha por 7 x 1 na Copa era impossível de acontecer. Dilma Rousseff também jamais sofreria um processo de impeachment…

Hoje, todos nós sabemos que tudo isso aconteceu.

E no mercado financeiro, aqueles que ganham dinheiro são justamente os que conseguem antecipar expectativas.

Você logo vai compreender isso na prática.

Garanto: não é necessário ser um expert em finanças para compreender esta fórmula. Ainda que extrapole o senso comum.

Ela é extremamente simples. E comprova a existência de um ciclo.

Com movimentos de alta que já aconteceram antes e vão se repetir agora.

Explicarei como aplicar esta fórmula de maneira infalível, passo a passo, nas próximas linhas.

Entenderá, inclusive, porque passei a chamá-la de…

O método mais eficaz para antecipar
expectativas na Bolsa do Brasil.

Antes de prosseguir, no entanto, preciso fazer um esclarecimento importante:

O que estou prestes a mostrar não é algo mirabolante ou um exercício de futurologia.

Estudo o comportamento dos mercados há mais de 10 anos com dedicação integral.

E aqueles que acompanham meu trabalho há mais tempo sabem que sou extremamente cético nas minhas análises.

E quero que você também o seja. Sempre.

Inclusive com o conteúdo desta carta. Por isso, peço que a leia atentamente até o final e, então, tire suas próprias conclusões.

Trata-se da concretização de um estudo aprofundado sobre a macroeconomia e os mercados no Brasil nos últimos 30 anos.

Refletido em uma fórmula simples, que tem se provado certeira na Bolsa, dia após dia.

E que, se bem aplicada, pode garantir retornos extraordinários em uma janela de oportunidade rara na história do País.

Por isso, faço questão neste momento de apresentar os argumentos que me levaram a construí-la. Um por um.

Garanto: você não tem nada a perder ao conhecê-los.

No pior dos casos, sairá com a sensação de ter visto argumentos que mudarão para sempre sua visão sobre como ganhar dinheiro no mercado.

Reafirmo, sem medo de errar: você está diante de uma oportunidade rara, vista pela última vez há 20 anos.

E que, em uma combinação de fatores domésticos e externos, ajuda a compor um horizonte de lucros extraordinários no País.

Não sou apenas eu que estou dizendo isso…

Estão dadas as condições para o aproveitamento máximo desta fórmula de multiplicação de capital no Brasil.

E que começo a apresentar agora, sem mais demora.

Anote bem:

Mas essa conta está errada, você poderá dizer…

Sim. Você tem toda a razão.

Essa conta realmente está errada aos olhos da imensa maioria dos investidores.

Uma operação simples de aritmética realmente mostra que a soma de 92 com 16 dá 108. E não 100, como na nossa equação.

Então de onde saiu esse resultado?

Você se lembra que falei no início que essa fórmula desafia a aritmética e extrapola o senso comum?

Pois bem… Antes de chegarmos ao resultado (100), é muito importante que você entenda os dois fatores que levam a ele.

Ambos são a chave que explicarão por que a soma dará invariavelmente 100.

Estou certo de que tudo começará a fazer muito sentido para você e o seu bolso.

O número 92 representa um momento histórico no Brasil.

Falo de 1992. Ano do processo de impeachment de Fernando Collor.

Vivíamos uma queda do PIB real brasileiro, em uma recessão severa.

Sem contar a inflação nas alturas, o alto nível de desemprego e o custo elevado para a captação de dinheiro.

Escândalos de corrupção envolvendo o alto escalão do governo e estatais estampavam diariamente a primeira página dos jornais, dia após dia.

Tudo isso ajudou na substituição do presidente, após votação na Câmara.

E o que se viu depois foi uma transição rumo a um governo liberal e mais responsável, com uma reformulação imediata da equipe econômica.

A confiança do consumidor e dos empresários foi sendo retomada, pacotes de estímulo foram lançados e as perspectivas para o PIB melhoraram sensivelmente.

Mas o que interessa mesmo aqui para explicar a nossa fórmula são os efeitos dessa ruptura político-econômica no mercado financeiro.

