Caro leitor(a),

Se você tem um plano de previdência em um banco grande precisa ler este alerta.

É possível que algo bem ruim esteja acontecendo a você sua família enquanto você lê isto.

Meu nome é Luciana Seabra e eu vasculho a indústria atrás de duas coisas:

i) De um lado, procuro aqueles que estão condenando os investidores a retornos pífios. Quero evitar a qualquer custo este tipo de situação para você;

ii) De outro, procuro as melhores alternativas para sua evolução patrimonial. Passo dias e noites atrás dos melhores fundos para o seu dinheiro.

Adianto aqui uma das conclusões deste documento:

Falta pouco para você se juntar aos investidores do plano de previdência com a carteira de fundos de investimento mais completa, inspirada nos mais elevados padrões de alocação.

É isso que quero levar para você hoje. Tirá-lo da inércia das aplicações de fundos de previdência ruins dos grandes bancos.

Na Empiricus, nós falamos a linguagem das ruas, não a dos financistas. E temos um único compromisso: com o investidor.

Essa é uma das nossas diferenças em relação à toda indústria financeira brasileira.

Ela, a indústria, enxerga a pessoa física como uma espécie de jogador da Série  B, aprisionando o investidor em alternativas menos sofisticadas e, sendo bem direta aqui, em produtos caros e ruins. Bons para o próprio banco, claro.

As taxas cobradas do investidor são EM GERAL altas demais e a rentabilidade entregue é muito aquém do desejado.

O que venho lhe apresentar aqui é uma alternativa, muito melhor, a tudo isso.

Tenho orgulho de dizer garimpei o universo de fundos de investimentos do Brasil, com um objetivo único.

Vim trazer a você, investidor, uma condição que talvez nem você mesmo acredita que pode atingir.

Minha pesquisa sugere isso.

Você está a um passo de investir em uma previdência com alguns ativos  que estavam restritos a investidores QUALIFICADOS (com mais de 1 MILHÃO de reais em aplicações financeiras).

Você está prestes a investir tão bem ou até melhor do que os profissionais mais competentes da área – e fico feliz em ter conseguido isso.

Aqui, juntamos somente os melhores numa única proposta.

Eu queria uma composição equilibrada das melhores cabeças do mercado pensando a minha aposentadoria.

Reuni a experiência e a paixão pelo mundo dos fundos e a conversa com os principais profissionais do mercado para construir o que faria sentido para mim e para minha família.

Mas meu plano era muito mais ambicioso.

Quando cheguei ao projeto final, pulei para a segunda etapa: permitir que o maior número possível de pessoas tivesse acesso ao mesmo sonho, de uma previdência ideal.

Para colocar o plano de pé, recorri a uma das seguradoras mais utilizadas pelos investidores de alto patrimônio.

Veja a rentabilidade da carteira idealizada comparada com a média dos maiores fundos de previdência do País e comprove…

– Retorno passado não é garantia de retorno futuro, sabemos, mas a diferença tem sido significativa, como você pode perceber.

A FARSA dos planos de previdência é uma ameaça REAL para seu patrimônio

Depois de anos estudando fundos de previdência privada, cheguei a uma conclusão: eles são, no geral, muito piores do que poderiam ser.

Tudo isso ficará mais claro para você adiante, com fatos e dados.

Não se trata de uma opinião, mas de uma constatação objetiva.

Veja estas matérias…

Fonte: Estadão, 07/08/2017

Fonte: UOL,  02/08/2018

 Fonte: Valor, 16/07/2018

Quero que você e sua família estejam longe desses fundos.

Eu realmente estava cansada de ver quantos produtos RUINS existiam nesse segmento.

Quando me deparei com estes absurdos, precisei encontrar uma opção.

Vários fundos (quase uma indústria inteira) estão corroendo o seu patrimônio e o patrimônio da sua família e você precisa sair deles.

Agora.

Vou te mostrar em números o que isso significa.

Estou falando de CENTENAS DE MILHARES DE PESSOAS nesta situação.

 É gente do bem, entregando dinheiro para o banco que poderia (e deveria) ser a grana para uma vida mais tranquila, segura e sem preocupações…

Isso se deve a 3 PROBLEMAS PRINCIPAIS:

#1 – Existem cinco bancos que dominam a indústria acessível ao investidor comum

Na cabeça dos “profissionais de investimento”, o investidor comum deve ser excluído das alternativas sofisticadas de investimentos.

O interesse EM GERAL não está, de fato, em ajudar o investidor, mas em gerar as maiores taxas para os próprios bancos.

Se seguíssemos o discurso clássico da indústria, somente os muito ricos, os profissionais e, claro, os próprios financistas poderiam acessar os fundos mais arriscados e, normalmente, também com o maior potencial de valorização.

Assim, os fundos que “sobram” para o investidor comum são comandados por CINCO bancos – que eu nem preciso citar quais são.

Para eles, é extremamente lucrativo ofertar esses produtos para seus correntistas.

O gerente liga, oferece um produto de previdência.

É uma infinidade de produtos e siglas, com taxas altíssimas e rendimentos ruins.

Pelo fato de previdência ser algo inerentemente de longo prazo, essas taxas altas vão pingando para o banco por vários e vários anos.

Portanto, acabam sendo um produto altamente rentável e lucrativo para aquela instituição financeira.

São mais de 800 bilhões de reais investidos em previdência.

