“Na quinta-feira de pânico,
enquanto a Bovespa caia -9%;
minha carteira subia
+2%

Alonso B., assinante da Empiricus

Esta é sua última chance de ter acesso ao Método TBK-S®, o único capaz de proteger seu patrimônio do caos político

Caro leitor,

O Brasil vive um dos mais graves momentos políticos de sua história.

Ninguém sabe o que vai ocorrer nos próximos dias e semanas.

Renúncia?

Impeachment?

Eleição Indireta?

Direta?

Com Lula?

A única certeza é que os desdobramentos políticos vão afetar diretamente os seus investimentos.

É preciso estar preparado para a volatilidade do mercado financeiro nos dias que virão.

A melhor ferramenta para se proteger da bagunça política que Brasília se transformou nos últimos dias é o Método TBK-S®.

E esta é a última oportunidade de você ter acesso a esta metodologia.

O método passou por sua prova de fogo na fatídica quinta-feira, 18 de maio.

Enquanto a Bolsa caia  8,9%

A proteção alcançou ganhos de +792,31%, +642,86%, +588,89%, +368,75%

Um dia antes, 17 de maio, uma bomba havia explodido em pleno Palácio do Planalto.

Como sempre ocorre nessas ocasiões, o mercado desabou.

A consequência atingiu todos os investidores.

A Bolsa sofreu uma queda histórica.

Os negócios foram interrompidos meia hora depois da abertura do pregão por meio de um dispositivo conhecido como circuit breaker.

Esse mecanismo é disparado automaticamente quando o Ibovespa cai -10%, com o objetivo de estabilizar o mercado.

Ninguém foi poupado.

Ações de grandes empresas amargaram perdas na casa dos 20%.

Nem mesmo os bancos escaparam da sangria.

O mesmo estrago afetou a segurança da Renda Fixa.

Entre outros, títulos do Tesouro Nacional terminaram o dia com perdas de -15,58% (IPCA+2035) e -23,19% (IPCA+2045).

A queda abrupta fez com que as negociações fossem suspensas por algumas horas na sexta (19/05) e na segunda (22/05)…

Entre outras palavras, o País entrou em parafuso.

Uma faísca política provocou um incêndio de grandes proporções no mercado.

E ninguém pode controlar os políticos…

Só que alguns investidores conseguiram reduzir suas perdas – e houve até quem lucrou.

Para tanto, eles utilizaram apenas uma pequena parcela de seu patrimônio, em papéis que custam centavos.

Muitos deles conseguiram atravessar as labaredas do pânico sem se queimar, com o Método TBK-S®.

Esse nosso assinante é um exemplo de quem saiu ganhando com a catástrofe política da quinta-feira, 18 de maio.

Ele estava protegido da volatilidade que sacudiu o mercado.

E saiu de cabeça erguida: ganho de +2% num dia em que tudo caiu.

Você também pode ter a mesma proteção a seus investimentos.

Essa operação não é algo restrito aos profissionais das finanças.

É para qualquer um que queira proteger seu dinheiro investido de eventos inesperados.

O Getúlio também estava preparado para tragédias, como a que foi provocada pelo caos político no Planalto Central.

Enquanto o mercado estava em pânico, com perdas generalizadas e operações paralisadas…

O Alonso e o Getúlio acompanharam de cabeça fresca os acalorados debates no Facebook sobre os próximos passos da República…

Dê uma olhada na imagem abaixo:

Pedimos desculpas pela qualidade do print screen.

Ele foi capturado do monitor de um dos nossos analistas no dia catastrófico diante do escândalo envolvendo Temer.

A coluna em destaque mostra a variação dos seguros que estávamos recomendando.

Repare as variações vencedoras de +792,31%, +642,86%, +588,89%, +368,75%

Lucros obtidos no início de um processo político grave, cujo desenlace impossível de prever o desenlace.

As reformas vão ocorrer?

Até onde elas irão avançar?

Quem será responsável por levá-las adiante?

O ajuste fiscal corre risco?

Ninguém sabe responder com 100% de certeza.

O País está sem rumo, em compasso de espera.

Os desdobramentos são reais e já estão acontecendo.

Justamente nesses momentos de indefinição, o Método TBK-S é altamente recomendável.

Talvez obrigatório.

Crises políticas levam desconfiança ao mercado, que responde com alta volatilidade.

Fica praticamente impossível prever os altos e baixos.

Na verdade, o Método TBK-S® é uma ferramenta útil para proteger investimentos de qualquer evento inesperado.

Vai bem além da proteção a crises políticas nacionais.

Não é de hoje que nós adotamos esse tipo de salvaguarda…

Apenas nos últimos dois anos, ela proporcionou segurança em momentos cruciais.

