Veja como investir SEM DINHEIRO e
obter lucros de R$ 9 mil, R$ 50 mil ou
R$ 90 mil

 

Eu nem consigo acreditar. Enquanto a Bolsa derretia, o saldo da minha conta só aumentava.”

Célio F.

Identificamos Oportunidades Certeiras para lucrar sem comprometer o seu patrimônio. Saiba como aproveitá-las agora mesmo

 

Caro leitor,

Já lhe passou pela cabeça a possibilidade de investir sem utilizar um único centavo do seu próprio bolso?

Sim, isso é possível. Mas até então tratava-se de uma estratégia utilizada apenas por investidores profissionais.

Estou falando de ganhos extraordinários sem arriscar os recursos que você guarda para as eventualidades do dia a dia ou para os seus projetos pessoais.

Caso tenha dinheiro em CDB, fundo DI, títulos públicos ou previdência privada, deixe tudo por lá mesmo, rendendo os altos juros da Renda Fixa.

Você não vai precisar mexer nele.

Isso porque a estratégia que vou lhe apresentar permite fazer investimentos com capital de terceiros.

É o dinheiro de outra pessoa trazendo lucros de R$ 9 mil, R$ 50 mil, R$ 90 mil – e até mais – diretamente para a sua conta.

Parece absurdo?

Garanto a você que é bastante simples até mesmo para quem nunca comprou ações.

Mais do que isso. Trata-se de uma ótima forma de começar a investir na Bolsa, já que você NÃO COMPROMETERÁ o seu patrimônio pessoal.

A Bolsa cai? Você pode lucrar.

A Bolsa sobe? Você pode lucrar também.

Na verdade, esses sobe e desce até contribuem para que o resultado seja ainda mais robusto.

Outras estratégias também oferecem lucros se a Bolsa cair ou subir. Mas aqui tem uma diferença fundamental: você não precisa adivinhar o rumo que o mercado irá tomar.

A MESMA OPERAÇÃO gera lucro com a Bolsa se valorizando ou derretendo. Rigorosamente a mesma operação. E, para você, não fará a menor diferença esse movimento.

Pouco importa quem está no poder.

Também não importa se o desemprego, a inflação e a taxa de juros subirão ainda mais ou cairão.

Tanto a crise econômica quanto a instabilidade política potencializam essa estratégia, que a partir de agora estará acessível também para você.

É importante que saiba:

O que tenho a lhe propor não se trata de uma simples compra de ações, nem precisa mexer com Opções.

Envolve, sim, o mercado acionário e obviamente apresenta riscos, mas que podem ser controlados desde que a estratégia seja aplicada da forma correta.

ALERTA: O que você verá em seguida é 100% legal e baseado nas recomendações já enviadas aos assinantes da Empiricus.

Nunca assuma um risco que comprometa seu patrimônio. Se você tem dificuldade de controlar seu ímpeto, essa estratégia não é para você.

O objetivo dela é potencializar a rentabilidade dos investimentos em Renda Fixa que a pessoa já possua.

Embora a operação não exija aporte em dinheiro, é preciso ter o valor depositado em garantia.

Retorno passado não é garantia de lucros futuros. Veja os resultados a seguir e decida se esta estratégia é adequada ao seu perfil.

 

Nas próximas linhas, você verá que é perfeitamente possível lucrar sem a necessidade de utilizar o próprio capital.

Mostrarei em detalhes como tirar proveito dessa modalidade de investimento, com total segurança.

Também apresentarei Oportunidades Certeiras para aplicar essa estratégia e turbinar o seu patrimônio.

Você não precisa abrir mão dos altos juros da Renda Fixa. Nem deve.

Mas pode, sim, aumentar substancialmente os seus rendimentos, em prol de uma situação financeira muito mais confortável.

Conhecendo a estratégia

Caso ainda não a conheça, permita-me apresentá-la.

Você já ouviu falar de Long & Short? Peço que não se assuste com a sofisticação do nome, não se trata de algo muito complexo ou mirabolante.

É comum o mercado financeiro dar nomes sofisticados a operações simples. Essa é uma forma esperta de manter o investidor comum fora das estratégias mais lucrativas.

Estratégias que poderiam ser utilizadas por qualquer pessoa, principalmente por aqueles que não têm acesso aos produtos mais rentáveis dos grandes bancos.

Mas você pode mudar isso hoje mesmo e escapar dessa armadilha – não é preciso ter um patrimônio milionário para estar apto a investir.

O Long & Short é recomendado inclusive para quem está começando a diversificar os investimentos.

O capital é de terceiros. Os lucros são seus.