Mais da metade deles (463 bilhões de reais) está nos fundos destes bancos
Fonte: Dados Quantum Axis

Só com taxa de administração, tem banco que ganha 5 por cento ao ano.

Lembre-se: a Taxa Selic está em 6,5 por cento ao ano. É praticamente impossível ter um bom resultado final partindo de uma cobrança inicial de 5 por cento ao ano.

Fora a taxa de carregamento na entrada e na saída que só agora começa a ser retirada de alguns produtos.

Isso tudo come a rentabilidade do investidor sem ele perceber.

E o pior que isso acontece há anos…

Nos últimos 10 anos, alguns fundos  de previdência desses cinco maiores bancos tiveram retorno médio de 78,53 por cento do CDI.

Dos 191 fundos com histórico suficiente no período, 180 ficaram abaixo do CDI.

Fonte: Dados Quantum Axis

Ou seja, quem investiu em um desses fundos deixou seu dinheiro rendendo lá por 10 anos e o banco simplesmente não foi capaz de fazê-lo superar o CDI.

Sabe o que não faz sentido NENHUM para mim?

Seu dinheiro ficar parado por dez anos em um fundo e PERDER para o CDI.

Enquanto isso, existem fundos de liquidez diária que GANHAM do índice. É um absurdo.

Pense em um contrato de aluguel.

Quanto mais tempo você pretender ficar, maiores são suas chances de negociação, certo?

Você tenta conseguir taxas menores, afinal, vai ficar por mais tempo.

Seu banco te conhece há 10 anos e continua a te cobrar taxas altíssimas? Você acha isso certo?

A começar pela taxa de carregamento.

Por exemplo, você deposita 1.000 reais, e alguns deles de cara pegam 50 reais do seu bolso. Às vezes, até 100 reais.

De cada contribuição, mês a mês, ao longo de muitos anos.

E para completar, nestes fundos…

#2 – As rentabilidades são pífias, porque não há boa gestão

No banco, NA MAIOR PARTE DOS PRODUTOS, te cobram CARO para colocar seu dinheiro em fundos de previdência RUINS.

Veja essas imagens:

Essas famílias felizes e sorridentes vendem sonhos futuros empacotados em VGBLs e PGBLs.

Prometem tranquilidade, uma aposentadoria confortável, um futuro financeiro decente para você e sua família.

Mas, a rigor, a maior parte dos fundos de previdência dos bancos tradicionais é… ruim.

Fiz um estudo e olhei TODOS os fundos que estão vinculados a algum plano.

Os dois maiores são da BrasilPrev.

O fundo de maior patrimônio que existe desde então atende pelo nome de BRASILPREV RT FIX VI FIC RENDA FIXA,

Confira agora se esse não é seu fundo.

Provavelmente é o de alguém que você conhece.

Com 47,19 bilhões de reais em patrimônio, ele entregou nos últimos dez anos apenas 87,78 por cento do CDI.

O segundo maior fundo da indústria é o BRASILPREV RT FIX II FIC RENDA FIXA.

 Veja esse gráfico abaixo.

Fonte: Buscador de Fundos Empiricus e Quantum Axis

A linha preta é o CDI, índice referencial.

A linha vermelha é o BRASILPREV RT FIX VI FIC RENDA FIXA, segundo maior da indústria, com 47,19 bilhões de reais sob gestão.

A linha verde é o BRASILPREV RT FIX II FIC RENDA FIXA,com 45,19 bilhões de reais sob gestão.

Note como eles não superam o índice EM NENHUM MOMENTO ao longo do tempo.

E isso se mantém quando olhamos janelas de 12, 24, 36, 48, 60 ou de 10 anos…

Juntos eles tem 93,136 bilhões de reais de patrimônio sob gestão.

Pensa quantas aposentadorias estão comprometidas aí.

E se vamos mais a fundo para ver os detalhes, é revoltante:

Fonte: Buscador de Fundos Empiricus e Quantum Axis

A maior parte de sua posição está em títulos pós-fixados (LFT), sem diversificação em outros ativos como Bolsa, Câmbio e Juros.

Ou seja, fazem uma alocação de recursos ruim (todos atolados de renda fixa) e não incluem ativos aproveitando o horizonte de longo prazo…

Isso porque os fundos de previdência, por serem produtos que mantemos por mais tempo, deveriam ser aqueles com a maior parte em ativos de um pouco mais de risco, como ações, que tendem a render melhor no longo prazo.

Para isso, sim, poderia até ser razoável cobrar taxas mais altas de seus cotistas.

Em um mundo de juro a 6,5 por cento, não há razão alguma para pagar quase 2 por cento de taxa de administração para investir em títulos do tesouro.

Se você se encontra em algum fundo de previdência e ainda está um pouco cético(a) ou receoso(a) com o que estou dizendo, trago outros exemplos.

O Bradesco tem um fundo chamado BRADESCO VGBL FIX FIC RENDA FIXA.

Ele cobra 3 por cento de taxa de administração (!!!) e tem 10,94 bilhões de reais sob gestão.

Veja o gráfico:

Fonte: Buscador de Fundos Empiricus e Quantum Axis

Sabe quanto é o retorno acumulado dele?

57,96 por cento do CDI.

Ele não consegue superar os 70 por cento do CDI em nenhuma das janelas em que simulei (12, 24, 36, 48, 60 meses e 10 anos).