Como a prisão do Presidente da Câmara Federal, a saída do Reunido Unido da União Europeia e, principalmente, na eleição de Trump.

A escolha do republicano para a Casa Branca mexeu com o mercado. Tanto de câmbio, ações…

Como nos títulos do Tesouro Direto…

O comportamento de duas semanas atrás foi o mesmo.

Só que, no caso da eleição americana, os prejuízos foram um pouco menores.

Como disse, o mercado é sensível a fatos inesperados…

Por isso é tão importante acompanhar o noticiário político e econômico, tanto no âmbito interno como nos países mais relevantes.

O TBK-S® é a metodologia mais eficiente para seu investimento ficar protegido em momentos como esses.

E esta é a última oportunidade de você ter acesso às recomendações pensadas através dessa estratégia.

É um guia de sobrevivência para situações hostis, exatamente como o ambiente político brasileiro atual.

O Método TBK-S® nasceu no escritório da Empiricus.

Suas premissas foram inspiradas em conceitos de quatro gênios das finanças – cada uma das letras da sigla representa um deles.

A estratégia foi estruturada levando em conta tudo o que vivemos na história recente do País.

Um teste de fogo para o método foi justamente na fatídica quinta-feira.

Seus seguidores protegeram seu portfólio do pânico do mercado com ganhos de +792,31%, +642,86%, +588,89%, +368,75%

Esses atravessaram a tempestade devidamente “equipados”

Os alicerces do Método TBK-S® capazes de nos blindar das consequências do caos político de Brasília são firmes.

A metodologia não nasceu do dia para noite.

Levou anos para alcançar o formato atual.

Em um primeiro momento, ele era apenas o TBK.

O mestre representado pela letra T é o americano nascido no Líbano Nassim Nicholas Taleb.

Com sua estratégia da antifragilidade, Taleb é peça fundamental do conceito que foi desenvolvido com o objetivo de montar investimentos seguros e rentáveis.

A antifragilidade aumenta a robustez e a resiliência dos investimentos, aproveitando possíveis volatilidades em favor dos rendimentos.

Ao longo dos últimos anos, seus ensinamentos trouxeram dinheiro de maneira consistente para milhares de assinantes.

Apesar de altamente rentável no longo prazo, senti necessidade de blindar ainda mais os ativos do portfólio…

O B veio emprestado do guru do mercado de capitais, o Oráculo de Omaha.

Foram utilizados conceitos do Value Investing, de Warren Buffett, na formulação desse método.

De maneira resumida, Buffett defende que o sucesso do investimento está em comprar um ativo por um valor muito mais baixo do que ele realmente vale.

E foi aplicando esse conceito que ele se tornou um dos homens mais ricos do planeta.

Porém, acredito que desde sua criação, o Value Investing deixou de ser algo que pudesse ser aplicado isoladamente.

O mundo está muito diferente do que era no século passado.

Com o constante aumento da informação disponível em todos os níveis, é muito mais difícil ter acesso a dados que possam revelar uma diferença significativa entre os valores intrínseco e extrínseco de um ativo.

Por isso, foi necessário introduzir ao meu método o viés cognitivo, presente nas finanças comportamentais de Daniel Kahneman.

Eis a letra K do nome da estratégia.

Kahneman ensinou que o fator humano é essencial – jamais pode ser isolado.

Entre a empresa e a ação, há a interação social de milhares de pessoas, com suas projeções, excesso de confiança, pessimismo exagerado etc.

Tudo isso pode comprometer a qualidade das decisões de investimento, especialmente em momentos de crise.

Afinal, por não sermos racionais, podemos atuar por impulso, ganância, aversão a risco…

T + B + K

Conseguiu perceber como o método surgido nos escritório da Empiricus procura extrair o melhor de cada um dos gênios das finanças?

Ao longo dos últimos anos, o Método TBK funcionou e trouxe dinheiro de maneira consistente para milhares de assinantes.

Só que algo começou a mudar no Brasil.

As denúncias de corrupção começaram a alcançar o primeiro escalão do Executivo e do Legislativo.

Escândalos envolvendo políticos sempre ocorreram no Brasil e no mundo…

Só que os últimos 15 anos foram definitivamente fora da curva por aqui.

Mensalão, Petrolão, Furnas, Proer…

A revelação das falcatruas explodiu quando o Ministério Público encontrou o fio da meada.

A Lava Jato levou os corruptos ao desespero, sacudindo o status quo político.

Alguns já foram presos.

Primeiro, na gestão Dilma. Agora, na administração de seu vice, o atual presidente Temer.