Você terá todo o direito de recebê-los, sem dividi-los com mais ninguém.

É legal. É legítimo. É justo.

Falo de lucros de R$ 9 mil, R$ 50 mil, R$ 90 mil sem colocar dinheiro do próprio bolso.

Você apenas monta uma operação e aguarda o tempo necessário para que ela mature. Depois é só colher os frutos.

Antes de apresentar essa estratégia, faço questão de reforçar três vantagens que ela proporciona sobre a compra convencional de ações.

a) Possibilidade de ganhos substanciais em qualquer cenário

O ano de 2015 não foi nada generoso para a Bolsa brasileira. O principal índice da Bovespa acumulou queda de -13,31% no período.

Se você gosta do setor bancário e comprou ações de um banco sólido e rentável como o Itaú, por exemplo, carregou uma perda de -12,01% no ano passado.

Só que, para essa modalidade de investimento, não importa tanto se o preço das ações do Itaú está subindo ou caindo.

Isso porque as ações de outro grande Banco (o do Brasil) caíram mais que as do Itaú. Em 2015, carregavam uma perda anual de -31,49%.

Mas o que isso tem a ver?

Tudo.

No Long & Short, você investe na performance relativa entre os dois ativos.

Bastaria “apostar” que o desempenho do Itaú seria superior ao desempenho do Banco do Brasil para ganhar uma rentabilidade de +19,48% no período.

Isso mesmo: +19,48% mesmo num cenário totalmente adverso para a Bolsa.

Na prática, isso acontece porque o desempenho das ações do Itaú, apesar de negativo, foi superior ao das ações do Banco do Brasil.

Veja o gráfico abaixo.

O seu lucro é representado pela área verde. Não importa se as ações caem ou sobem. Só importa a diferença entre elas. 

Como pode ver, quem aplicou essa estratégia para esses dois bancos ganhou num cenário de baixa.

Tentar prever o momento exato em que a Bolsa vai subir ou cair é muito difícil. China, Fed, preço das commodities… são muitas variáveis que afetam o humor do mercado.

Contudo, analisar apenas o desempenho relativo entre duas empresas é muito mais tangível. E isso, nossa equipe faz como ninguém.

Mas essa é apenas a primeira vantagem do Long & Short.

A segunda é ainda melhor.

b) Investimento sem capital próprio

Lembra dos +19,48% que eu acabei de dizer que a operação de Long & Short entre Itaú e Banco do Brasil teria rendido em 2015?

Pois bem, esse percentual é apenas uma referência e nem de longe reflete a realidade dos ganhos.

Isso porque o verdadeiro lucro é impossível de ser calculado e, caso você tente fazer a conta, vai chegar ao resultado de “infinitos porcento”. 

Explico…

Imagine que você queira seguir a estratégia do Long & Short com as ações desses bancos. Para isso, precisa comprar Itaú.

De onde viria o dinheiro dessa compra?

Simples. Da venda de ações do Banco do Brasil.

Você vende ações do Banco do Brasil e, com o dinheiro, compra ações do Itaú.

Mas eu não tenho ações do Banco do Brasil para vender, você pode pensar.

Exato. E quem foi que disse que as ações a serem vendidas precisam ser suas?

O que você faz é pegar essas ações emprestadas de um terceiro.

Logo em seguida você as vende para comprar Itaú com o dinheiro dessa venda.

Como pode perceber, a quantia recebida na venda de um ativo é imediatamente investida em outro. Logo, seu desembolso financeiro fica perto do zero a zero.

É o que os profissionais do mercado chamam de estar “comprado” em Itaú e “vendido” em Banco do Brasil.

Posteriormente, você devolverá as ações do Banco do Brasil ao seu legítimo dono.

Aí é só fazer o contrário do que fez antes: vender Itaú e comprar de volta Banco do Brasil.

Ao final, terá lucrado +19,48% do volume financeiro envolvido na operação, sem mexer no seu próprio capital.

Mas volume financeiro envolvido é diferente de dinheiro investido. Você não tirou dinheiro de nenhuma aplicação para empenhar nessa estratégia.

A rigor, seu investimento é zero e seu retorno, praticamente infinito.

Achou complicado?

Não se preocupe. Explicaremos adiante por que isso acontece.

É bem mais simples do que parece.

c) Simplicidade na operação

Como acabamos de ver, é perfeitamente possível lucrar com ações mesmo num cenário de baixa – e sem investir um único centavo do seu patrimônio.

Mas isso só acontece se você tiver uma estratégia bem elaborada em que a compra de um ativo é casada com a venda de outro.

Como viabilizar esse processo? Por meio de compra, venda e aluguel de ações.