E deixe-me contar…

Ela serviu de estopim para um
grande boom das ações brasileiras.

Falo de mais +100% de valorização em menos de um ano. Isso mesmo: passaram a valer o dobro no curtíssimo prazo.

Mais precisamente, em oito meses, como mostra a trajetória do Ibovespa no período, em dólares.

No longo e médio prazos, o que se viu foi ainda mais impressionante.

A valorização do Ibovespa avançou até atingir +2.864%.

Pois é. Não é exagero algum afirmar que muita gente ganhou rios de dinheiro nessa que foi a primeira grande onda de supervalorização da Bolsa brasileira.

E veja bem: ainda estávamos engatinhando nesse negócio de mercado de capitais até a virada do século.

A fórmula de multiplicação de capital ainda estava em construção. E foi se provando certeira desde o início.

Só um parêntese importante aqui: estamos retratando o Ibovespa, um indicador que reflete o desempenho médio de uma série de empresas no pregão.

O que significa que algumas ações específicas obtiveram resultados ainda mais expressivos no mesmo período.

Por isso, é muito importante ter em mãos os papéis certos. Saber separar um bom negócio de uma grande furada na Bolsa.

Você logo saberá como.

Por ora, apresento o segundo fator da nossa fórmula.

E já adianto: qualquer semelhança com o que você acabou de ver NÃO é mera coincidência.

O número 16 representa um momento histórico no Brasil.

Falo de 2016. O ano do processo de impeachment de Dilma Rousseff.

Vivemos uma queda do PIB real brasileiro, em uma recessão severa.

Sem contar a inflação nas alturas, o alto nível de desemprego e o custo elevado para a captação de dinheiro.

Escândalos de corrupção envolvendo o alto escalão do governo e estatais estampam diariamente a primeira página dos jornais.

Tudo isso ajuda na substituição do presidente, após votação na Câmara.

E o que se vê AGORA é uma transição rumo a um governo liberal e mais responsável, após uma reformulação imediata da equipe econômica.

A confiança do consumidor e do empresário está sendo retomada, pacotes de estímulo estão prestes a ser lançados e as perspectivas para o PIB melhoram sensivelmente.

Mas o que interessa mesmo aqui para explicar a nossa fórmula são os efeitos dessa ruptura político-econômica no mercado financeiro.

E deixe-me contar…

Ela serve de estopim para um
grande boom das ações brasileiras.

Falo de +100% de valorização em menos de um ano. Passando a valer o dobro no curtíssimo prazo.

O Ibovespa atingiu 37.497 pontos em 26 de janeiro. Acredito com toda minha convicção, inclusive, que esse foi o fundo do poço.

Agora, o que já estamos vendo é uma grande reação da Bolsa, que acaba de bater 57.300 pontos em meio a seguidos ralis.

Aqueles já familiarizados com a fórmula conseguiram identificar esse movimento de virada de mão meses antes de ele acontecer.

E agora veem o capital investido se multiplicar, direto no bolso.

Mas lembre-se: nunca é tarde para inverter esse jogo habitualmente favorável a gestores de fundos e profissionais do mercado.

Muito pelo contrário.

Os ganhos ainda estão muito longe de terminar.

E no médio e longo prazos, o que estamos prestes a ver é impressionante.

Já consegue identificar a imensa janela de oportunidade aberta à sua frente?

Estamos neste momento exatamente no ponto vermelho identificado no gráfico.

Em verde, um potencial de valorização extraordinário, como já vimos antes.

E ele só confirma o resultado da nossa fórmula.

Que dá invariavelmente 100.

Isso mesmo: 92 + 16 = 100.

Por quê?

É simples. Falo do lucro provável no curto prazo: 100%. Ou o dobro.

Pelo menos.

Mantidas as condições atuais, não há dúvida quanto a isso.

Ah, mas sempre quis ganhar mais de 100%…

Por isso mesmo, nunca é demais reforçar: pelo menos 100%.

Ganhos de +7.445%, +5.982%, +3.796%, +3.288% já aconteceram na Bolsa brasileira.