Petrobras, Odebrecht, JBS…

Até o momento, os crimes denunciados envolvem pagamento de 6,4 bilhões de reais em propinas.

Só a JBS, do delator Joesley Batista, confessou ter distribuído recursos suspeitos a 1.829 políticos de 28 partidos.

Apesar do Método TBK ser altamente rentável no longo prazo, era necessário blindar ainda mais os ativos do portfólio.

Escândalos políticos são capazes de afetar o mercado financeiro tanto quanto crises econômicas.

E tudo indicava que o buraco da corrupção brasileira era muito fundo.

E a Lava Jato não ia poupar ninguém.

Veja bem, é preciso deixar claro que essa limpeza é fundamental para o futuro do Brasil.

Esta é a única maneira de o Brasil entrar nos trilhos e crescer de forma plena.

Só que os solavancos provocados pela roubalheira dos políticos são inevitáveis.

Isso porque o mercado financeiro reage aos fatos políticos como um sismógrafo a um terremoto.

Era preciso encontrar uma fórmula para proteger você de eventos dessa natureza.

Essencial para a nação a longo prazo, a Lava Jato aumentou a chance da ocorrência de fatos que sacudissem de forma grave o mercado.

Foi preciso encontrar uma alternativa para blindar o portfólio da roubalheira dos políticos.

A partir dessa necessidade, surgiu a necessidade de, no início de 2017, transformar a filosofia TBK em TBK-S® .

A fórmula testada e aprovada na quinta-feira, 18 de maio.

ATENÇÃO: Esta é a última oportunidade de ter
acesso ao Método TBK-S®, o único capaz de blindar seu patrimônio do caos político.

Ela resistiu a um dos mais graves fatos políticos possíveis: uma denúncia grave contra o presidente da República.

Eventos desse porte precisam de apenas um dia para corroer o patrimônio de anos, comprometendo o futuro de sua família.

Mas ninguém precisa passar por isto.

É possível conviver com as turbulências políticas de forma totalmente segura, e sem grandes esforços.

Quem estava posicionado de acordo com as premissas dessa estratégia se aproveitou de ganhos de +792,31%, +642,86%, +588,89%, +368,75%...

Mais um que estava protegido das maluquices dos políticos com o Método TBK-S®

O nome técnico que colocou um sorriso no rosto do Dênis no dia mais trágico de 2017 é tail hedging.

Não se assuste com o palavrão no idioma de Shakespeare.

A aplicação é bem mais simples do que pode sugerir.

Eu recomento que todos utilizem parte do portfólio para fazer essa proteção.

Foi a compra de seguros baratos (que custaram centavos) que garantiu que muitos dos meus seguidores passassem incólumes pelo trágico 18 de maio.

O emprego sistemático do tail hedging conferiu formato final ao método de investimento capaz de blindar investimentos do caos de Brasília.

Foi o pulo do gato:

T + B + K + S

O S representa o mais novo integrante desse grupo genial de financistas: Spitznagel

Mark Spitznagel tem 46 anos – bem mais novo que Taleb, com 57, Kahneman, 83, e Buffett, 86.

Ele é um um dos maiores expoentes do mundo em estratégias em seguros contra risco de catástrofe financeira.

Como gestor de fundos, ganhou muito dinheiro com a crise de 2008.

Graças a ele, o portfólio ficou ainda mais seguro e robusto, sem perder seu potencial de rentabilidade.

A premissa de Spitznagel é simples.

Basicamente, se é possível fazer seguro do seu carro, da sua casa e até mesmo de vida…

… por que não fazer seguro dos seus investimentos?

Sim, é possível evitar que você esteja sujeito a grandes prejuízos em seus investimentos.

Foi isso que fizeram os assinantes que conseguiram sobreviver sem, ou com poucos danos, à explosão política de quinta-feira, 18 de maio.

Explico.

Quando um investidor compra um ativo financeiro, ele tem basicamente quatro resultados possíveis:

– Grandes Prejuízos;
– Perdas Limitadas;
– Ganhos Pequenos ou Médios;
– Ganhos Excepcionais;
O que você acha que costuma acontecer na maioria das vezes?

Na média, a grande maioria dos investimentos terá “ganhos pequenos ou médios” e “perdas limitadas”, como você pode ver na distribuição abaixo:

Naturalmente, os “grandes prejuízos” e os “ganhos excepcionais” são ocorrências menos comuns em uma carteira de investimentos.

Esses movimentos expressivos estão retratados nas extremidades do gráfico acima.

São as chamadas “caudas longas”, os eventos com menor probabilidade de materialização.

Contudo, apesar da baixa probabilidade, esses eventos não podem ser desprezados.