E isso não é uma exclusividade desses bancos…

E que tal esse do Santander, o SANTANDER VIX FIC RENDA FIXA CRÉDITO PRIVADO que entregou míseros 38,02 por cento do CDI.

Quando olhamos desde o início (26/11/2002) a coisa fica mais feia, com apenas 3,86 por cento do CDI.

“Felizmente” hoje ele “só têm” 14,3 milhões de reais sob gestão.

E os exemplos não param por aí…

Recebo centenas de mensagens como essa….

 Luciana,

Boa tarde!

Tenho um fundo do Itaú (sou Personalittè) e pago 0,80 por cento a.a de taxa. Acho bom! Pode me dizer o que achas do Itaú Personalittè Excellence VGBL?

Um abraço,

 Arnaldo T.

Arnaldo, eu vou te falar o que acho…

#3 – Os “mínimos” para investir em fundos são muito altos

Outro problema clássico da indústria são os mínimos necessários para investir.

Quando os fundos têm taxas um pouco melhores (como é o caso desse, do Arnaldo) o investimento inicial necessário é muito alto.

Minha resposta para o Arnaldo?

Eu acho que o seu fundo é para poucos.

Nem todo mundo tem os 750 mil reais necessários para entrar.

E além disso, ele investe na mesma Renda Fixa que falei…

Inclusive, este fundo também não supera o CDI com um retorno de apenas 96,51% do índice nos últimos 5 anos.
Ou seja, para estar no fundo você tem que fazer uma aplicação inicial de 750 mil reais, mas ele não supera o CDI.
Fui além. Pedi para minha equipe fazer um ranking dos piores fundos nos últimos 5 anos, dentre os grandes bancos.

Os “ 20 ganhadores” na categoria piores fundos são…

Se você tem dúvidas, compare a taxa de administração de seu fundo com outras por aí.

Veja o quanto ele rendeu nos últimos anos.

Quebre por várias janelas temporais.

Você vai chegar por si só à mesma conclusão.

Sua aposentadoria merece coisa melhor.

A SOLUÇÃO  DEFINITIVA PARA A SUA PREVIDÊNCIA ESTÁ FORA DOS BANCOS

Você está a um passo de investir no que talvez nem você mesmo acredita que pode atingir

O propósito da Empiricus é justamente tratar o investidor de varejo com a dignidade que ele merece.

Nós realmente achamos que você pode ter acesso ao melhor.

Por isso, hoje eu lhe convido para conhecer a solução definitiva para sua previdência: o FoF SuperPrevidência.

E eu fui atrás de vários deles para montar o que chamei de A
Previdência dos Sonhos.

O FoF SuperPrevidência investe por você diretamente na alocação atual da carteira proposta por mim.

Com um mínimo baixo e sem cobrar caro, você pode acessar uma carteira diversificada e balanceada. Essa é a alocação ideal para sua previdência.

Antes, este tipo de alternativa estava restrita aos multimilionários e aos investidores profissionais.

Agora, ela está disponível para você.

O FoF nasce respeitando rigorosamente a alocação dessa carteira e o melhor de tudo: sem que você precise se preocupar com qualquer ajuste. Eles são automáticos.

Assim, consigo dar escala ao sonho de uma previdência extremamente sofisticada, inspirada nos mais elevados padrões internacionais de alocação.

Veja o que algumas das pessoas que já estão se beneficiando das vantagens do FoF estão dizendo..

Estes, a seguir, me foram encaminhados pelo próprio Jojo, gestor do FoF.

Quem está por trás da gestão do FoF SuperPrevidência?

George Wachsmann (ou o Jojo, como é conhecido) é economista pela USP com mestrado pela Standford University.

Conheço o Jojo há muito tempo. Por vários e vários anos, ele esteve à frente de grandes alocadores de fortunas (ele trabalhou por anos na GPS, a maior gestora independente de alto patrimônio do Brasil)

Agora, ele está a frente da gestão da Vitreo.

Mas, afinal, do que se trata exatamente o FoFSuperPrevidência?

“FoF” é a abreviatura para Fundo de Fundos (Em inglês, Fund of Funds).

Trata-se de uma oportunidade totalmente inédita de ter uma carteira equilibrada e balanceada, com Renda Fixa, Juros, Câmbio, Ações e investimentos no exterior!

Simplesmente não existe no mercado previdenciário um produto deste nível, acessível ao investidor de varejo.

Compare você mesmo, os números não mentem.

Esta é o cálculo comparativo feito entre a SuperPrevidência (carteira teórica que inspirou o FoF) e demais planos de previdência dos bancos

– Retorno passado não é garantia de retorno futuro, sabemos, mas a diferença tem sido significativa, como você pode perceber.

Como eu disse, se você tivesse investido na carteira proposta desde o começo, teria acumulado ganho de 134,25 por cento do CDI* . (Fonte: simulação de carteira teórica com aplicações mensais de 1 mil reais Quantum Axis e CVM,  30/05/17 até 13/03/19).

É claro que retorno passado não é garantia de retorno futuro.

Também é preciso deixar claro que investimentos envolvem riscos.

Mas este rendimento é uma conquista importante, dado que a indústria de previdência rendeu, na média, no mesmo período, apenas 94,45 por cento do CDI*.

*Fonte: dados Quantum Axis e CVM

Ou seja, há uma vantagem clara da carteira teórica proposta em relação à média da indústria.