E vão acontecer de novo.

Ainda assim, permita-me discordar um pouco com relação à sua possível opinião sobre os 100%…

Você se lembra de como estava a Bolsa brasileira no início do ano?

Desde 2008 até janeiro ela vinha, em geral, caindo ou andando de lado.

Falar em 100% de lucro em alguns meses soava como uma obscenidade entre muitos analistas no começo do ano.

Já vislumbrei que a Bolsa brasileira atingirá os 100 mil pontos – lembro que, atualmente se encontra no patamar de 57 mil.

E para aproveitar os efeitos de tamanha valorização é preciso ter acesso à fórmula e agir rápido.

Você vai esperar chegar nesse patamar para se dar conta de que a Bolsa é um bom negócio?

Ou vai antecipar expectativas e ganhar muito dinheiro antes de todos decidirem entrar e diluírem os ganhos?

Todas as vezes em que houve substituição do presidente, após um período de severa recessão, tivemos na sequência ganhos de pelo menos três dígitos para o mercado brasileiro.

Em breve, todo o mercado se dará conta desse enorme potencial de alta.

E muito ainda está por acontecer no front externo e doméstico, como a concretização do impeachment e o desenvolvimento do governo Temer, por exemplo.

A Bolsa não reage lá na frente, ela reage de imediato.

O mercado antecipa os movimentos e, logo logo, precificará o alto potencial das melhores empresas brasileiras.

Você sabia que o Brasil já cava espaço entre os mercados com melhor performance no mundo neste momento?

Veja um trecho do texto publicado pela MoneyWeek — publicadora de informações financeiras do Reino Unido:

“Como resultado, as ações levaram uma surra –  O índice do Bovespa caiu 50% nos últimos 5 anos. Mas ultimamente a história tem sido diferente. Esse tem sido o mercado com o melhor desempenho do mundo até agora neste ano, e poderia ter espaço de sobra para um crescimento ainda maior.
E mais, a crise política que tem paralisado o país por mais de um ano parece estar chegando ao fim”.
MoneyWeek (Maio/2016)

Não tenho dúvida: O momento para você multiplicar seu capital é agora.

Ou seja, se você quer ganhar pelo menos 100% em ações, a hora de entrar é justamente aquela em que há mudança de governo e da política econômica.

Foi assim em 1992. E os paralelos com 2016 são mais que evidentes.

Mas é importante ressaltar ainda um conjunto de fatores que contribuem neste momento para potencializar ainda mais os lucros na Bolsa.

E cuja ocorrência ao mesmo tempo constitui mais uma rara oportunidade.

O ambiente para a aplicação da fórmula não poderia ser melhor.

Você já ouviu falar no TSUMONEY?

Trata-se de uma enxurrada de capital nos mercados financeiros.

Os sinais dessa enorme onda de liquidez já são evidentes em todo o mundo.

O valor total das ações em nível global, por exemplo, acaba de atingir o maior patamar no ano.

Atualmente, elas representam nada menos que 64,9 trilhões de dólares.

Veja bem: estamos falando de um valor em circulação nos mercados que supera com folga o PIB anual de todos os países do mundo.

Enquanto isso, nos EUA, o índice S&P 500 tem batido seu maior nível em todos os tempos, semana após semana.

E esse apetite gigante por ativos de risco está se materializando nos mercados e na economia brasileira.

Estamos invertendo uma tendência de queda nas aplicações no mercado doméstico, com crescente apoio dos fundos.

E é só o começo…

Diariamente tenho recebido e-mails de leitores relatando experiências bem-sucedidas na aplicação da fórmula.

Veja só o relato do Sérgio, de São Paulo, que já está lucrando de forma consistente em suas primeiras operações na Bolsa.

Olha, não costumo escrever, muito menos para agradecer. Mas desta vez não consegui. Mesmo principiante, já estou ganhando. E cada vez mais tenho certeza de que tudo isso de bom só está iniciando. Vamos ficar muito tempo mais juntos, meu caro!! Obrigado mesmo. Muito obrigado..
Sérgio F.