Muito pelo contrário. Eles são primordiais para definir o sucesso ou o fracasso de qualquer carteira de investimentos.

São eles que podem fazer você alcançar sua independência financeira ou perder quase tudo.

Digamos que você tenha uma carteira aparentemente balanceada e consiga alcançar uma boa rentabilidade média ao longo dos anos…

Porém, da noite para o dia, acontece um imprevisto!

Um evento inesperado faz sua carteira se desvalorizar -30% em questão de horas, por exemplo.

Imagine como você se sentiria experimentando um “grande prejuízo”, que corroeria cerca de 1/3 do capital que você levou anos para construir.

R$ 100 mil virariam R$ 70 mil.

R$ 500 mil se transformariam em R$ 350 mil.

R$ 1 milhão se tornaria R$ 700 mil.

E lá se vão um carro, uma casa e noites de sono bem dormidas.

Mas e se você puder evitar os “grandes prejuízos” que eventualmente viria a ter nas próximas semanas, meses e anos?

Você passaria, então, a ter três resultados possíveis em cada um dos ativos da sua carteira.

– Perdas Limitadas;
– Ganhos Pequenos ou Médios;
– Ganhos Excepcionais;

Note que os “grandes prejuízos” não estão mais na lista dos possíveis resultados.

É aqui que queremos chegar.

É justamente esse o objetivo de você montar agora uma estratégia de tail hedging…
Evitar de uma vez por todas a possibilidade de incorrer em grandes prejuízos.

Como muitos tiveram na quinta-feira fatídica.

Sim, isso é possível, perfeitamente legal e, mais importante: DEVE SER FEITO SEMPRE.

RELEMBRANDO: Esta carta-convite é a última oportunidade para acessar o Método TBK-S®, o único capaz de proteger seu investimento dos efeitos da delação da Lava Jato.

Você certamente sai de casa mais tranquilo para uma viagem longa de carro caso possua um seguro deste automóvel, certo?

Então por que não carregar sempre um seguro contra o risco de grandes prejuízos em seus investimentos?

Por que você minimiza o risco de perda do seu carro, mas não minimiza o risco de perda do seu patrimônio?

No momento atual do mercado, em que todas as categorias de ativos apresentam níveis de volatilidade fora do comum, possuir um seguro contra grandes perdas é simplesmente OBRIGATÓRIO.

E o Método TBK-S® vai lhe dar a segurança necessária para atravessar qualquer tempestade.

Num período de pouco mais de um ano, já enfrentamos diversos momentos críticos…

A eleição de Trump nos EUA, a saída do Reino Unido da União Europeia, a Lava Jato…

E, agora, a quase inevitável queda de Temer.

Não ter uma estratégia de proteção agora é como sair para uma viagem longa de carro, diante do trânsito mais caótico do mundo, em uma estrada minada.

É simplesmente suicídio financeiro.

Agora, e se esse seguro contra grandes prejuízos for extremamente barato?

Você poderá comprá-lo por centavos — e, no caso de precisar resgatá-lo, recuperar centenas ou milhares de reais, minimizando qualquer eventual perda de patrimônio.

Podendo até mesmo multiplicá-lo.

É justamente esta a estratégia que você deve montar agora.

Importante: Somente faça a estratégia de tail hedging contida no Método TBK-S® .

Como este seguro pode deixar você dormir tranquilamente.

É importante que você se atente para uma coisa.

Algo que possivelmente você não tenha percebido.

O simples fato de evitar os “grandes prejuízos” será determinante para que a soma das rentabilidades dos demais ativos da sua carteira fique acima da média do mercado.

Isso não quer dizer que as crises deixarão de existir. Elas virão.

As da política e as da economia.

Não sabemos quando, mas é certo que virão.

Mas, paradoxalmente, é justamente um evento raro e inesperado que poderá jogar a sua média dos retornos lá para cima.

Para isso, é preciso ativar o tail hedging, o seguro mais efetivo do Método TBK-S®.

Pelo que tenho notado, as pessoas entendem a necessidade de manter bons seguros em carteira.

Falta-lhes, no entanto, uma abordagem prática.

Qual seria o seguro ideal?

Como montar a operação?

Em que quantidade?

Em artigo de título What’s the best safe haven for investors?, Spitznagel observou o comportamento de seguros financeiros clássicos diante das crises nas últimas décadas.

Mais precisamente, como se comportaram ouro, franco-suíço e os títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries) de 10 anos diante de quedas da Bolsa americana entre 1974 e 2016.

Os resultados são impressionantes.

O ouro se mostrou o melhor seguro disponível.