Seu dinheiro vai estar distribuído em diversos ativos, na proporção exata para o que chamamos de “correr o bom risco”. Lembre-se: estamos falando de longo prazo.

É uma previdência digna, que tem potencial de lhe premiar com um rendimento formidável no momento mais importante de sua vida.

Eu vasculhei o universo de fundos de investimentos do Brasil, com um objetivo único: levar você uma condição que nem você mesmo acredita que pode atingir.

Foram noites mal dormidas em troca de um conforto eterno: de que eu e você não vamos depender de ninguém – NINGUÉM – na aposentadoria.

São os MELHORES fundos disponíveis no mercado – de renda fixa, multimercados e ações – balanceados de forma a montar uma carteira diversificada.

Cansei das previdências que, para me privar de volatilidade, entregam uma merreca de retorno.

Quem tem ao menos dez anos até a aposentadoria (e segue o plano da SuperPrevidência à risca) não paga taxa de carregamento e chega à menor mordida do Leão do mundo dos fundos tributados: 10 por cento.

Vou lhe dar o passo a passo para que você tenha agora esta nova versão, aproveitando TODAS as vantagens e comodidades.

Você pode fazê-lo a partir de qualquer plano de previdência.

Se você tem um plano na Brasilprev, Bradesco, Santander, no Itaú ou em outra seguradora, como Mapfre, SulAmérica, etc. confira se está sendo bem tratado(a) por lá.

Se não, a mudança é simples, como portabilidade de celular: você vai no destino e diz que quer levar sua previdência. É norma!

Por que a portabilidade imediata para o FoF é tão importante?

É claro que nós vamos te manter informado (ou informada) das mudanças na carteira teórica da SuperPrev.

Não posso garantir, entretanto, que você vai conseguir montar o portfólio integralmente daqui para a frente.

Quer um exemplo? O FoF SuperPrevidência pode ter agora até 20 por cento do patrimônio aplicado em fundos restritos a investidores qualificados (com mais de 1 milhão de reais em investimentos financeiros).

Com isso, você tem várias vantagens, por exemplo: finalmente você conseguirá ser cotista de produtos que investem 100 por cento em ações, melhorando sua rentabilidade no longo prazo.

Atualmente, quem já está no FoF tem um gostinho da vantagem com o fundo da Athena, e com o da Brasil Capital mas queremos que ela se estenda para outros produtos da carteira.

Outra vantagem: o FoF pode investir uma parte do patrimônio em ativos avulsos (sem ser de previdência), o que abriu portas para que  dedicássemos uma parte do patrimônio a um ETF (Exchange Traded Fund, um fundo de índice) de Bolsa americana, por exemplo.

Algo totalmente inédito em um fundo de previdiencia para o varejo. Ao permitir o acesso direto a Wall Street e diversificar ainda mais sua carteira.

Você conseguiria investir sozinho em um ativo como esse, mas não dentro de uma estrutura com as vantagens tributárias da previdência.

Com a possibilidade de acrescentar moedas ou investimentos no exterior na carteira, ela fica mais equilibrada. E tende a desempenhar melhor no longo prazo, sob menor risco.

E, por fim, estamos conversando com alguns gestores para tentar incluir no FoF excelentes produtos para os quais eles não têm interesse de captar em mar aberto — mas podem topar algo mais seletivo.

Como está a carteira do FoF SuperPrevidência hoje?

A carteira do FoF SuperPrev persegue hoje exatamente o portfólio atual  dos fundos propostos.

O portfólio indicado primeiro passa pela minha própria diligência e da minha equipe. Então, fazemos uma sugestão de carteira ideal.

Isso me tranquiliza para sugerir fortemente que você migre logo para o FoF e aproveite todas essas novidades.

Sua carteira está composta por:

  • 4 MELHORES fundos de Renda Fixa, sendo um GLOBAL

    Icatu Seg Vitreo Conservador FIC FI RF
    Capitânia Multiprev Master FIRF Crédito Privado
    Brasil Plural Portfolio CP FIC de FI RF
    Pinco Income Dolar FIM IE

  • Os 5 MELHORES fundos multimercado
    SPX Lancer Icatu Multiprevi FIC FIM
    Ibiuna Previdência Icatu FIFE FIM
    Verde AM Previdência I FIC FIM Previdenciário
    Adam Icatu Prev I FIC FIM
    Apex Long Biased Icatu FIM Previdenciário

    • Os 5 MELHORES fundos de ações;
    Bogari Value Icatu Prev FIM FIFE
    Vinci Equilíbrio Icatu Previdência Master FIM
    Athena Icatu FIA Previdenciário FIFE
    Alaska Black Icatu Prev FIFE FIM
    Brasil Capital Icatu 100 Prev FIC FIA

    O MELHOR fundo de índice
    ETF de S&P500: SPXI11 que acompanha a Bolsa Americana

Como eu faço para ter o FoF SuperPrevidência?

O FoF SuperPrevidência é um fundo da Vitreo, uma gestora com a  mesma mentalidade e o mesmo propósito nosso.

Seu objetivo, como já dito, é perseguir a carteira ideal proposta por mim e pela minha equipe.

Em um processo 100 por cento online, você contrata ou faz a portabilidade do seu atual fundo de previdência para o plano FoF SuperPrevidência: 

#1 – Você define se quer um PGBL (indicado para quem faz a declaração completa do imposto de renda) ou VGBL (indicado para quem faz a declaração simples do imposto de renda)

#2 – Você também escolhe o regime tributário (tabela regressiva ou progressiva). A tabela regressiva é a melhor para quem vai ter uma renda alta na aposentadoria – e o que esperamos, que seja seu caso.