Você já consegue perceber o potencial
e a eficácia dessa fórmula?

Reforço: quando falamos do Ibovespa, estamos falando de um indicador que reflete o desempenho médio de uma série de empresas no pregão.

Entre elas, há papéis que caem e outros que disparam.

Por isso, somos extremamente criteriosos em nossas seleções.

Para que comprar as empresas ruins do índice?

Não lhe parece mais inteligente encontrar as novas Usiminas, Companhia Siderúrgica Nacional, Schulz, Lojas Americanas e CCR SA, capazes de valorizações de +7.445%, +5.982%+3.796%+3.288% e +2.714%?

Um ganho de +2.714% já seria suficiente para multiplicar seu investimento por 28 vezes. Que dirá lucrar +7.445%…

Falo, por exemplo, de transformar R$ 100 mil em R$ 7,5 milhões.

Você só tem R$ 10 mil? Pois serão R$ 750 mil.

Não importa a quantia, a oportunidade está acessível a qualquer patrimônio.

Basta seguir as nossas recomendações, baseadas apenas em empresas que conseguem atender a rigorosos parâmetros de qualidade.

E, claro, aplicar a fórmula na prática.

TODAS essas companhias, sem exceção, apresentam os cinco fundamentos que têm garantido o sucesso de nossas escolhas:

Negócio com comprovado poder de gerar lucros;

Negócio que tenha bons retornos sobre o patrimônio investido;

Negócio simples, de fácil entendimento e que não esteja sujeito a grandes mudanças;

Preço interessante;

Empresas com pequena variabilidade de resultados.

Neste momento, por exemplo, temos em nossa carteira 11 oportunidades raras para a aplicação da fórmula que vai multiplicar o seu dinheiro.

A sua chance é agora

Meu nome é Bruce Barbosa, sou o analista responsável pela série As Melhores Ações da Bolsa.

Sou formado em Engenharia de Produção Mecânica pela USP e possuo MBA pela New York University.

Após anos de experiência no mercado financeiro, me juntei ao time da Empiricus em junho de 2015.

Aplico os preceitos da estratégia infalível de Warren Buffett, um dos três homens mais ricos do mundo e com quem tive o prazer de compartilhar um dia em Omaha, EUA, recentemente.

Assim como ele, procuro pelos melhores negócios existentes na Bolsa brasileira.

As pechinchas.

Aquelas que mais serão impactadas pela fórmula e apresentam o maior potencial de valorização neste momento

Entre elas, agora, está a ação de um gigante que está tão barata que fica difícil ignorá-la.

Só para ter uma ideia, o preço atual deste gigante é 0,70 de seu valor patrimonial.

Em outras palavras, se vendermos todos os ativos que ele possui – carteira de crédito, seguradora, serviços financeiros –, receberemos 0,7 vezes o preço pelo qual ele está avaliado.

Você compraria uma nota de R$ 100 por R$ 70, não? Eu sim, e estou certo de que você também… É disso que estamos falando neste momento.

Só como efeito de comparação, uma grande rede varejista opera atualmente a cerca de 10 vezes seu patrimônio.

Mas tem mais…

Esse gigante de que estamos falando tem participação em outras duas grandes empresas.

Aos preços atuais de mercado, somente essa participação vale atualmente mais do que o preço do próprio gigante.

Quer dizer, o gigante é dono de duas galinhas de ovos de ouro, que valem mais do que todo o restante de seu patrimônio.

Faz sentido isso? Está barato ou não está?

É bem verdade que houve motivos para suas ações ficarem tão descontadas, mas é fato que o gigante permanece lucrativo, distribui polpudos dividendos e está pronto para ver o preço de suas ações dispararem com sua nova gestão.

E ele é apenas uma das ações de nossa carteira.

Uma das empresas que ajudarão a multiplicar seu patrimônio em pelo menos 100% em alguns meses, e depois por 5x, 10x, 20x ou até mais.

Os investidores mais bem-sucedidos sabem que basta apenas uma oportunidade rara para a construção de riqueza na Bolsa.