Somente isso: “compra, venda e aluguel” – palavras bastante comuns no nosso dia a dia.

Aplicá-las ao mercado de ações é tão simples como em qualquer outro mercado, como o imobiliário, o automobilístico, o comercial etc.

Quer ver só?

Então conheça agora mesmo…

Os 6 passos do Long & Short

Para que você entenda claramente como funciona a estratégia, vamos utilizar um exemplo prático, com uma recomendação real da Empiricus para o período de março de 2014 a março de 2015.

Naquela ocasião, nossos analistas perceberam uma distorção significativa na relação de preços entre duas empresas do setor de construção civil – Cyrela e PDG.

Observamos na época que, enquanto a primeira (Cyrela) tinha recebíveis e terrenos melhores, menos dívida, margens mais altas e ainda gerava R$ 1 bilhão de caixa por ano, a outra (PDG) tinha margens muito mais apertadas e queimava caixa.

Nenhum investidor gosta de empresas cujo negócio consome mais dinheiro do que gera, não é mesmo?

A conclusão era óbvia: Cyrela deveria valer MUITO mais do que PDG.

Até valia, mas não o suficiente.

Por circunstâncias de mercado, essa superioridade não estava devidamente refletida no preço das ações.

Felizmente nossos analistas estavam atentos e perceberam rápido essa discrepância.

A recomendação foi apostar na alta de Cyrela (long) combinada à baixa de PDG (short). O famoso Long & Short.

Veja abaixo como isso foi feito.

1º passo: Alugar a Desprezada

Volte comigo no tempo. Estamos em março de 2014, época em que nossos analistas deram a recomendação do Long & Short de Cyrela x PDG ou, se preferir, CYRE3 x PDGR3.

Você é um cliente da Empiricus e resolveu seguir a estratégia.

A sua ordem é vender ações da PDG (a Desprezada) e comprar as de Cyrela (a Favorita), simultaneamente.

Você não tem PDG para vender, mas alguém no mercado tem.

Então você aluga dele 10.000 ações PDGR3.

2º passo: Vender a Desprezada

Não importa que as 10.000 ações de PDG não sejam suas.

Sua tarefa agora é vendê-las.

Não se sinta mal por isso, é perfeitamente legal no mercado financeiro vender algo que não é seu – desde que você mantenha o compromisso de devolver essas ações mais tarde.

A cotação da Desprezada em 21 de março de 2014 é R$ 1,35 por ação.

Como você tem 10.000 ações em mãos, receberá R$ 13.500 pela venda delas.

Por enquanto, vamos desconsiderar as despesas da transação, até porque não farão tanta diferença assim diante do volume.

E agora, o que você fará com o dinheiro recebido?

Uma viagem pela Europa? Quem sabe depois.

Sua próxima atitude agora é outra.

3º passo: Comprar a Favorita

Você tem R$ 13.500 em mãos. Sua meta é comprar Cyrela, a empresa que gera um ótimo caixa e opera com margens superiores – a nossa Favorita!

Sua cotação na mesma data é R$ 12,45 por ação.

Com R$ 12.450, você consegue comprar um lote de 1.000 ações.

Ainda lhe sobram R$ 1.050, a diferença entre os R$ 13.500 que você recebeu na venda de PDG menos os R$ 12.450 utilizados para a compra de Cyrela.

Pronto. Com apenas três passos, sua estratégia está montada.

Quero aqui fazer uma pausa antes de avançarmos até a época da colheita.

Esta recomendação feita pelos analistas da Empiricus perdurou durante todo o ano de 2014.

Muitos leitores montaram a estratégia nos meses seguintes a março (em novembro, por exemplo) e também alcançaram ótimos resultados – em menos tempo.

Você pode verificar no gráfico abaixo como se deu a relação de preços entre as duas ações.

O tempo provou que a análise foi correta: as ações da Favorita estavam realmente baratas em comparação às da Desprezada.

Em 12 meses, o mercado foi corrigindo a distorção entre os preços.

Você pode conferir essa correção pela trajetória ascendente do gráfico, demonstrando que Cyrela se valorizou em relação a PDG.

Note que isso pode ter acontecido de três formas:

a) Ambas as ações se valorizaram, mas a Favorita se valorizou mais;

b) Ambas as ações se desvalorizaram, mas a Favorita se desvalorizou menos; ou

c) A Favorita se valorizou enquanto a Desprezada se desvalorizou.

Nesse último caso, o investidor ganharia nas duas pontas.

Vejamos então o que de fato aconteceu. Os passos seguintes são realizados em 20 de março de 2015, exatamente um ano após a montagem da estratégia.