#3- Pode escolher se quer ser debitado ou transferir recursos de outro fundo que você tenha

#4- Pronto!
Seu dinheiro chegará ao FoF.

Para facilitar, a equipe de atendimento da Vitreo montou um passo-a-passo para fazer a portabilidade.

Veja só:

É muito simples realizar a portabilidade de seu fundo de previdência para o FoF SuperPrevidência. A migração pode ser feita de diversas seguradoras, como: Itaú Vida e Previdência, BrasilPrev, Bradesco Vida e Previdência, Caixa Vida e Previdência, entre outras.

É só consultar o extrato do seu plano atual em sua seguradora e seguir os passos abaixo:

1) Acesse o site: https://superprevidencia.vitreo.com.br/superprevidencia
e comece a preencher seus dados.

Se já tiver log in, entre em “Já tenho log in”

2) Você vai se deparar com uma tela como esta. Selecione “Fazer portabilidade”

3) Depois, vão te perguntar se você tem o antigo mix de fundos.
Clique em “Não tenho”

4) Selecione o tipo do plano e regime tributário.
Lembre-se de manter os mesmos. Planos PGBL regressivo só podem ser portados para um FoF SuperPrevidência PGBL regressivo, por exemplo.

5) O próximo passo é onde você vai colocar os dados do seu plano atual.
Preencha os campos do plano que deseja migrar.

Se a sua previdência for da BrasilPrev ou tiver a Icatu como seguradora…

Você tem a facilidade de selecionar a seguradora cedente e fazer o upload do extrato consolidado.Pensando na melhor experiência do usuário, a Vitreo desenvolveu internamente esta ferramenta.


Basta fazer o upload do seu extrato (em pdf) e a Vitreo ajuda no processo.

Se a sua previdência NÃO for da BrasilPrev ou tiver a Icatu como seguradora…

Você irá preencher manualmente:

○ Seguradora cedente

Nesta etapa, você deverá selecionar a seguradora do plano que deseja migrar (ex: Icatu Seguros S/A). Caso a sua seguradora não esteja na lista, por favor, envie um e-mail para relacionamento@vitreo.com.br, com o assunto Seguradora Cedente.

Caso deseje que todos os recursos fiquem alocados em um único plano, após a transferência integral dos valores, você poderá contatar a seguradora Icatu, pelo número 3004 6955 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 095 2418 (demais localidades) e solicitar a junção das quantias para um único certificado. Ah, essa unificação de certificados só será possível se os seus planos tiverem as mesmas características de modalidade (PGBL e VGBL) e regime tributário (progressivo e regressivo).

Ah, legal Luciana. Mas eu tenho um fundo fechado. Como fazer?

*Atenção! para portabilidade de fundos fechados, a solicitação deverá ser realizada diretamente com a Icatu nos números exclusivos 3004 6955 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 095 2418 (demais localidades).

MAS QUANTO PRECISO PARA INVESTIR?

Você precisa de 10 mil reais.

Podem ser 1.000 reais por mês ou 10 mil de uma vez (direto da sua conta do banco ou de uma previdência que você já tenha)…

Tudo isso para ter, em um lugar só:

✓ Alto potencial de rentabilidade real

✓ Acesso a investimentos que você não consegue fazer por conta própria

✓ Vantagens tributárias para você pagar o menor IR possível;

✓ Aportes mensais acessíveis, de apenas 1 mil reais ; ou apenas 100 reais (depois que você já tiver o mínimo de 10 mil reais) 

✓ Débito automático em conta para você não se preocupar com as datas dos depósitos;

✓ Um mix de diferentes ativos, como títulos, Bolsa e renda fixa, garantia de diversificação;

✓ Segurança, com gestores renomados, e ainda uma seguradora sólida financeirament e;

É questão de responsabilidade que você saia do plano ruim que fez no seu banco e migre para o FoF SuperPrevidência

 Você e sua família merecem um futuro melhor

Se você já tem qualquer plano de previdência privada no seu banco, é muito simples fazer a portabilidade para o FoF SuperPrevidência.
 
✓ Processo 100 por cento online e sem burocracias desnecessárias (você não vai precisar preencher um papel!);

✓ Você vai trocar uma carteira concentrada em Renda Fixa por uma carteira diversificada e balanceada, com muito mais retorno potencial;

Mantendo o mesmo regime tributário e tipo de plano, você não perde o tempo que já acumulou em outra previdência;

O FoF não tem taxa de carregamento na entrada nem na saída. Diferentemente de muitas previdências comuns;

Seu dinheiro estará seguro:   e é quem se responsabiliza a dar ao investidor uma renda na aposentadoria ou sacar o dinheiro gradualmente.

Seu dinheiro dorme no banco: você conta com a figura da administradora fiduciária BEM DTVM e do custodiante Bradesco, uma instituição financeira sólida e bastante conhecida. O serviço de custodiante é necessário para qualquer gestor e é nele que seu dinheiro acaba ficando. Ele não fica na gestora Vitreo.