Entre eles cito o próprio Warren Buffett.

Ele garante que as grandes fortunas pessoais nos EUA, por exemplo, foram construídas por alguém que identificou um negócio com elevado patamar de valorização.

É isso mesmo: uma só oportunidade pode mudar a sua vida. E neste momento, temos nada menos do que 11 delas no radar.

Mas como aproveitar a fórmula ao máximo?

Analisando a fundo as anomalias de preço mais significativas do mercado atual, encontrei 11 oportunidades imperdíveis para a aplicação da fórmula.

Essas 11 AÇÕES QUE VOCÊ DEVE COMPRAR AGORA são apresentadas dentro da série As Melhores Ações da Bolsa.

As Melhores Ações da Bolsa

Quem agarrar esta oportunidade saberá tudo sobre cada uma das ações – IMEDIATAMENTE – e estará pronto para aplicar a fórmula com perfeição.

Estamos convictos de que, em conjunto, os leitores que acompanharem a série e aplicarem as ideias presentes nos relatórios protegerão milhares de reais em patrimônio e ganharão outros milhões.

Muito mais do que eu faria sozinho.

É por isso que, através desta carta, estamos oferecendo a oportunidade de entrada na série por valor tão barato.

Falo de uma quantia habitualmente saldada graças aos lucros obtidos no mercado, e com folga. Muita folga.

Veja só o que tem a dizer o nosso assinante Diego…

Escrevo para agradecer pelas ótimas dicas dadas. O que ganhei foi suficiente para pagar o investimento na assinatura por pelo menos 10 anos. Parabéns!
Diego S.

Assim como o assinante Samir, você também terá à sua disposição conteúdos valorosos (teórico e prático) que não encontrará em outro lugar.

Como um guia que explica como escolher uma boa corretora

Bruce, parabéns pelos relatórios. Finalmente encontrei o produto que procurava, linguagem direta, independente, não o que você acha, mas o que faz sentido de acordo com um fundamento lógico. Apenas me arrependo de não ter investido mais.
Samir B.

Além, claro, do acesso às 11 ações selecionadas.

Entre elas:

1 – O gigante com preço de 5x lucro e 30% de desconto sobre o valor patrimonial…

2 – Uma marca tradicional do vestuário, sem dívidas, com alta rentabilidade e gerida por mãos de ferro pela família controladora…

3 – Uma companhia do maior e mais eficiente grupo empresarial do Brasil, com forte plano de expansão e negociando à metade do valor de mercado de seus ativos imobiliários…

4 – O investimento que todo cidadão precisa ter pela capacidade financeira da instituição, pelo grande potencial de crescimento e risco mais baixo que qualquer outra ação…

5 – Um dos maiores varejistas do Brasil, que segue abrindo lojas pelo País para sair ainda mais fortalecido da crise…

6 – A sexta maior marca do Brasil, com um negócio absurdamente rentável e atualmente se expandindo por Europa e América Latina…

… e muito mais!

TODAS excelentes empresas a preços incrivelmente descontados.

Uma oportunidade que nem sempre aparece na vida, que dificilmente será encontrada em outro país e que divide o mesmo tempo e espaço que você.

E para aproveitá-la, temos uma oferta irrecusável…

Uma condição promocional para que você não deixe passar este momento histórico.

A assinatura da série As Melhores Ações da Bolsa, com suas 11 ações imperdíveis, sairá excepcionalmente nesta oferta por:

R$ 12,00/mês na assinatura anual.

Isso mesmo… Você consegue lembrar de algo tão em conta por aí? E que traga tamanho benefício para a sua vida financeira?

Não estamos falando de R$ 12,00 por ação. Muito menos de R$ 12,00 por dia.

Sem contar que você tem ainda com um belo desconto adicional de 10% no pagamento à vista pelo cartão de crédito.

Isso lhe permitirá ter acesso às 11 ações que você deve comprar antes dos gringos, e que elevarão seu patrimônio a um novo patamar.

Em termos práticos, desenhamos um valor que permita que você simplesmente experimente nosso produto, para ver se ele realmente se enquadra na sua pretensão.