Muitos investidores os realizaram um pouco antes. Outros, um pouco depois.

Escolhi 20/03/2015 para termos o período de um ano completo e assim facilitar a compreensão dos cálculos.

4º passo: Vender a Favorita

Como dito anteriormente, o período não foi bom para a Bolsa de Valores.

O preço de Cyrela pouco se modificou. Subiu de R$ 12,45 para R$ 13,20 – o que não deixa de ser razoável em meio a um cenário tão conturbado.

Chegou a hora de vender as ações.

O motivo é o que vimos no gráfico. A ordem se restabeleceu e não há mais a discrepância na relação entre os preços das ações de Cyrela e PDG.

A primeira agora vale muito mais se comparada à segunda, exatamente como deveria ser.

Então você vende as suas 1.000 CYRE3 por R$ 13,20 cada, totalizando R$ 13.200.

Já pode ir para o passo seguinte.

5º passo: Recomprar a Desprezada

Você tem R$ 13.200 em mãos referentes à venda de 1.000 ações da Cyrela.

Também tem R$ 1.050, que lhe sobraram do passo 3.

Somando, são R$ 14.250 para comprar de volta as 10.000 ações da PDG e devolvê-las ao legítimo dono.

Agora vem a boa notícia: essas ações já não custam mais R$ 1,35 como há um ano.

Quanto custam? Apenas 40 centavos.

Era uma empresa com problemas, lembra? Nossos analistas bem que alertaram e você felizmente confiou neles.

Para recomprar as ações, você agora só precisa de R$ 4.000 (10.000 x R$ 0,40).

Seu caixa é de R$ 14.250. Menos os R$ 4.000, lhe sobram R$ 10.250.

Hora de acertar as contas.

6º passo: Devolver a Desprezada

Não se apegue, essas ações não lhe pertencem.

Chegou a hora de devolvê-las ao legítimo dono – ele querendo ou não.

É claro que todo aluguel tem um preço e você deverá pagá-lo.

A taxa de aluguel de PDGR3 em 21/03/2014 era 6,56% ao ano. (Importante: se você não carregar a ação durante o ano inteiro, essa taxa de aluguel será menor, proporcional ao tempo da operação.)

Faremos as contas com 6,56%, sobre as 10.000 PDGR3 a R$ 1,35 cada.

6,56% de R$ 13.500 = R$ 886

Portanto, do lucro de R$ 10.250, tiramos R$ 886.

Seu lucro final é de R$ 9.364, sem colocar seu patrimônio na estratégia.

Bacana, não? Você talvez esteja se perguntando:

Mas e os custos das transações de compra e venda?

É verdade, eles não foram considerados.

Mas veja só. Ao final do passo 3, houve uma sobra de caixa de R$ 1.050 (diferença entre o valor arrecadado com a venda de PDGR3 e a compra de CYRE3).

Investindo essa sobra de forma conservadora num Tesouro Selic, por exemplo, já teríamos um retorno líquido em torno de 10%, ou seja, R$ 105.

Essa quantia é mais do que suficiente para as duas operações de compra e também para as outras duas de venda.

Veja então nosso quadro final:

Como vemos no saldo em caixa, o lucro final foi de R$ 9.364.

Parece pouco?

Veja bem, você investiu zero.

Isso mesmo: ZERO! E lucrou R$ 9.364.

São R$ 9.364 sobre um investimento de zero reais, ou seja, uma rentabilidade de “infinitos%”

E seus ganhos não precisam se limitar a esses R$ 9.364.

Bastaria montar a estratégia com 5 vezes mais recursos que o lucro chegaria a R$ 46.820. Com 10 vezes mais recursos, seriam R$ 93.640.

Então por que já não montamos a estratégia com 10 vezes mais recursos?

Por um motivo simples.

Para realizar esse tipo de operação, a Bolsa exige do investidor uma garantia no valor das ações alugadas no passo 1.

Para o nosso caso, são os R$ 13.500 referentes às 10.000 ações da PDG.

Essa garantia pode ser na forma de títulos públicos, CDBs, ações, dinheiro ou carta de fiança.

Digamos que você tenha R$ 13.500 em títulos públicos (Tesouro Selic para 2021).

Então você pode fazer o Long & Short nesse mesmo valor, enquanto seus títulos continuam rendendo normalmente.

Eles serão apenas uma garantia em caso de você não devolver as ações ao respectivo dono.

Caso você tenha R$ 135.000 em títulos públicos, poderá montar a estratégia com 10 vezes mais recursos, embolsando assim R$ 93.640.

Mas, veja bem, você não precisa deixar o seu patrimônio preso por um ano inteiro por causa da estratégia.