Nos anos em que a Bolsa caiu mais de 15%, o metal subiu, na média, cerca de 30%, no intervalo considerado.

Mas existe um porém…

Precisaríamos de uma posição muito grande de ouro, que seria equivalente a dois terços da posição em ações, para proteger verdadeiramente o portfólio de investimentos.

Isso é inviável, por se tratar de uma alocação desfavorável, muito concentrada em ouro.

Nos anos bons de Bolsa (e dos ativos de risco em geral), você teria uma elevada fatia de sua carteira posicionada num ativo (no caso, ouro) que rende pouco ou, até mesmo, teria retornos negativos em momentos de bonança.

Ou seja, ele iria bem com a Bolsa caindo, mas iria mal com a Bolsa subindo — sem contar que ouro custa muuuuito caro.

É aqui que entra o que Spitznagel chamou de “Equity Tail Hedging”.

E este ponto que ganha relevância no Método TBK-S®, com o objetivo de aprimorar a blindagem da carteira.

O tail hedging é capaz de blindar o portfólio em caso de grande queda no mercado de ações por um custo muito mais acessível…

Basta apenas uma pequena fração de seu patrimônio no seguro tail hedging para proteger os demais ativos da sua carteira em cenários turbulentos.

Por outro lado, se não houver uma grande crise nos próximos anos, e a Bolsa continuar subindo, esse seguro simplesmente deixa de ser acionado — como todo seguro — e passará a valer zero.

Nesse caso, você perderá pouquíssimo dinheiro, de 1% a 3%, no máximo 4%, referente à compra do seguro.

Perder nunca é bom.

Mas quando você adquire um seguro, não espera ter de executá-lo.

Ninguém bate o carro só para acionar a seguradora.

Ao contrário, você torce para que o dinheiro gasto no seguro do automóvel tenha sido “desperdiçado”, não é mesmo?

Note, porém, que isso não será um grande problema aqui.

Ao possuir um seguro de automóvel, você muda para melhor.

Passa a sair mais à noite…

Pode estacionar na rua sem medo…

Enfim, ganha mais liberdade de ir e vir.

Com os investimentos acontece rigorosamente a mesma coisa.

Ao alocar uma fração pequena do seu patrimônio nos seguros, sua carteira ganha autonomia para ficar um pouco mais arrojada.

Observe aqui como a estratégia de Spitznagel complementa as ideias de Taleb, Buffett e Kahneman…

Com o Método TBK-S®, você terá mais independência para aumentar a fatia da carteira em ações, trazendo, assim, maiores ganhos potenciais na comparação com quem não tem esse importante seguro.

Resumindo…

Se não houver crise, o restante da carteira, em particular as ações, tende a se valorizar bastante, mais do que compensando o valor pago pelo seguro.

Em caso de acidentes de percurso….

(Como as que podem ocorrer a qualquer momento, ainda mais com a confusão política em que o Brasil se meteu…)

….o seguro tail hedging blindará os demais ativos da carteira.

Aí está a beleza da coisa.

Com o TBK-S®, você estará realmente protegido e poderá ganhar em todos os cenários.

Até mesmo em caso de crise sistêmica, como o atual.

Tenha a consciência de que isso é para sempre.

Além de se proteger e potencialmente ganhar com os desdobramentos da avalanche política atual, você está dando um passo definitivo em sua vida financeira.

ATENÇÃO: Esta é a última oportunidade de ter
acesso ao Método TBK-S®.

A partir de hoje, você terá uma metodologia para evitar grandes perdas em seus investimentos.

E, em casos de acidentes de percursos, ter ganhos de +792,31%, +642,86%, +588,89%, +368,75%

Tenho certeza de que o preço dessa segurança é menor do que você imagina…

Ainda mais em uma conjuntura política em que é bastante alta a probabilidade de um fato político ou uma nova denúncia de corrupção machucar a Bolsa.

E retomando a analogia do seguro do carro… 

Se você bater um Toyota Corolla, e tiver o seguro tail hedging, não será simplesmente reembolsado no valor do carro japonês.

Você poderá receber um seguro equivalente a uma Ferrari!

É isso mesmo que você acabou de ler.

O Método TBK-S® combina a potencialidade de ganhos na alta e garante seguros para que você lucre mesmo em momentos trágicos.

Veja a não linearidade e o caráter realmente explosivo da coisa…

Nos anos em que a Bolsa americana caiu mais de 15%, o seguro tail hedging alcançou retornos superiores a 1.500%.

Isso mesmo: +1.500%

Seria o equivalente a você transformar uma aplicação de R$ 80 em R$ 1.280,00.

Ou, investir R$ 150 e resgatar R$ 2.400,00.