Respeito à alocação atual da carteira sugerida
Você tem a segurança de estar contratando exatamente a alocação atual da carteira proposta (independentemente de quanto os ativos variarem ao longo do tempo) pois as atualizações ficam a cargo do gestor, de acordo com sua diligência, depois da minha própria. O respeito à alocação exata é essencial para a sua relação risco/retorno.

Comodidade: os ajustes são totalmente automáticos

Se, em algum momento fizer sentido alterar a carteira, você não vai precisar se mexer. O FoF faz isso por você. Isso vale tanto para retiradas quanto aplicações, dentro do portfólio do FoF.

Acesso às possibilidades mais exclusivas e sofisticadas

Como o fundo em si é um investidor profissional, você terá, por meio do FoF, acesso ao que era restrito aos grandes gestores de fortunas e, portanto, não estava acessível ao investidor comum.

Retorno e acompanhamento

Você terá transparência total para acompanhar o portfólio do FoF quando quiser. A Vitreo fica responsável por disponibilizar extratos periódicos da sua posição, e a Vitreo ainda vai preparar uma atualização semestral contando exatamente o que cada um dos gestores têm feito e suas perspectivas para o próximo semestre.

Você estará muito à frente de qualquer outra Previdência

Não é à toa que batizamos o FoF SuperPrevidência de “A solução definitiva” para sua Previdência. Ele balanceia ativos para que a aplicação seja segura, mas sem perder a chance de bombar com lucros mais generosos.

Além disso, você pode contratar o plano para seu parceiro(a), um filho, sobrinho ou neto. Toda a sua família merece uma aposentadoria melhor.

Tenho certeza de que lá na frente eles lembrarão com alegria dessa decisão que você tomou.

Se você ainda não solicitou a portabilidade dos seus recursos para o FoF da SuperPrev da Vitreo, sugiro que faça isso o quanto antes.

Isso porque estamos constantemente empenhados em buscar a melhor composição para a sua carteira, o que quer dizer que teremos rebalanceamento vindo por aí.

Quanto mais rápido tomar esta decisão, mais rápido seu dinheiro estará rendendo nesta solução de maior retorno potencial e risco controlado.

Recomendamos que os interessados tenham agilidade nas solicitações.

Não se esqueça.

Falta MUITO pouco para você se juntar aos investidores da carteira de fundos de investimento mais completa, inspirada nos mais elevados padrões de alocação.

Quero investir no FoF SuperPrevidência

Caso ainda tenha alguma dúvida, levantamos as 20 perguntas mais frequentes feitas sobre o FoF.

1) O que é um FoF? 

FoF quer dizer “Fund of Funds”, ou seja, um fundo de fundos. Nada mais é do que um fundo que investe em outros fundos. Essa estrutura é muito usada no Brasil por clientes de alto patrimônio. É a estrutura, por exemplo, dos chamados “fundos exclusivos”, em geral montados para quem tem mais de 10 milhões de reais de patrimônio.

O FoF da SuperPrev foi o primeiro fundo de fundos de previdência a chegar ao varejo! Isso também é uma grande conquista porque, com ele, aumentamos nosso poder de barganha para convencer novos gestores a criar produtos de previdência do mais alto nível.

2) O que é exatamente a Vitreo?

A Vitreo é uma gestora que usa a possibilidade de distribuir os próprios fundos, o que ajuda a reduzir o número de intermediários. A distribuição própria é permitida, porém é pouco usada pelos gestores independentes que, pouco conhecidos, acabam reféns dos distribuidores tradicionais, como bancos e corretoras online.

A Vitreo foi criada no ano passado com a proposta de proporcionar a experiência mais transparente possível aos clientes. Nos identificamos com o projeto, que julgamos ser o melhor meio para tornar a nossa previdência dos sonhos acessível ao maior número de pessoas, por meio do FoF.

A Vitreo tem como sócios Patrick O’Grady, que revolucionou a XP Gestão; Paulo Lemann, da família de empresários mais admirada do país; e George Wachsmann, o Jojo, que veio da GPS, onde administrava o patrimônio de famílias donas de grandes fortunas — e com quem aprendi muito sobre fundos de investimento.

Para viabilizar a parceria, a Vitreo fechou um contrato publicitário com a Empiricus, que não envolve nenhum custo adicional para você e que garante a manutenção da independência na seleção de ativos.

3) Se a Vitreo não é uma seguradora, quem é a seguradora do FoF SuperPrevidência?

 A Seguradora do FoF é a Icatu, a mais utilizada pelos investidores de alto patrimônio, que já era a seguradora do mix de fundos da SuperPrev.

4) Se a Vitreo fechar, é a Icatu quem assume a gestão

5) Qual é a taxa de administração? É mais caro investir no FoF SuperPrev do que replicar a carteira da SuperPrev sozinho?

O FoF tem uma taxa de administração de 0,6 por cento, que remunera a Vitreo e a Icatu pela inteligência na alocação em fundos e por garantir uma boa experiência na contratação.
Por ser um FoF, a nova SuperPrevidência acessa fundos mais baratos dos gestores selecionados, e pode receber comissões que seriam pagas aos distribuidores, ou seja, o rebate.
É importante reforçar apenas que o recebimento do rebate não influencia, de nenhuma maneira nosso compromisso de sugestão nos melhores fundos disponíveis.

6) Tem taxa de carregamento?

Não! Existem fundos que cobram essa taxa na entrada, o que considero criminoso, porque você coloca o dinheiro em um fundo e na largada o banco (ou a seguradora) já morde um pedaço.