Apenas três dias já são o suficiente. Depois disso, as próprias ações da Favorita, que você comprou para montar a operação, servirão como garantia.

O interessante é que essas distorções de mercado acontecem o tempo todo.

Como esta, entre Gerdau S.A. (GGBR4) e sua controladora Metalúrgica Gerdau S.A. (GOAU).

Enquanto a controlada caiu -49,95% em 2015, a controladora caiu -85,07%.

Quem apostou num desempenho superior de Gerdau sobre a Metalúrgica ganhou muito, mesmo com as duas tendo uma performance ruim no ano.

Trazendo para um momento mais recente…

Quem acreditou na queda do preço das ações de Petrobras – recomendação exaustivamente dada pelos nossos analistas – também ganhou ao fazer um Long & Short com Ibovespa.

Veja o exemplo de 02/01/2016 a 26/01/2016 para IBOV x PETR4.

Enquanto o Ibovespa caiu -13,50%, a Petrobras derreteu -37,31%.

Ganho de +23,8% em menos de um mês – com Petrobras!

Quem disse que a Petrobras não pode trazer alegria aos investidores?

Veja bem, você obteve mais do que qualquer aplicação convencional oferecida no Brasil, em um cenário de queda do mercado e sem exposição líquida do seu patrimônio.

E então, gostou da ideia? Já imaginou incrementar seu patrimônio com uma renda recorrente de Long & Short?

Não importa quanto você tem em investimentos, se R$ 1.350, R$ 13.500 ou R$ 135 mil.

Imagine o efeito multiplicador que essa estratégia traria ao seu patrimônio ao longo dos anos.

Você já viu que ela pode perfeitamente lhe proporcionar rendimentos anuais de R$ 9 mil, R$ 90 mil ou até mais.

Com um desempenho de R$ 50 mil por ano – o que é bastante plausível dentro do Long & Short –, você já mudaria completamente seu futuro financeiro.

Veja só a tabela abaixo. Ela mostra o quanto você acumularia ao longo do tempo somente com essa estratégia.

Exemplo ilustrativo: retorno passado não é garantia de lucro futuro. Podem ocorrer perdas durante o período.

Note que não estamos considerando o patrimônio que você pode acumular com outros investimentos e outras fontes de renda.

Tratamos aqui apenas do patrimônio Long & Short, isto é, aquele que será construído exclusivamente por meio dessa estratégia.

Você tira a sua renda anual – no caso, os R$ 50 mil – e investe em renda fixa a uma taxa real de 6% ao ano (já descontada a inflação).

Em 5 anos, acumularia em valores de hoje algo próximo a R$ 300 mil.

Em 10 anos, R$ 700 mil.

Em 15 anos, R$ 1,23 milhão.

Em 20, quase R$ 2 milhões!

Escolhemos R$ 50 mil nesse exemplo por acreditarmos se tratar de uma possibilidade bastante razoável para essa estratégia.

Mas você pode alcançar resultados ainda melhores com ela e tirar R$ 100 mil anuais.

Nesse caso, o patrimônio de 20 anos chegará a R$ 3,9 milhões.

Caso consiga apenas R$ 10 mil por ano, ainda assim serão R$ 390 mil a mais para a sua aposentadoria.

Sozinha, essa quantia não resolverá em definitivo sua vida financeira, mas ao menos será suficiente para lhe proporcionar muito mais qualidade de vida.

Aquela viagem pela Europa…

Tempo para curtir esposa, filhos e netos…

Ótimos passeios, restaurantes e programas culturais.

Por isso afirmo sem medo de soar exagerado: conhecer e aplicar corretamente o Long & Short vai lhe ajudar a conquistar tudo isso.

Seu repertório de investimentos será alçado a um novo patamar, capaz de acelerar a realização de todos os seus sonhos

Quem não quer multiplicar o próprio dinheiro, não é mesmo?

Eu quero. Acredito que você também, mas certamente lhe restam as dúvidas:

Como saber qual operação de Long & Short devo montar?

Não tenho tempo para analisar em detalhes as empresas e os setores.

Como vou descobrir as discrepâncias de mercado para lucrar em cima delas?

Fique tranquilo. É aí que entramos.

Temos plena convicção de que o mercado de ações está longe de ser eficiente ao precificar as suas empresas.

É como disse certa vez o maior investidor do mundo, Warren Buffett:

“Eu seria um mendigo nas ruas com uma caneca de lata se os mercados fossem eficientes.”

A verdade é que, por mais que tentem ser racionais, as pessoas costumam deixar a emoção tomar conta na hora de investir.