E não se esqueça do mais importante:

A expressiva multiplicação de valor desse seguro trará proteção para o portfólio todo, mesmo ocupando apenas uma pequena fração de sua carteira.

Spitznagel aplicou o seguro tail hedging — na prática — no fundo Empirica, em que foi sócio de Nassim Taleb e fez verdadeira fortuna sem abrir mão da segurança.

Sua proposta é pragmática:

Em vez de simplesmente colocar muito dinheiro em “pouco risco” e pouco dinheiro em “muito risco”…

Ele orienta a alocar uma boa fatia do portfólio em ativos de “alto risco”, e os proteja com compra de seguros que, na sua eventual materialização, oferecem um retorno formidável.

Caso você não tenha percebido, além de uma obrigação para blindagem do seu patrimônio em um momento de verdadeiro caos financeiro, a montagem da estratégia certa de tail hedging poderá lhe fazer multiplicar capital de forma expressiva.

Na prática, nossos clientes já estão ganhando com isso e preservando seu patrimônio.

O dia pós denúncia contra Temer serviu de teste de fogo para esta faceta do Método TBK-S®

Em apenas um dia, as variações obtidas por nossa estratégia de seguros-catástrofe geraram retornos de: 

+792,31%, +642,86%, + 588,89%, +368,75%…

Não foi a primeira e nem será a última vez que a estratégia de tail hedging permitiu proteção e lucros extraordinários em momentos negativos para os mercados.

Não há exagero nenhum nos percentuais acima.

Todos eles ocorreram em 24 horas.

E muitos investidores salvaram seu portfólio comprando os seguros certos.

Eles sobreviveram ao estouro da mais recente crise política e estão mais do que preparados para aproveitar da plenitude da estratégia.

Resumindo…

O Método TBK-S® está apoiado nos seguintes pilares:

1) A antifragilidade de Taleb (perseguição de assimetrias convidativas – pouco a perder e muito a ganhar);

2) O value investing de Buffett (busca de um ativo por um valor muito mais baixo do que ele realmente vale);

3) O viés cognitivo de Kahneman (base das finanças comportamentais para explicar o comportamento dos agentes econômicos); e

4) O seguro Tail Hedging de Mark Spitznagel (combinação de compra de ativos ditos arriscados com aquisição de seguros-catástrofes).

O que você precisa fazer AGORA 

Em primeiro lugar, quero alertá-lo para a urgência desta carta-convite.

Esta é a última oportunidade de ter acesso ao Método TBK-S®.

Além disso, a partir de hoje, você precisa ter em mente a possibilidade real da ocorrência de eventos de cauda.

“Start looking from the tail”.

Comece a tomada de decisão dos seus investimentos olhando para a cauda negativa, para o que pode dar muito errado.

Não no sentido de prever exatamente qual será o evento desfavorável.

Mas, sim, assumindo a possibilidade, ainda que baixa, de qualquer desastre capaz de lhe impor perdas além daquelas que você tipicamente toleraria.

E onde posso encontrar mais detalhes do Método TBK-S?

Todos os caminhos da estratégia estão disponíveis na Carteira Empiricus.

Esta série é conduzida pessoalmente por Felipe Miranda, fundador e analista-chefe da Empiricus – a maior publishing de investimento independente do Brasil, com 300.000 assinantes.

Ele é formado em Economia pela FEA-USP e mestre em Finanças na FGV-SP, onde também leciona.

Também é autor de três livros sobre finanças, com mais de 100.000 cópias vendidas ao todo.

Uma de suas habilidades é antecipar eventos de grande relevância, que afetam o resultado da Bolsa, de forma positiva e negativa.

Poucos acreditaram quando ele alertou para a destruição da Petrobras – quando suas ações eram cotadas acima de R$ 20.

Os papeis acabaram se desvalorizando, como previsto, chegando à casa dos R$ 4.

Ou na ocasião em que ele pressentiu a disparada do dólar, com a moeda a R$ 1,90.

Algum tempo depois, a moeda americana atingiu seu pico, chegando a R$ 4,20

São apenas alguns de seus êxitos.

Em cada um deles as premissas dos mestres Taleb, Buffett e Kahneman estavam presentes.

Esses três autores são leituras de cabeceira há muitos anos…

Só que os seguros-catástrofes de Spitznagel contribuíram muito, na prática, com o desempenho da Carteria Empiricus em meio à volatilidade.

E suas teorias ganharam um espaço no criado-mudo do Felipe.

Antes de adotar o seguro Tail Hedging, a média de rentabilidade de carteira pessoal era de +160% do CDI nos últimos anos.

O que, convenhamos, trata-se de um belo retorno.