Se você tinha a SuperPrev antes do FoF, sabe que era cobrada uma taxa de carregamento na saída, que zerava depois de três anos. No FoF, essa taxa foi eliminada.

Ou seja, para o FoF não há taxa de carregamento nem na entrada, nem na saída

7) Com quanto tenho que contribuir?

Você pode fazer um aporte único ou portabilidade de 10 mil reais ou optar por contribuições mensais de 1 mil reais.

Depois que já tiver o FoF contratado, ou seja, feito o aporte mínimo de 10 mil reais, você também poderá fazer contribuições mensais ou esporádicas de qualquer valor, a partir de 100 reais.

Já é possível fazer aportes via boleto no site da Vitreo, na sua área logada.

8) Como faço para acompanhar o rendimento do FoF?

Ao contrário dos fundos avulsos, o FoF tem cota própria, o que permite a você ter acesso ao valor da cota diária do portfólio , número de cotistas, valor de captação e resgate, divulgada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Vou facilitar para o seu lado: procure pelo nome VITREO FOF SUPERPREVIDÊNCIA ICATU FI MULTIMERCADO ou pelo CNPJ 30.521.533/0001-80.

Pela regra da CVM, a Vitreo não pode divulgar a rentabilidade do FoF enquanto o fundo não completar seis meses. A regra vale para qualquer fundo.

Conversamos constantemente com os gestores e te contaremos tudo o que foi feito nos últimos meses, além da perspectiva dos especialistas para o semestre seguinte. Duvido que exista essa transparência em outro fundo de previdência oferecido por aí.

9) Não tenho a SuperPrevidência. Posso aderir ao FoF? Posso incluir meu marido? Minha família inteira?

Pode sim! Você pode fazer parte do FoF da SuperPrevidência tendo ou não aderido à SuperPrevidência desde a largada. Todos são bem-vindos. O único detalhe é que, por uma questão de segurança, ao se cadastrar na Vitreo alguns dados precisam ser individuais. Então será necessário informar um e-mail único e um CPF único por pessoa.

10) Posso fazer um plano de previdência para meu filho usando o FoF da SuperPrev?

Deve! No caso de menores de idade, para o cadastro pelo site da Vitreo é necessário ter um CPF próprio, e-mail e conta bancária de titularidade da criança. (Ela não tem conta bancária? Há a alternativa de contribuir via boleto.)

Se ela não tiver CPF, ainda é possível efetuar o cadastro usando o documento dos pais, mas nesse caso é preciso fazê-lo por meio da Icatu.

11) O FoF SuperPrevidência é um PGBL ou VGBL?

Ele pode ser embalado em qualquer um dos dois formatos, você que escolhe!

Vamos relembrar as regras? Você faz a declaração completa de Imposto de Renda? Então o PGBL é melhor para você. Coloque nele até 12 por cento da sua renda bruta do ano. Sobre esse dinheiro você não vai pagar imposto de renda hoje. Lá na frente, quando for sacar o dinheiro, você pagará o imposto sobre todo o patrimônio investido.

Ah, você faz a declaração Simples de Imposto de Renda? Então, se quer um plano de previdência, o seu destino é o VGBL. Você não terá qualquer desconto no imposto de renda hoje. Mas em compensação, no futuro, pagará imposto somente sobre o rendimento.

Bom lembrar que a portabilidade só pode ser feita para o mesmo tipo do original, ou seja, de PGBL para PGBL e de VGBL para VGBL. Mas você tem até o último dia do mês seguinte à contratação para ligar na seguradora e trocar, se for de sua preferência.

12) Devo escolher tributação progressiva ou regressiva?

Você pode mudar o regime tributário da sua previdência a qualquer momento, mas só se for do regime progressivo para o regressivo — o contrário não é permitido. Não é possível fazer isso no processo de portabilidade, em que é obrigatório usar o mesmo regime tributário do plano de origem. Feita a contratação, na Icatu, o ideal é avisar o desejo de troca de regime até o último dia do mês subsequente. Essa troca vale a pena se você tiver pelo menos dez anos previstos de contribuição pela frente.

A tributação progressiva faz sentido para quem vai ter uma renda baixa na aposentadoria. Se sua renda mensal ao se aposentar for de até 2.826 reais pela tabela atual, ela é a ideal para você. Já se você acha que sua renda por mês na aposentadoria vai ser maior do que esse valor — e assim eu espero! — vamos à tabela regressiva. Ela pune prazos muito curtos e premia prazos longos de investimento. Por exemplo, quem fica até dois anos investindo, paga 35 por cento de imposto. Já quem passa de dez anos chega a uma das melhores tributações do mundo dos investimentos, 10 por cento.

13) Tenho há dez anos um PGBL no Banco do Brasil. Se eu transferir os recursos para o   esse prazo de dez anos será considerado para fins de tributação?

Sim, o prazo decorrido é sempre mantido na portabilidade. Você não perde esse histórico na contagem da tributação! Lembre-se: isso só é válido para portabilidade. Se você resgatar, você começa do zero do ponto de vista tributário.

14) Já estou perto de me aposentar. Até que idade é recomendado o investimento na SuperPrev?