Medo, ganância e insensatez acabam muitas vezes sendo a regra, principalmente em momentos de grande instabilidade política e econômica, como o atual.

Os investidores ficam alucinados e o preço das ações dispara.

Mas, no dia seguinte, lembram que o crescimento da China veio abaixo do esperado e o preço das ações despenca novamente.

A boa notícia é que essas flutuações do mercado são suas aliadas.

E TODOS os analistas da Empiricus estão com o radar ligado, atentos justamente às oportunidades que aparecem.

Para que você receba todas essas informações mastigadas, com as instruções exatas sobre o que fazer.

O mercado não está percebendo os resultados diferentes para empresas do mesmo setor? Uma delas está dando muito mais lucro do que a outra?

Ótimo, você será avisado, assim como foram nossos clientes no caso Cyrela x PDG.

E dentro de uma mesma empresa? As ações ordinárias ficaram muito mais caras que as preferenciais?

Não se preocupe, você também será avisado.

Nossos analistas explicarão exatamente o que fazer, não haverá dificuldade alguma.

Você saberá de todas as discrepâncias de mercado que poderão turbinar o seu patrimônio. E pode começar a receber essas informações a partir de hoje mesmo.

Neste exato momento, já identificamos Oportunidades Certeiras de lucrar com a estratégia Long & Short.

Mas as recomendações não param por aí. Além dessas 4 chances que já mapeei, continuaremos recomendando operações de Long & Short ao longo do ano, da década…

Veja bem, trata-se de retorno sobre um dinheiro que NÃO É SEU.

Na prática, estamos falando de retornos infinitos, já que o dinheiro investido é ZERO.

Você investe zero reais e lucra R$ 5 mil, R$ 50 mil, R$ 90 mil… até mesmo mais. Dinheiro vivo que será incorporado ao seu patrimônio atual.

E que, aplicado em investimentos mais conservadores, trarão ainda mais dinheiro para construir sua independência financeira.

E você, vai ficar de fora dessa? Vai ficar assistindo enquanto algumas pessoas multiplicam o patrimônio?

Vamos recapitular:

✓ Você já sabe o que é uma operação Long & Short.

✓ Reconhece o potencial infinito de lucrar com essa estratégia.

✓ Acompanhou um exemplo prático da Empiricus que trouxe bastante lucro aos seus assinantes.

Mas pode estar passando pela sua cabeça: “você me apresentou exemplos antigos e o momento atual da Bolsa está muito mais desafiador…”

Está mesmo.

Mas observe uma recomendação que fechamos ainda este ano:

Em 2016, recomendamos a operação Long & Short entre duas empresas do setor varejista (LREN3 e GUAR4).

Nossa visão na ocasião era de que seria menos arriscado permanecer em GUAR4, que negociava a 5,7x preço/lucro, do que se posicionar em LREN3, negocia a 16,1x preço/lucro.

Após uma semana, as ações de Guararapes tiveram forte valorização, enquanto Lojas Renner andou de lado.    

Fechamos essa recomendação com ganhos de 32,02% em apenas uma semana.

Um ganho substancial em apenas 7 dias. Isso sem comprometer nenhum investimento inicial.

Observe a mensagem que recebemos de um assinante que seguiu a recomendação:

Valeu Empiricus! Embolsar essa grana extra no Long & Short em fevereiro foi espetacular. Tenho 3 filhos.Vocês viram o custo do material escolar? A Empiricus salvou meu início de ano. Obrigado!!!
Rogério H.

 

Rogério, nós que agradecemos as palavras de carinho.

Meu filho nasceu este ano… ainda não sei sobre o custo do material escolar, mas as fraldas descartáveis estão me deixando preocupado.

Bom, o relato acima deixa bem claro qual é o objetivo da estratégia Long & Short: fazer uma grana adicional, mesmo com o mercado ruim e sem comprometer seu patrimônio. 

E eu já tenho outras dessas operações prontas para serem lançadas.

Antes de mais nada, deixe eu explicar um pouco como tudo isso chegará até você.

Um produto para atender exclusivamente ao desejo dos nossos leitores

As operações de Long & Short sempre estiveram presentes nas recomendações da Empiricus.

Porém, elas perambulavam por diversos relatórios distintos.

E, a cada nova recomendação, recebíamos manifestações de nossos assinantes como esta:

“Eu tenho interesse em operações de Long & Short. Um relatório dedicado a isso pode ser um bom produto pra vocês. Eu serei o assinante número 1…”
André P.

 

Obrigado pelo feedback, André. Você sintetizou bem outros e-mails que recebemos. Sempre que algum relatório sugeria uma operação de Long & Short, muitos ficavam interessados em saber mais.