Mas, agora, com o Método TBK-S® os ganhos passaram a ser de +227,15% do CDI.

A simples adição do seguro Tail Hedging à estratégia fez a carteira render  +41,96% a mais de maneira quase que instantânea.

Graças a esta descoberta, a rentabilidade da carteira aumentou consideravelmente, passando de +160% do CDI para +227,15% do CDI nos quatro primeiros meses do ano.

Retornos passados não são garantias de rentabilidade futura.. Investimentos envolvem riscos e o investidor deve estar ciente disso.

Em linguagem popular, “o que era bom ficou ainda melhor”: 1,42 vez melhor, para ser mais preciso.

A Carteira Empiricus traz informações diretas.

O Felipe Miranda recomenda os melhores investimentos e seguros disponíveis para que você combine proteção e alta lucratividade.

O segredo está em combinar diferentes ativos para fazer seu investimento valorizar o máximo possível no longo prazo, sem perder segurança.

Tudo da maneira mais detalhada possível, explicando passo a passo do racional.

Taleb, Kahneman, Buffett e Spitznagel serão seus companheiros constantes a partir de AGORA.

Você estará bem guarnecido de informações para tirar dúvidas ou verificar a coerência de cada indicação.

Na abertura de cada mês, você terá acesso a uma explicação detalhada sobre a evolução do porfólio.

Inclusive com vídeo, que você poderá consultar pelo computador, celular ou tablet sempre que julgar necessário.

Também terá acesso a um relatório de monitoramento semanal.

Mais do que você fazer ganhar dinheiro, o Felipe também quer te deixar com alma leve, com o sono tranquilo de quem sabe que não haverá político ladrão que vá atrapalhar seus projetos de vida.

Com menos de 30 minutos por semana, você deixará suas finanças em dia e terá mais tempo livre para o trabalho, seus hobbies e familiares.

Para ajudá-lo a se organizar melhor, a Carteira Empircus também fornece uma planilha de Gerenciamento de Investimentos.

O Excel vai ajudá-lo a ter uma visão geral de onde está o seu dinheiro – e de como ele está rendendo.

Em caso de emergências, como uma mudança de última hora na carteira, você será avisado imediatamente por SMS e e-mail.

Você jamais vai ficar desamparado.

A cada turbulência econômica mundial, a cada delação de corrupto, a cada confusão no Congresso…

Nada foge ao olhar de lince do Felipe.

Seu compromisso como assinante é apenas fazer as aplicações e acompanhar os relatórios e recomendações.

E é importante que você as faça no momento certo para garantir a melhor rentabilidade.

Só que, pela última vez, eu preciso chamar sua atenção:

Esta é a última oportunidade de você ter acesso ao Método TBK-S®.

Isso porque a Carteira Empiricus passará por algumas mudanças no próximo mês.

Estamos em processo de reformulação total do produto.

Queremos dar mais robustez à série e, consequentemente, isso mudará o conteúdo que ficará disponível.

A Carteira Empiricus do jeito que está será retirada da loja nos próximos dias.

Resolvemos fazer esta oferta pela última vez justamente pelo recrudescimento da crise política nacional.

Não queríamos deixar nossos leitores sem a proteção do Método TBK-S®.

O ritmo das delações premiadas e as confusões provocadas pela crítica situação do presidente Temer bastam para presumir que teremos dias de volatilidade para frente.

Esta oferta, que traz um preço especial, preenche a missão da Empiricus de atender às necessidades do investidor pessoa física.

Relembrando.

A série Carteira Empiricus inclui:Relatório mensal
Relatório semanal de acompanhamento
Vídeos mensais explicativos sobre a montagem do portfólio
– Acesso exclusivo ao Método TBK-S®, que permite ter uma carteira completa que combina proteção e rentabilidade ao mesmo tempo. Mesmo em cenários pessimistas
– Planilha de Gerenciamento de Investimentos, em formato Excel, para seu controle pessoal
Newsletter diária Daily PRO, o resumo matinal de tudo o que é relevante no mercado financeiro.

Para ter acesso a como replicar a carteira de investimentos do Felipe em seu portfólio, basta seguir as instruções desta carta-convite.

Lembre-se: a A Carteira Empiricus rendeu +227,15% do CDI nos quatro primeiros meses de 2017.

Considerando o CDI a 11,25% (taxa de juros Selic enquanto escrevo esta carta) o Método TBK-S® gerou um ganho de +8,52% em apenas quatro meses.

Quem investiu R$ 50.000 em janeiro acumulou R$ 108.520 em abril.

Teve, portanto, uma valorização de R$ 4.260 em seu portfólio.