O ideal é que você tenha pelo menos dez anos de contribuição pela frente. Isso porque queremos que todos os seus saques sejam feitos à menor alíquota do mundo dos fundos tributados, de 10 por cento. O imposto somente chega a esse patamar depois de dez anos de contribuição. Se você precisasse sacar em até dois anos, por exemplo, o imposto seria punitivo, de 35 por cento. Isso vale se você optar pela tabela regressiva de imposto de renda, como vimos acima.

Além da tributação, o portfólio da SuperPrev é construído para o longo prazo. Ele pode ter prejuízos no curto prazo, já que investe em ativos de risco, como ações e moedas, com o objetivo de maior ganho em horizontes maiores. Por isso, não invista se você não tem paciência para esperar.

15) Por quanto tempo o FoF da SuperPrev da Vitreo estará aberto para entrada?

Temos conversado com o pessoal da Vitreo e, segundo eles, a princípio não há uma data prevista de fechamento do fundo. Mas, como a carteira tem crescido com velocidade, não podemos garantir que isso não acontecerá em breve.

16) Depois de concluída a portabilidade, quem decidirá as alterações no mix de fundos do FoF SuperPrev?

Continuaremos fazendo estudos quantitativos e qualitativos para estruturar a carteira teórica, da mesma forma como sempre fizemos. A diferença é que, selecionado o portfólio, teremos uma dupla diligência: a Vitreo adicionou uma camada a mais de qualidade ao nosso processo. As gestoras e seus produtos precisam ser aprovados em um raio-X completo feito pela equipe de profissionais da Vitreo.

17) Por que a Vitreo pergunta no momento do cadastro qual é o meu patrimônio?

A informação sobre patrimônio, assim como a pergunta sobre renda, integra o conjunto de dados que precisam ser fornecidos à seguradora, a Icatu. Estas informações são bastante comuns e são exigidas por órgãos reguladores como CVM e SUSEP, portanto faz parte do rito de contratação de um plano de previdência, nos explicou a Vitreo.

18) No cadastro no site da Vitreo, há uma pergunta sobre com que idade vou me aposentar, mas não soube responder com precisão.

Não se preocupe, você só precisa dar uma estimativa. Essa data pode ser alterada a qualquer momento e não vai interferir no seu investimento na SuperPrev. É apenas uma solicitação da Icatu, um lembrete, para que ela possa entrar em contato com você quando estiver perto do momento de se aposentar.

19) Quando eu decidir me aposentar, posso fazer o resgate total do valor ou será parcelado?

A escolha é sua. Você pode tratar a previdência como um investimento e em algum momento começar a resgatar, ou pode preferir converter em renda. No segundo caso, você delega à seguradora o compromisso de te pagar uma renda até a sua morte, ou por um prazo definido.

Eu, particularmente, sugiro que você mesmo vá fazendo os saques, pois quando você opta por converter em renda, com frequência a seguradora vai te oferecer um montante que não será tão satisfatório. Gosto também de um mix, em que você faz a conversão em renda de um valor muito pequeno (aquele dinheiro mínimo que precisará para sobreviver) e o resto dos recursos você vai sacando aos poucos.

20) Quero fazer a portabilidade para o FoF SuperPrev, como faço?

É só entrar no site https://superprevidencia.vitreo.com.br. Se preferir, você pode clicar na imagem abaixo:

 

Informações Importantes:

Os conteúdos da Empiricus visam informar o seu destinatário sobre matérias relacionadas a economia, finanças e investimentos. A Empiricus se exime de qualquer responsabilidade sobre eventuais prejuízos que o destinatário de seus conteúdos tiver em decorrência da sua tomada de decisão. Embora a Empiricus forneça informações sobre investimentos, fundamentadas sob avaliação criteriosa, não se pode antecipar comportamentos. Padrões, histórico e análise de retornos passados não garantem rentabilidade futura. Todo investimento financeiro, em maior ou menor grau, embute riscos que podem ser mitigados mas não eliminados. A Empiricus alerta para que nunca sejam alocados em renda variável aqueles recursos destinados a despesas imediatas ou de emergência, bem como valores que comprometam o patrimônio do assinante. A Empiricus é uma publicadora de conteúdos, totalmente dissociada do sistema de distribuição de valores mobiliários, e, por conseguinte, não obtém nenhum tipo de receita advinda de comissões, corretagens ou emolumentos sobre montantes eventualmente aplicados. A Empiricus zela pelo direito de privacidade dos seus leitores.


A Empiricus foi fundada em 2009 com um objetivo: levar conteúdos financeiros independentes
e de qualidade para a pessoa física.

Hoje, nossa equipe conta com mais de 200 colaboradores.
Afinal, somos uma empresa de pessoas e produzir conteúdo relevante para a sua vida financeira não é tarefa fácil.

Mas a Empiricus não é apenas a sua equipe, somos os mais de 180 mil assinantes das publicações.
Para conhecer algumas dessas histórias, acesse https://www.empiricus.com.br/depoimentos

Se quiser saber mais sobre a Empiricus, acesse nosso site em www.empiricus.com.br ou envie um email para relacionamento@empiricus.com.br.

A Empiricus apoia

 

Uma empresa associada à Agora Companies


Maior grupo de publicações financeiras do mundo, com mais de 2.700.000 assinantes

Empiricus
CNPJ 11.431.155/0001-07
Copyright © 2009 – 2019

Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477
Torre B - 10º Andar
CEP 04538-133 - Itaim Bibi - São Paulo

Relacionamento com o assinante
Telefone(s): 4003-3117 | 4003-3118
(ligação local)