Afinal de contas, quem não quer lucrar investindo zero?

Baseado nessas informações, criamos a série Empiricus Long & Short.

A assinatura Premium da casa, dedicada exclusivamente à estratégia de Long & Short.

A oportunidade certa na hora exata…

E eu fiquei muito orgulhoso de receber a honra de tocar esse projeto.

Para quem ainda não me conhece, sou Max Bohm.

Sou graduado em Ciências Econômicas na UFRJ com pós-graduação em finanças pela FGV-RJ, trabalhei por 10 anos como gestor e analista de equities na Valia, Icatu e Log Fund Gestão de Ativos.

Desde que entrei na Empiricus, me empenho diariamente em localizar as melhores oportunidades com empresas dos mais diversos setores.

Como a série funciona:

Uma vez por mês, você receberá um relatório completo, que chamaremos de Relatório Mensal Long & Short.

Nele, você encontrará todos os fundamentos que nos levaram a montar determinada operação, além dos dados de cada um dos ativos envolvidos.

Semanalmente eu enviarei um outro relatório, mais compacto, que batizamos de Relatório Semanal Long & Short.

Neste documento, nossa equipe irá manter você informado sobre o andamento de cada uma das operações.

Para completar, temos os Alertas. A qualquer momento, sempre que nosso sistema de análise e controle de operações detectar uma oportunidade para abertura ou o momento ideal de fechamento, enviaremos um alerta por SMS e e-mail.

É importante que você esteja atento. Dormir no ponto pode fazer você deixar de ganhar uma boa grana.

Como estamos falando da diferença entre dois ativos, seu lucro é definido pelo movimento simultâneo do par de ações envolvido.

Obviamente, uma comparação entre duas ações é mais volátil que o movimento de apenas uma.

Por isso, ao receber o alerta, ligue para seu corretor ou entre no seu home broker e execute a operação.

Mas fique tranquilo, na prática é muito mais simples do que parece.

Pensando justamente em tornar todo esse processo mais fácil para você, decidi gravar um vídeo muito didático de boas-vindas.

Lá você terá uma explicação sobre a estratégia, com gráficos interativos e exemplos.

Assim que confirmar sua inscrição na série, você já terá acesso ao vídeo.

E, para aqueles que gostam de ter um contato mais próximo com o analista, eu preparei uma novidade…

Todos os assinantes da série Empiricus Long & Short terão acesso a um e-mail exclusivo para mandarem suas dúvidas ou sugestões diretamente para o meu computador.

E já garimpei 3 Oportunidades Certeiras para disponibilizar a você.

Mas a série terá apenas 4 operações?

Claro que não. Essas são as principais que temos no momento. E, sempre que surgirem novas, você receberá o alerta.

Enfim, são tantos benefícios que tenho certeza de que faremos uma excelente jornada juntos.

Você vai perder esta oportunidade?

A essa altura, imagino o que pode estar passando na sua cabeça…

Uma estratégia com tantas facilidades para o investidor e que engloba um tratamento tão especial dos analistas da Empiricus deve custar uma fortuna.

É aí que eu quero surpreender você mais uma vez.

A série Empiricus Long & Short é de fato um produto Premium. Afinal, você não merece nada menos do que ter o melhor tratamento possível.

Porém, trago hoje uma oferta especial.

Por um tempo muito limitado, fui autorizado a aceitar receber novos assinantes numa condição exclusiva.

Quem optar por fazer parte do seleto grupo que ganha dinheiro investindo sem comprometer o capital pagará apenas 12x de R$ 232,00 por um ano de relatórios e alertas.

Quem optar por pagamento à vista ainda levará mais 15% de desconto.

Afinal, o que significa investir essa quantia numa assinatura anual Premium como a Empiricus Long & Short?      

Vou tentar deixar as coisas mais simples para você. Pense na última operação de Long & Short que concluímos.

Digamos que um leitor tenha montado essa operação de GUAR4 e LREN3 e lucrado R$ 5.000. 

O lucro dessa operação não apenas pagaria um ano inteiro de assinatura, como sobraria uma boa grana para taxas de corretagem de muitas e muitas operações futuras.

E o melhor: os R$ 5.000 viriam de um investimento inicial que não afeta suas aplicações em andamento.   

Viu como é uma decisão fácil de tomar?

  • Você investe sem utilizar seu capital;
  • Não importa se a Bolsa subir ou descer, seu lucro só depende da diferença entre os dois ativos envolvidos;
  • Apenas uma operação, mesmo que bem conservadora, já é suficiente para garantir lucros que fariam a assinatura sair de graça.  

Precisa dizer mais alguma coisa?