Mais do que o suficiente para arcar com o preço exclusivo da assinatura anual da Carteira Empiricus que preparamos para esta última chance para os interessados terem acesso ao Método TBK-S®.

O preço regular da série que reproduz a carteira pessoal de Felipe Miranda é 12 x R$ 262.00

Você não pagará este valor.

Nesta condição especial, o plano anual sairá por 12 parcelas de R$ 232,00.

Se optar por pagar à vista no cartão de crédito, você ainda terá um desconto adicional de 10%.

QUERO APROVEITAR A ÚLTIMA CHANCE DE TER ACESSO AO MÉTODO TBK-S®.

Nós sabemos que decisões sobre investimentos nem sempre são fáceis.

Todos gostam de pensar bem antes de bater o martelo.

Por isso, nós criamos o Compromisso Empiricus, registrado em cartório.

Ele dá aos interessados 20 dias para experimentar o produto.

É uma forma de cada um checar se a série realmente tem a ver com seu perfil.

Literalmente, você não perde nada.

Caso ainda reste qualquer dúvida sobre a nova série, entre em contato com um de nossos atendentes pelo telefone 4003-5120.

O custo é de uma ligação local, sem DDD.

Se a linha estiver ocupada, pedimos a gentileza de insistir.

Esta é a última chance de você ter acesso ao Método TBK-S® e queremos garantir sua oportunidade de ter a companhia de Felipe Miranda nesses tempos instáveis.

Ao clicar abaixo, você terá acesso à pagina de compras.

Em seguida, bastará acessar sua página de cliente da Empiricus e ter acesso aos relatórios.

QUERO PROTEGER MEUS INVESTIMENTOS DO CAOS POLÍTICO DE BRASÍLIA

Um abraço,

Equipe Empiricus

Compromisso Empiricus registrado em cartório

CLÁUSULA DE CONFIANÇA 100%

Apesar de todas as vantagens já implícitas no material, a oferta em questão não perde a prerrogativa da Cláusula de Confiança Empiricus registrada em cartório: caso você não goste do conteúdo, pode cancelar a assinatura nos primeiros 20 dias com reembolso de 100% do valor pago.

Isso mesmo: você terá acesso imediato a todo o material do plano e ainda garantirá a possibilidade de cancelar posteriormente, recebendo o seu dinheiro de volta.

Limitado a 3 cancelamentos por assinante em um prazo de 12 meses.

 

 

Informações Importantes:

Os conteúdos da Empiricus visam informar o seu destinatário sobre matérias relacionadas a economia, finanças e investimentos. A Empiricus se exime de qualquer responsabilidade sobre eventuais prejuízos que o destinatário de seus conteúdos tiver em decorrência da sua tomada de decisão. Embora a Empiricus forneça informações sobre investimentos, fundamentadas sob avaliação criteriosa, não se pode antecipar comportamentos. Padrões, histórico e análise de retornos passados não garantem rentabilidade futura. Todo investimento financeiro, em maior ou menor grau, embute riscos que podem ser mitigados mas não eliminados. A Empiricus alerta para que nunca sejam alocados em renda variável aqueles recursos destinados a despesas imediatas ou de emergência, bem como valores que comprometam o patrimônio do assinante. A Empiricus é uma publicadora de conteúdos, totalmente dissociada do sistema de distribuição de valores mobiliários, e, por conseguinte, não obtém nenhum tipo de receita advinda de comissões, corretagens ou emolumentos sobre montantes eventualmente aplicados. A Empiricus zela pelo direito de privacidade dos seus leitores.


A Empiricus foi fundada em 2009 com um objetivo: levar conteúdos financeiros independentes
e de qualidade para a pessoa física.

Hoje, nossa equipe conta com mais de 200 colaboradores.
Afinal, somos uma empresa de pessoas e produzir conteúdo relevante para a sua vida financeira não é tarefa fácil.

Mas a Empiricus não é apenas a sua equipe, somos os mais de 180 mil assinantes das publicações.
Para conhecer algumas dessas histórias, acesse https://www.empiricus.com.br/depoimentos

Se quiser saber mais sobre a Empiricus, acesse nosso site em www.empiricus.com.br ou envie um email para relacionamento@empiricus.com.br.

A Empiricus apoia

 

Uma empresa associada à Agora Companies


Maior grupo de publicações financeiras do mundo, com mais de 2.700.000 assinantes

Empiricus
CNPJ 11.431.155/0001-07
Copyright © 2009 – 2019

Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477
Torre B - 10º Andar
CEP 04538-133 - Itaim Bibi - São Paulo

Relacionamento com o assinante
Telefone(s): 4003-3117 | 4003-3118
(ligação local)