Pensamos em um produto cujo conteúdo seja acessível a qualquer pessoa, de modo a potencializar seu poder econômico.

Tanto que acabamos de desenvolver ainda um ranking das 11 ações imperdíveis, chamado de As Melhores das Melhores.

Uma a uma, você vai saber quais apresentam maior potencial de aplicação da fórmula, quais entre esses 11 papéis tendem a trazer mais resultados para o seu bolso neste momento.

Ao se juntar ao nosso time, você já terá acesso exclusivo e imediato também às Melhores das Melhores.

Caso entenda que esta oportunidade não é para você, ainda há a garantia de devolução do valor da assinatura ao efetuar o cancelamento nos primeiros 20 dias.

Percebeu?

Você está diante de uma oportunidade rara para a multiplicação de capital. Algo que tardou pelo menos duas décadas para acontecer.

E ainda nessas condições, o risco está todo do nosso lado. Se estamos abrindo essa brecha é porque confiamos na fórmula que apresentamos e na qualidade do material que você está prestes a conhecer.

Você está diante de uma oportunidade realmente relevante que pode mudar a sua história, por uma condição extremamente vantajosa e com risco zero.

Vai pegar ou deixar escapar?

Não deixe os gestores de fundos e os profissionais do mercado financeiro ganharem sozinho como fizeram de 2003 a 2008 – como sempre fazem.

Agora é a sua vez de também fazer fortuna.

Comece agora mesmo a ganhar pelo menos 100% com ações aplicando a fórmula mais eficaz para antecipar expectativas na Bolsa do Brasil.

Mas lembre-se: quanto mais tarde você agir, menos será a sua chance de obter sucesso.

Portanto, não perca mais tempo.

Um forte abraço,

Bruce Barbosa

 

Informações Importantes:

Os conteúdos da Empiricus visam informar o seu destinatário sobre matérias relacionadas a economia, finanças e investimentos. A Empiricus se exime de qualquer responsabilidade sobre eventuais prejuízos que o destinatário de seus conteúdos tiver em decorrência da sua tomada de decisão. Embora a Empiricus forneça informações sobre investimentos, fundamentadas sob avaliação criteriosa, não se pode antecipar comportamentos. Padrões, histórico e análise de retornos passados não garantem rentabilidade futura. Todo investimento financeiro, em maior ou menor grau, embute riscos que podem ser mitigados mas não eliminados. A Empiricus alerta para que nunca sejam alocados em renda variável aqueles recursos destinados a despesas imediatas ou de emergência, bem como valores que comprometam o patrimônio do assinante. A Empiricus é uma publicadora de conteúdos, totalmente dissociada do sistema de distribuição de valores mobiliários, e, por conseguinte, não obtém nenhum tipo de receita advinda de comissões, corretagens ou emolumentos sobre montantes eventualmente aplicados. A Empiricus zela pelo direito de privacidade dos seus leitores.


A Empiricus foi fundada em 2009 com um objetivo: levar conteúdos financeiros independentes
e de qualidade para a pessoa física.

Hoje, nossa equipe conta com mais de 200 colaboradores.
Afinal, somos uma empresa de pessoas e produzir conteúdo relevante para a sua vida financeira não é tarefa fácil.

Mas a Empiricus não é apenas a sua equipe, somos os mais de 180 mil assinantes das publicações.
Para conhecer algumas dessas histórias, acesse https://www.empiricus.com.br/depoimentos

Se quiser saber mais sobre a Empiricus, acesse nosso site em www.empiricus.com.br ou envie um email para relacionamento@empiricus.com.br.

A Empiricus apoia

 

Uma empresa associada à Agora Companies


Maior grupo de publicações financeiras do mundo, com mais de 2.700.000 assinantes

Empiricus
CNPJ 11.431.155/0001-07
Copyright © 2009 – 2019

Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477
Torre B - 10º Andar
CEP 04538-133 - Itaim Bibi - São Paulo

Relacionamento com o assinante
Telefone(s): 4003-3117 | 4003-3118
(ligação local)