Mas, se mesmo assim você ainda está em dúvida se a série Empiricus Long & Short é mesmo para você, tenho duas últimas informações:

Você não tem nada a perder: Com o Compromisso Empiricus Registrado em Cartório, você tem garantido o direito de cancelar seu plano nos primeiros 20 dias sem qualquer custo.

Ah, e não pense que estamos falando de assinantes que enfrentam um verdadeiro calvário naqueles call centers feitos para deixar o cliente louco de raiva.

Você até pode ligar para nossa Central de Atendimento e conversar com um de nossos agentes. Porém, para receber seu dinheiro de volta, basta um simples e-mail. Tudo rápido e direto.

Concluindo, deixe-me contar a segunda informação importante que pode te ajudar muito, caso ainda esteja em dúvida:

Nossa Central de Vendas está aqui para auxiliar: Caso você queira tirar alguma dúvida que ainda tenha ou queira saber se Long & Short é adequado para o seu perfil, ligue para a Empiricus.

Nossos consultores estão esperando seu contato das 8h às 19h nos dias úteis. Basta ligar para 4003-5120. O custo é de uma ligação local e pode ser feito de aparelhos celulares.

Está esperando o quê? Fecharmos a próxima operação e colhermos os lucros sem você?

Clique agora no botão abaixo e garanta sua entrada na série por apenas 12x de R$ 232,00.

O nervosismo do mercado nos últimos meses produz distorções gigantescas entre ativos. E a Empiricus ajudará você a captar cada uma dessas oportunidades.

Quero lucrar sem precisar usar meu capital na operação

Um abraço,

Max Bohm

 

Compromisso Empiricus registrado em cartório

CLÁUSULA DE CONFIANÇA 100%

Apesar de todas as vantagens já implícitas no material, a oferta em questão não perde a prerrogativa da Cláusula de Confiança Empiricus registrada em cartório: caso você não goste do conteúdo, pode cancelar a assinatura nos primeiros 20 dias com reembolso de 100% do valor pago.

Isso mesmo: você terá acesso imediato a todo o material do plano e ainda garantirá a possibilidade de cancelar posteriormente, recebendo o seu dinheiro de volta.

Para exercer seu direito, basta enviar um email para cancelamentos@empiricus.com.br e o processo é executado automaticamente. Limitado a 3 cancelamentos por assinante em um prazo de 12 meses.

 

Informações Importantes:

Os conteúdos da Empiricus visam informar o seu destinatário sobre matérias relacionadas a economia, finanças e investimentos. A Empiricus se exime de qualquer responsabilidade sobre eventuais prejuízos que o destinatário de seus conteúdos tiver em decorrência da sua tomada de decisão. Embora a Empiricus forneça informações sobre investimentos, fundamentadas sob avaliação criteriosa, não se pode antecipar comportamentos. Padrões, histórico e análise de retornos passados não garantem rentabilidade futura. Todo investimento financeiro, em maior ou menor grau, embute riscos que podem ser mitigados mas não eliminados. A Empiricus alerta para que nunca sejam alocados em renda variável aqueles recursos destinados a despesas imediatas ou de emergência, bem como valores que comprometam o patrimônio do assinante. A Empiricus é uma publicadora de conteúdos, totalmente dissociada do sistema de distribuição de valores mobiliários, e, por conseguinte, não obtém nenhum tipo de receita advinda de comissões, corretagens ou emolumentos sobre montantes eventualmente aplicados. A Empiricus zela pelo direito de privacidade dos seus leitores.


A Empiricus foi fundada em 2009 com um objetivo: levar conteúdos financeiros independentes
e de qualidade para a pessoa física.

Hoje, nossa equipe conta com mais de 200 colaboradores.
Afinal, somos uma empresa de pessoas e produzir conteúdo relevante para a sua vida financeira não é tarefa fácil.

Mas a Empiricus não é apenas a sua equipe, somos os mais de 180 mil assinantes das publicações.
Para conhecer algumas dessas histórias, acesse https://www.empiricus.com.br/depoimentos

Se quiser saber mais sobre a Empiricus, acesse nosso site em www.empiricus.com.br ou envie um email para relacionamento@empiricus.com.br.

A Empiricus apoia

 

Uma empresa associada à Agora Companies


Maior grupo de publicações financeiras do mundo, com mais de 2.700.000 assinantes

Empiricus
CNPJ 11.431.155/0001-07
Copyright © 2009 – 2019

Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477
Torre B - 10º Andar
CEP 04538-133 - Itaim Bibi - São Paulo

Relacionamento com o assinante
Telefone(s): 4003-3117 | 4003-3118
(ligação local)